Momento Tecnologia

Spotify lança Netflix HUB no Brasil com trilhas de séries e filmes

Publicados

em

source
Spotify lança seção com músicas de séries e filmes da Netflix
Divulgação/Spotify

Spotify lança seção com músicas de séries e filmes da Netflix

Nesta sexta-feira (27), o Netflix HUB, página do Spotify dedicada a playlists, trilhas sonoras e podcasts de filmes e séries da Netflix, chega ao Brasil e outros nove países. Com conteúdos de produções nacionais e internacionais, a versão brasileira da página conta ainda com seleções de músicas para toda a família e conteúdos exclusivos do Spotify.

O objetivo é levar a experiência de maratonar as produções da Netflix para outro nível.  Lançado em novembro de 2021 nos EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Irlanda e Índia, o espaço do Spotify traz playlists, trilhas sonoras e podcasts de alguns filmes e séries do streaming de vídeos.

Tanto ouvintes do plano gratuito quanto assinantes do Spotify poderão ter acesso à página da plataforma e curtir todo o conteúdo exclusivo nascido dessa parceria.

Entre as trilhas sonoras internacionais disponíveis no Netflix HUB estão a da famosa série de ficção científica Stranger Things, que estreia nesta sexta a primeira parte da sua quarta temporada; a da série Cobra Kai, derivada da franquia de filmes Karatê Kid; e da série Heartstopper, drama teen LGBTQIA+ que fez sucesso na plataforma nas últimas semanas.

Leia Também:  Interface cérebro-máquina controla próteses sem esforço

Entre as playlists nacionais, ganham destaque as da série teen De Volta aos 15, que conta com canções de artistas como Cássia Eller, CPM 22 e Sandy e Junior, e do drama Sintonia, série que traz músicas de nomes como MC Kevinho e Kondzilla em sua seleção.

Já para a galera dos podcasts, há ainda conteúdos dedicados de séries como The Crown, drama sobre a vida da Rainha Elizabeth II, e o The Geeked Podcast, apresentado por Princess Weekes e Tessa Netting, sobre cultura geek.

Além do Brasil, o Netflix HUB chega hoje também para a Dinamarca, Finlândia, França, Islândia, Japão, Alemanha, México, Noruega e Suécia, desembarcando nesses mercados com conteúdos de produções internacionais e locais.

Spotify também possui HUB com a Disney

Para quem gosta de ouvir as músicas de suas séries e filmes favoritos, além da Netflix, o Spotify também possui uma página dedicada exclusivamente às trilhas sonoras de grandes produções da Disney.

Leia Também:  Anatel abre consulta pública para padronizar carregadores de celular

O acervo inclui não apenas canções dos títulos clássicos do estúdio, mas também trilhas de produções recentes feitas em parceria com a Pixar, como Soul, com a Lucasfilm, como Mandalorian, e com a Marvel, como WandaVision.

Além delas, há ainda músicas das séries High School Musical: A Série: O Musical, do filme Descendentes 3 e do seriado Mrs. America; títulos disponíveis nas plataformas Disney+ e Star+, ambas da Disney.

Propaganda

Momento Tecnologia

Ministério da Justiça abre processo contra o TikTok; entenda

Publicados

em

TikTok será investigado pelo Ministério da Justiça
Unsplash/Kon Karampelas

TikTok será investigado pelo Ministério da Justiça

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça, instaurou processo administrativo contra o TikTok para apurar se o aplicativo protege seus usuários em relação a conteúdos nocivos. O processo foi publicado nesta segunda-feira (4) no Diário Oficial da União (DOU).

No fim de junho, a Senacon já havia obrigado o TikTok a remover conteúdo impróprio para menores de 18 anos  da plataforma. Na ocasião, o órgão alegou que a medida seria necessária até que “o sistema de segurança da plataforma, que impede o cadastro de menores de 13 anos de idade e limita o acesso a todo o conteúdo por menores de 16 anos, seja aperfeiçoado, de modo que a idade dos usuários seja verificada de maneira eficaz pela representada”.

Agora, a ByteDance, empresa dona do TikTok, será investigada para verificar se suas ações infringem o Código de Defesa do Consumidor (CDC). No despacho, Laura Postal Tirelli, Diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Senacon, afirma que há alguns “indícios de infração” do CDC por parte do TikTok.

Leia Também:  TikTok admite que funcionários na China podem acessar dados dos EUA

Ela cita, por exemplo, trechos do Código que exigem “a proteção contra a publicidade enganosa e abusiva” e “a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos”.

Além disso, ela ressalta que o CDC exige que as empresas reconheçam “vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo” e não se beneficiem “da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou condição social”, trechos que estão relacionados com a infância.

De acordo com o despacho publicado no DOU nesta segunda, a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Agência Nacional de Proteção de Dados serão comunicadas sobre o processo.

Leia Também:  Anatel abre consulta pública para padronizar carregadores de celular

A reportagem entrou em contato com o TikTok, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI