Momento Turismo

Brasileiros vacinados podem ser barrados em outros países

Publicados

em


source
Bandeira da União Europeia
Reprodução Instagram

Bandeira da União Europeia

A maior esperança para os brasileiros com viagens marcadas é a vacina. Entretanto, o comprovante de imunização pode não ser o suficiente para garantir as merecidas férias no exterior. Mesmo após as aplicações os brasileiros ainda podem ser barrados em outros países

A Comissão Europeia , por exemplo, recomendou na última semana que 27 países que compõem o bloco comecem a aceitar turistas totalmente vacinados. Entretanto, a decisão só inclui pessoas que tenham sido imunizadas com uma das quatro vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) – equivalente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil. Até o momento, a EMA apenas autorizou as vacinas Oxford/AstraZeneca, Pfizer/BioNTech, Johnson & Johnson e Moderna .

Pessoas vacinadas com a CoronaVac, por exemplo, mesmo após a segunda dose ainda estão proibidas de pisar em alguns países da Europa, como Itália, França ou Alemanha.

Leia Também:  Pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros acha essencial viagem sustentável

A restrição, por sua vez, pode cair em breve, visto que na última semana o órgão regulador europeu informou que iniciará uma “revisão contínua em tempo real” da vacina da Sinovac, do laboratório chinês desenvolvedor da Coronavac. A decisão deve ser tomada ainda nesta semana. 

Fonte: IG Turismo

Momento Turismo

Pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros acha essencial viagem sustentável

Publicados

em


source
Viagem sustentável
Pixabay

96% dos brasileiros acreditam que as viagens sustentáveis são essenciais


Centenas de pessoas de 30 nacionalidades diferentes foram questionadas sobre a importância de fazer viagens sustentáveis e 96% delas acreditam que esse seja um fator muito importante na escolha do destino. Esse número coloca o Brasil na terceirta posição entre os viajantes que mais dão importância à questão, empatando com os mexicanos e colombianos e atrás apenas dos quenianos (98%) e dos vietnamitas (97%).

O Relatório de Viagens Sustentáveis 2021, divulgado pela Booking.com aponta ainda que, durante as férias dos últimos 12 meses, 49% dos viajantes brasileiros tomaram a decisão de desligar o ar-condicionado ou aquecedor da acomodação quando não estavam presentes, e 54% decidiram levar a sua própria garrafa d’água reutilizável durante a viagem ao invés de comprar garrafas descartáveis. 

Além disso, 64% dos viajantes brasileiros disseram que se sentem incomodados quando estão em alguma acomodação que os impede de ser sustentáveis, quando, por exemplo, não oferecem coleta de lixo reciclável. Paralelo a isso, 96% dos brasileiros dizem que desejam se hospedar em uma acomodação sustentável no próximo ano, um aumento considerável em relação a 2016 (80%), quando a empresa produziu pela primeira vez uma pesquisa voltada para as viagens sustentáveis. 

Para Marianne Gybels, diretora de sustentabilidade da Booking.com, “é muito inspirador ver como a conscientização sobre a importância das viagens sustentáveis cresceu de forma consistente”. Ela acrescenta ainda que mudanças pequenas, como deixar de usar plástico descartáveis ou usar lâmpadas LED podem parecer insignificantes isoladamente, mas “quando essas ações são multiplicadas por milhões de viajantes e propriedades em todo mundo, todos os pequenos passos começam a se somar e têm um potencial positivo de grande impacto”. 

Com relação à conscientização no que diz respeito à sustentabilidade, de acordo com a pesquisa, 82% dos parceiros de acomodações da empresa no mundo todo veem a sustentabilidade no setor de hospedaria como uma coisa importante. Porém, mesmo que 3 em cada 4 parceiros tenham dito que implementaram práticas sustentáveis em suas propriedades, apenas 31% deles comunicaram esses esforços ativamente para hóspedes em potencial, e muitos (59%) o fazem apenas no momento do check-in. 

Leia Também:  Criança morta pelo pai por chorar foi torturada por um longo período e vomitou após golpe no tórax

Em 2020, antes da pandemia, o número de brasileiros interessados em acomodações sustentáveis era de 94%. Contudo, ao analisar os 34% que disseram não ter se hospedado em uma acomodação sustentável no ano passado, 24% disseram que não sabiam que existia essa opção e mais da metade (51%) alegaram que não encontraram instalações nessa linha quando estavam viajando. De maneira geral, 47% dos brasileiros dizem que ainda não existem opções suficientes para viagens sustentáveis em 2021.

Você viu?

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA