Momento Turismo

Influencer brasileiro oferece dicas de turismo em Nova York e Los Angeles

Publicados

em


source
Dan Mendes é influenciador digital e vive nos Estados Unidos desde 2019.
Divulgação

Dan Mendes é influenciador digital e vive nos Estados Unidos desde 2019.

Os Estados Unidos são um país que, além de ser muito buscado pelos turistas, também é um destino que diversos brasileiros escolhem para migrar. Foi o que aconteceu com o influencer digital Dan Mendes que, em 2019, foi morar com a irmã no estado de New Jersey, bem próximo a Nova York. 

Ele conta que, como a irmã já residia no país há 20 anos, não foi difícil para se organizar e viajar. “Eu me preparei para vir para cá estudar em julho de 2019. Me apaixonei por New York e acabei estendendo a minha permanência no país. Mas já já estou de volta ao Brasil”, comenta. 

Apesar de ter passado grande parte da estadia em Kearny, cidade em New Jersey, Dan visitava New York com frequência. Hoje, ele vive em Los Angeles, na Califórnia. Ao iG Turismo, ele revela o que mais gostou nas cidades e oferece dicas para quem deseja visitar os Estados Unidos. “Turistar aqui é bom demais. Tem restaurantes de culinária do mundo inteiro. Muitas culturas misturadas. O clima, as estações, o glamour… Tudo nos EUA é encantador”, diz. 

Leia Também:  Ondas perfeitas para surfar estão entre o Brasil e a Austrália; veja

Nova York

Times Square

Dan cita que é impraticável pensar em Nova York e não associá-la à Times Square, uma das avenidas mais famosas do mundo. O local é cenário de filmes, palco da festa de Réveillon da cidade e recebe milhares de turistas a cada ano. Desse modo, o encontro da Broadway com a 7ª Avenida, com suas luzes e letreiros gigantes, é o maior símbolo da cidade que nunca dorme. 

“Nova York é a nossa São Paulo. Business purinho. Em New York é impossível não falar da Times Square. É encantador. Meu coração é nova-iorquino demais. Lá é meu lugar nesse país”, revela.

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

Los Angeles

Beverly Hills

Beverly Hills, município vizinho de Los Angeles, surgiu para alojar os maiores nomes de Hollywood. O destino luxuoso é permeado de lojas, restaurantes e hotéis sofisticados, feitos para atender a população local. E um passeio, o turista não pode deixar de visitar o Beverly Hills Hotel, o Monica Boulevard e o Sunset Boulevard. 

“Em Los Angeles todo mundo tem uma veia artística, isso é incrível. Seja para atuar, fotografar, cantar ou dançar. Los Angeles é extremamente artístico. A calçada da fama, Beverly Hills e o Hollywood Sign são lugares indispensáveis de conhecer”, diz. 

Leia Também

Hollywood Sign

Figurinha marcada em séries, filmes e jogos de videogame, o Letreiro de Hollywood é uma das atrações recomendadas por Dan. Cada letra da placa tem 14 m de altura e aproximadamente 12 m de largura. Por mais que chegar até a placa não seja tarefa fácil, já que está localizada no alto do Monte Lee, o passeio é recompensado.

Leia Também:  Cancelamentos de voos: passageiros devem ter atenção aos seus direitos

Vale lembrar que não é possível chegar perto das placas porque fica em uma área privada, mas existe um mirante onde é possível chegar pertinho. Também foi lá que a jovem atriz Peg Entwistle pulou da letra “H”, em 1932, e morreu após as múltiplas fraturas. A artista deixou uma carta de despedida.

Orlando

Disney 

Orlando dispõe de uma infinidade de parques de diversões, para crianças, jovens e adultos. Quem visitar a cidade terá que separar um tempo para organizar o roteiro, mesmo que escolha apenas as principais atrações como a Disney e a Universal. 

Conhecer a casa do Mickey e da Cinderela é o sonho de várias pessoas, ainda mais por conta do clima de contos de fadas que o lugar emite. O complexo é formado por quatro parques temáticos: o Magic Kingdom, o Animal Kingdom, o Hollywood Studios e o Epcot, além de parques aquáticos, um centro de compras, 34 hotéis e cinco campos de golfe. 

“Na Flórida eu sinto que a galera é mais relax, trabalha mais tranquila e tal. Aqui, não tem jeito. Os parques da Disney e da Universal são um sonho. Eu sou apaixonado por parques de diversão. É o meu lugar preferido no mundo. De fato, a Disney é uma experiência mágica”, explica.

Universal

Na Universal, os fãs de filmes como Harry Potter, Jurassic Park e Transformers podem se sentir como se estivessem dentro das telas do cinema. Ao todo, são três parques principais:  Universal Studios Florida, Islands of Adventure e um parque aquático, o Volcano Bay. No mais, possui lojas, restaurantes e hotéis.

Fonte: IG Turismo

Propaganda

Momento Turismo

Cancelamentos de voos: passageiros devem ter atenção aos seus direitos

Publicados

em


source
A empresa que cancelar voos deve comunicar o passageiro com no mínimo 72 horas de antecedência.
Shawnanggg / Unsplash

A empresa que cancelar voos deve comunicar o passageiro com no mínimo 72 horas de antecedência.

No último mês, a população viu crescerem os casos de Covid e Influenza. O quadro preocupante levou diversas empresas aéreas a cancelarem voos para conter o avanço das doenças. A Latam, por exemplo, já interrompeu mais de uma centena de voos nacionais e internacionais. A Delta Air Lines, por sua vez, informou que aproximadamente 8 mil funcionários testaram positivo para Covid-19. 

Mas é preciso se atentar aos cancelamentos: as regras especiais de remarcação de bilhetes e de reembolso editadas durante a pandemia não estão mais em vigor. Logo, não são aplicáveis aos voos suspensos a partir de 1º de janeiro de 2022.

Nesse caso, as regras válidas voltam a ser aquelas previstas na Resolução ANAC nº 400/2016. A norma diz que a empresa que cancelar o voo, e informar os passageiros com antecedência mínima de 72 horas, terá que ofertar uma opção de acomodação ou reembolso integral, que deve ser concluído em até sete dias da solicitação.

Leia Também:  Passagens aéreas para SP têm promoções a partir de R$ 184 ida e volta

A advogada Lívia Herdy, sócia do Fenelon Advogados, especialista em Direito Aeronáutico, Regulatório e Processo Civil, afirma que, se a empresa não avisar o passageiro no tempo solicitado, tem que fornecer alternativas de reacomodação, reembolso ou a execução do transporte por outra modalidade, além de assistência material e hospedagem.

“Por outro lado, se o passageiro desistir da viagem, não terá mais direito a optar por utilizar o crédito em até 18 meses, pois nesse caso, desde o início do presente ano, aplicam-se as regras contratuais da passagem que foi comprada. Por essa razão, é muito importante que todos observem as regras de cancelamento e reembolso no momento da compra o bilhete”.

A especialista destaca ainda que é importante lembrar, que os passageiros podem, nos dias que antecederem a viagem, contatar a empresa aérea para verificar se o voo sofreu alguma alteração. “E, se for o caso, fazer as alterações pertinentes ou solicitar o reembolso pelo próprio site da companhia, evitando assim o deslocamento até o aeroporto”, finaliza.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA