Momento Tecnologia

Tamagotchi está de volta; mascote será relançado com novas ferramentas

Publicados

em


source
Nova versão do Tamagotchi
Divulgação

Nova versão do Tamagotchi

O Tamagotchi vai voltar a ser comercializado, mas desta vez em formato de relógio inteligente . O lançamento vai acontecer em novembro deste ano, em comemoração aos 25 anos da marca Bandai .

A previsão é de que mascote virtual seja lançado, inicialmente, apenas no Japão. Ele será disponibilizado em dois modelos e vai custar US$ 60, cerca de R$ 300 em conversão direta.

Em comparação com o Tamagotchi que fez sucesso nos anos 1990, a nova versão tem várias ferramentas adicionais. Agora, vai dar para interagir com o mascote por comandos de voz ou controlá-lo pela tela, que é sensível ao toque. Além disso, dá para usar a voz para acordar o Tamagotchi – mas só pelo barulho, já que o dispositivo não reconhecerá comandos específicos.

Além do pet virtual que vem em cada modelo, também vai dar para comprar um cartão, chamado TamaSma, para adicionar mais personagens e acessórios ao dispositivo. O preço de cada cartão ainda não foi divulgado.

Além do Tamagotchi , o relógio ao qual ele está acoplado também terá funções básicas, como ver as horas e contar passos. Rumores indicam que também será possível ouvir música no dispositivo.

Propaganda

Momento Tecnologia

Para vender a Tesla, Elon Musk exigiu ser CEO da Apple

Publicados

em


source
Tesla
Karol Albuquerque

Tesla

Segundo alegações de um livro ainda não lançado sobre a vida de Elon Musk, o CEO da Tesla e da SpaceX teria feito uma exigência pra lá de inusitada para poder vender sua montadora de carros elétricos para a Apple. O bilionário teria exigido nada menos do que se tornar o CEO da empresa de softwares, computadores, smartphones e tablets.

Segundo as informações obtidas pelo jornal Los Angeles Times, da sinopse do livro “Power Play: Tesla, Elon Musk e a aposta do século”, do repórter Tim Higgins, do The Wall Street Journal, a exigência teria acontecido durante uma teleconferência entre Elon Musk e Tim Cook, CEO da Apple, em 2016. Cook, inclusive, teria desligado o telefone em sinal de revolta contra Musk.

Na sinopse, é descrito que a conversa teria ocorrido com Cook dizendo que gostaria de comprar a Tesla. Em seguida, Musk disse que estava interessado, mas a venda estava condicionada a ele assumir o cargo de CEO. Cook ficou animado, já que pensou que seria algo nos moldes da compra da empresa de fones de ouvido Beats, quando Dr. Dre e Jimmy Iovine foram mantidos como CEOs.

Leia Também:  LGPD: empresas já podem levar multas milionárias se não protegerem seus dados

Queria tudo

Porém, para a surpresa de Tim Cook, Elon Musk esclareceu que o que ele queria era ser o CEO da Apple como um todo, ou, em outras palavras, roubar o cargo de Tim Cook. O mandatário da Apple ficou revoltado com a situação, resmungou alguns palavrões e desligou o telefone. Musk teria tentado procurar Cook para negociar novamente, mas não conseguiu sequer marcar uma reunião.

Você viu?

Para saber mais detalhes sobre a conversa e a relação conturbada entre Elon Musk, Tim Cook, Apple e Tesla, será necessário aguardar o lançamento do livro, que já está disponível em inglês, mas ainda não tem previsão de quando ou mesmo se será traduzido para a língua portuguesa em algum momento.

Com informações do Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Leia Também:  HBO Max: assinatura com 50% de desconto para sempre acaba neste sábado

O post Elon Musk exigiu ser CEO da Apple para vender a Tesla apareceu primeiro em Olhar Digital .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA