Momento Turismo

Muito além da Disney: 6 dicas para curtir Orlando de verdade

Publicados

em


source

Para ajudar aqueles que querem conhecer Orlando, mas nunca ouviram falar de nenhum passeio além dos parques da Disney, conversamos com Mila Soares, brasileira que mora em Orlando , para dar dicas de alguns lugares e programas que também são interessantes para turistas. 

1- Lugares para conhecer a cidade melhor 

downtown
Divulgação

Conhecer o centro de uma cidade costuma ser um passeio indispensável para qualquer destino, com Orlando não é diferente

Downtown Orlando – centro financeiro e comercial da cidade, destacado pelos grandes edifícios e pelo Lake Eola, lago com trilha de 1,4 km ao seu redor. Aos domingos acontece a feirinha de produtos alimentícios locais. As crianças também se divertem e brincam no parquinho, ou alimentam os cisnes bem característicos do local. 

Há alguns museus como o Orlando Science Center com quatro andares de exposições interativas e cinema. Para quem gosta de artes, há o Orlando Museum of Art, um dos mais conhecidos da cidade, com acervo de peças africanas e americanas e diversas obras de arte. 

Visite o Walt Disney Theatre, teatro com 2.700 lugares localizado no Dr. Phillips Center for the Performing Arts e assista a apresentações de musicais da Broadway e consertos diversos. 

2- Restaurantes para comer bem 

restaurante
Divulgação

Comer bem faz parte de qualquer viagem e Orlando oferece ótimas opções nesse quesito

Noite romântica e especial – Victoria & Albert’s – restaurante premiado e um dos melhores do sudeste dos Estados Unidos, localizado no Disney’s Grand Floridian Resort. A culinária é americana, mas mescla com produtos requintados provenientes de todo o mundo — trufas da Itália, ervas frescas de Ohio e carne bovina do Japão. Exige traje fino. 

Frutos do mar – Eddie V’s – ambiente sofisticado, com vista para lago. Os frutos do mar são frescos e as carnes são igualmente bem preparadas. Seja qual for o seu pedido, inclua o purê de batata e lagosta com o arroz frito com caranguejo. 

Massa – Il Mulino – muito famoso em NYC, localizado dentro de um dos resorts não oficiais da Disney. Kids friendly. Não saia de lá sem provar o arancini de carne. Sushi – Kimonos sushi japonês autêntico e karaokê para se divertir com a turma. 

Espanhol – Capa, localizado no 17 andar do hotel mais sofisticado de Orlando, o Four Seasons Orlando. Lá do alto podemos assistir aos shows de fogos da Disney. O cardápio é extenso. Vá por mim e peça de entrada o Coliflor, de prato principal o Pescado e de sobremesa os Churros de Madrid – o melhor da cidade. 

Leia Também:  Cidadão do mundo: veja quais são os passaportes mais poderosos do planeta

3- Áreas de lazer que são ótimas

amway arena
Divulgação

Para aqueles que realmente querem fugir do óbvio, por que não assistir a um jogo de basquete na Amway Arena, estádio mais famoso de Orlando

Passeio de Airboat 

Há muitos locais em Orlando para fazer esse passeio em um barco com hélice de aeronave, os quais são uma forma de transporte usados em áreas pantanosas, como Parque Nacional Everglades da Flórida, lar de jacarés, tartarugas, peixes-bois e muitas outras espécies nativas. 

Amway Arena 

Assista a um jogo de basquete ou a um show do seu cantor favorito na grande arena esportiva localizada na área central da cidade. Disney’s Boardwalk Um calçadão, com entretenimento, várias opções de restaurantes e compras, que circunda o lago Crescent, conectando vários dos resorts do Epcot e a uma curta distância a pé do parque. Palco de vários casamentos da Disney também. Um dos meus passeios favoritos. 

4 – Alguns parques para visitar 

parque
Divulgação

Além dos parques de diversão, Orlando também tem lindos parques com áreas verdes

Harry P. Leu Gardens – Explore 50 acres de belos jardins históricos pertinho do centro de Orlando. Descubra mais de 40 espécies diferentes, incluindo uma floresta tropical e muitas rosas. 

Bill Frederick Park – Bastante arborizado, com estradas pavimentadas, trilhas para caminhada, um belo lago e proximidade com grandes redes de supermercados. Perfeito para quem está viajando de motorhome, embora reservas sejam extremamente recomendadas para estacionamento deste transporte. 

The West Orange Trail – Se você ama bicicleta, patins e a natureza, essa trilha que se estende por 22 milhas é o seu lugar. Há muitas lojas para alugar todo o equipamento que você precisa para estar ativo ao ar livre, caso você não disponha deles facilmente. 

5 – Cidades próximas que talvez seja legal conhecer 

mount dora
Divulgação

Orlando é cercada de diversas pequenas cidades e vilas que são muito charmosas e ótimas para ter experiências mais locais

Celebration – localizada no condado de Osceola, a cidade tem todo um estilo americano e fica ainda mais charmosa no Natal, época em que há um rink de patinação sintético aberto todos os dias e neve – de mentirinha – caindo na rua principal. Se a fome bater aproveite para conhecer o Columbia e peça a salada tradicional deles, criada nos anos 40. Adoro o molho! 

Leia Também:  Ecoturismo pertinho de São Paulo: saiba como se aventurar em Brotas

Winter Park – cidadezinha situada ao norte de Orlando, cerca de 30 minutos, recheada de artes e cultura, como, por exemplo, o Charles Hosmer Morse Museum of American Art, o qual possui a mais larga coleção de vidros da Tiffany. Destino para os amantes da natureza, pois possui 70 parques e também a casa de vários eventos como 

The Bach Festival Society of Winter Park, com mais de 160 músicos, cujo coral e orquestra já se apresentou no Vaticano e várias igrejas pela Itália. Há também um passeio de barco por entre as mansões da redondeza e meu passeio favorito é andar pela Park Ave, rua principal, com boutiques, brechós, bistrôs e restaurantes específicos para amantes do vinho. Nunca saio de lá sem comer a waffle de frutas e nutella do The Briarpatch. 

Winter Garden – outra cidade charmosa, com centro histórico perfeito para ser apreciado de bicicleta. Aos sábados há a feirinha – a que mais amo – e sempre trago para casa as melhores opções de frutas e legumes orgânicos. As crianças também adoram, principalmente na época do verão. É lá que elas se refrescam por entre as fontes de água que jorram do chão. Para comer, visite o Plant Street Market, com opções para vários gostos, desde pizza a sushi, além de uma fábrica de cerveja artesanal. 

Mount Dora – Uma vila histórica de mais de cem anos localizada há 30 minutos ao norte de Orlando, às margens do Lago Dora e que oferece festivais anuais nacionalmente conhecidos, como “Annual Light Up”, onde o Donnelly Park inteiro e o centrinho fica iluminado com mais de 2 milhões de luzinhas, as quais permanecem acesas durante os finais de semana até o Festival de Artes, em fevereiro.


6 – Passeio na praia

praia
Divulgação

A Flórida também é conhecida pelas suas belas praias, que tal escapar dos parques e dar um pulinho para conhecer a Clearwater Beach?

Se a sua viagem para Orlando for num mês de verão, prepare-se para encarar um belo calor. Se estiver com um carro alugado, aproveite um dia de folga e vá até a praia – Orlando está há poucos quilômetros de diversas opções. As estradas são bem pavimentadas e, basicamente, é só pegar uma reta. Uma sugestão é Clearwater Beach, uma praia de areia branquinha e mar azul que já entrou algumas vezes em lista de praias mais bonitas do mundo. Por lá há uma boa estrutura para receber turistas, com bares e restaurantes no calçadão. São cerca de duas horas de carro de Orlando até lá, e uma dica é se programar para ver o pôr do sol no local antes de voltar para a loucura dos parques. 

Fonte: IG Turismo

Propaganda

Momento Turismo

Cidadão do mundo: veja quais são os passaportes mais poderosos do planeta

Publicados

em


source
Desde 2018%2C o Japão lidera a lista dos passaportes mais poderoso do mundo%2C numa lista de 110
Banco de Imagens

Desde 2018, o Japão lidera a lista dos passaportes mais poderoso do mundo, numa lista de 110

Anualmente o ranking Henley Passport Index aponta os passaportes mais poderosos do mundo. O ranking é feito com dados da Iata (Associação Internacional de Transportes Aéreos) e leva em consideração o número de países a que eles dão acesso sem necessidade de visto ou onde é possível emiti-lo apenas depois de chegar no destino.

Desde 2018, o  Japão lidera a lista dos passaportes mais poderoso do mundo, numa lista de 110 passaportes. O documento japonês dá acesso a 191 países. O Afeganistão aparece como o mais fraco, permitindo o acesso a apenas 26 países sem o visto. O Brasil ocupa a 19ª posição, junto da Argentina e de Hong Kong. Os três permitem que seus cidadãos entrem em 170 países sem a necessidade de solicitar e emitir visto. Em 2021, a segunda colocação do ranking ficou com a Singapura, cujo passaporte é aceito em 190 países, e o terceiro lugar ficou com Alemanha e Coreia do Sul, que dão direito de acesso a 189 países. Apesar do acesso irrestrito a alguns lugares,  essas condições mudaram para muitos países durante a pandemia da Covid-19, por regras temporárias de cada país. Confira os principais países do ranking: Os passaportes mais poderosos 1º Japão (191 países) 2º ​Singapura (190 países) 3º Coreia do Sul e Alemanha (189 países) 4º Finlândia, Itália, Luxemburgo e Espanha (188 países) 5º Áustria e Dinamarca (187 países) 6º França, Irlanda, Holanda, Portugal e Suécia (186 países) 7º Bélgica, Nova Zelândia, Noruega, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos (185 países) 8º Austrália, República Tcheca, Grécia e Malta (184 países) 9º Canadá (183 países) 10º Hungria (182 países) Os passaportes mais fracos 106º Somália e Iêmen (33) 107º Paquistão (32 países) 108º Síria (29 países) 109º Iraque (28 países) 110º Afeganistão (26 países)

Leia Também:  Cidadão do mundo: veja quais são os passaportes mais poderosos do planeta
Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA