Momento Turismo

Países da Europa liberam entrada de brasileiros antes do fim da pandemia

Publicados

em


source
Dublin, capital da Irlanda
Foto de Steven Hylands no Pexels

Dublin, capital da Irlanda


A vacina que protege do coronavírus se tornou documento obrigatório para viajar , assim como o passaporte. Cada país está atualizando suas exigências no decorrer da pandemia e, além da vacina, alguns solicitam testes PCR negativos até 48 horas antes e a pessoa não pode residir e/ou embarcar no Brasil.

Apesar da União Europeia estar com as portas fechadas , três deles retiraram as restrições com os residentes do Brasil. Outros nove países da Europa também estão recebendo os turistas brasileiros :


Croácia

Quem for visitar o país a turismo deve comprovar a reserva do hotel para o período de estadia, preencher o formulário EnterCroatia, apresentar teste negativo para Covid-19 emitido em até 48h ou passar por quarentena de 14 dias.

Leia Também:  Gramado recebe exposição sobre Antártica com fósseis de 50 milhões de anos

Se você quiser fazer uma viagem longa, depois de 14 dias na Croácia o viajante está liberado para entrar na Itália ou na Bulgária e daí viajar para outros países da União Europeia – porém é preciso observar as exigências de cada país antes de comprar as passagens.

Irlanda

Penhascos de Moher, na Irlanda
Divulgação

Penhascos de Moher, na Irlanda

Ainda que os irlandeses nunca tenham fechado suas portas, a quarentena de 14 dias segue como exigência obrigatória para todos que entram no país.

Eslovênia

Assim como a Irlanda, a única exigência obrigatória é a quarentena de 14 dias.

Para acessar qualquer um desses três países que pertencem à União Europeia, é preciso embarcar com uma companhia que autorize o embarque de brasileiros em seus voos, ainda que façam conexões em países bloqueados (França, Alemanha, Suíça e Holanda). São elas: Lufthansa, Swiss, KLM e Air France.

Além da União Europeia:

Islândia

Aurora Boreal na Islândia
Foto de S Migaj no Pexels

Aurora Boreal na Islândia

Para quem deseja começar riscando a lista de desejos como  ver de perto a aurora boreal , a Islândia declarou que está de portas abertas para todos os turistas que já foram vacinados com duas doses de alguma vacina aprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). São elas: AstraZeneca, Janssen (Johnson & Johnson), Moderna, Pfizer, Sinopharm e Coronavac/Sinovac.

Leia Também:  Do luxo à ruína: hotéis luxuosos que foram completamente abandonados

Dois pontos que merecem atenção: o primeiro é que a Islândia faz parte do Espaço Schengen e, caso o turista voe por aí, estará sujeito às regras do país de conexão, já que o segundo voo entre este país e a Islândia será doméstico (ou seja, você precisa ir pelo Reino Unido). O segundo é que o certificado de vacinação deve estar em inglês, francês ou alguma língua escandinava. Caso não esteja, você precisa providenciar uma tradução.

Você viu?

Bielo-Rússia

Faz exigência de quarentena de dez dias, com exceção de viajantes que passaram menos de 24 horas em um país de alto risco (comprovando isso na chegada).

Sérvia

Quem chega para visitar o país deve apresentar um PCR negativo feito nas 48 horas anteriores.

Albânia

Sarande
TripAdvisor

Sarande

Os turistas podem ter rastreios de saúde e verificação de temperatura logo na chegada. Quem apresentar os sintomas precisa seguir as orientações dos agentes de saúde locais e se auto-isolar.

Montenegro

Basta apresentar um certificado internacional válido de vacinação completa contra Covid-19. Quem não estiver vacinado ou não for testado negativo nas últimas 72 horas, é obrigado a se auto-isolar por 14 dias.

Bósnia e Herzegovina

O turista deve apresentar um teste PCR negativo realizado nas últimas 48 horas.

Eslovênia

Visitantes podem entrar se estiverem com a segunda dose da vacina aplicada até 14 dias antes da chegada no país – 21 dias se a vacina for a AstraZeneca.

Fonte: IG Turismo

Propaganda

Momento Turismo

Destino dos famosos: Os parques de diversão em Orlando

Publicados

em


source
Larissa Manoela, Sabrina Sato e Dani Calabresa já visitaram Orlando
Reprodução

Larissa Manoela, Sabrina Sato e Dani Calabresa já visitaram Orlando

Considerado um dos  destinos mais procurados pelos brasileiros , a cidade de Orlando, na Flórida, na costa leste dos Estados Unidos, conquistou turistas do Brasil inteiro pela magia dos parques temáticos, pelo clima agradável e, claro, pelas compras sem imposto, a preços baixos e com qualidade. O destino não chama a atenção só de turistas comuns, como é queridinho de celebridades como Larissa Manoela, Sabrina Sato e Dani Calabresa. 

A região de Orlando é tão querida por famosos que só Larissa Manoela tem três casas na região. Dani Calabresa por sua vez, é apaixonada pelo parque Magic Kingdom, da Disney e até foi pedida em casamento pelo publicitário Richard Neuman em uma das visitas ao parque. 

Atualmente, a entrada nos Estados Unidos para turistas é restrita para quem tem visto vigente e teste PCR negativo para Covid-19. Se pensa em visitar Orlando futuramente, cada época tem seu charme. No verão, as temperaturas são bem altas e é alta temporada, no inverno, as temperaturas são mais amenas, como as do Brasil e também é alta temporada, por conta do Natal e Ano Novo. 

Agora, se quer algo mais tranquilo, visite Orlando na primavera ou outono, que as temperaturas são amenas e a chance de chuvas ou tufões são menores. Como os parques mudam de decoração, nessas épocas há festas de flores na primavera e o Halloween no outono. O ano inteiro é repleto de festas temáticas. 

Leia Também:  Gramado recebe exposição sobre Antártica com fósseis de 50 milhões de anos

Como chegar em Orlando?

Parque Universal
Divulgação

Parque Universal

Com aeroporto internacional próprio, é possível ir direto para o destino. Saindo de São Paulo, o preço médio atualmente é de R$ 1970, com voo pela United Airlines, já que outras companhias aéreas estão com voos restritos para os Estados Unidos e podem ser mais caros, como pela Latam, que está saindo a R$ 4260. 

Você viu?

Onde se hospedar em Orlando?

É possível se hospedar na região dos parques
Divugação

É possível se hospedar na região dos parques

Se o objetivo é visitar os parques, que tal se hospedar nos resorts temáticos? Assim o turista gasta menos com transporte e tem uma experiência Disney muito maior, a maioria tem pacotes com café da manhã e até ingressos para os parques. Atualmente, os hotéis “moderados” da Disney têm diária média de R$ 1.442, em alta temporada, e R$ 1056, na baixa. 

Agora, se quer luxo na Disney, na alta há diária que variam entre R$ 2,5 mil e R$ 3,6 mil, dependendo do hotel escolhido. Para economizar, o ideal é procurar hotéis na região de Orlando, cujos preços são menores e saem na média diária de R$ 345. Se o objetivo é se divertir nos parques, o turista precisará comprar os ingressos para os parques e alugar carros para passear. 

O que fazer em Orlando?

Jungle Cruise, que virou filme, é atração do Magic Kingdom'
Divulgação/Disney

Jungle Cruise, que virou filme, é atração do Magic Kingdom’

Como o destino é conhecido pelos parques, os mais conhecidos são os ‘da Disney’, como o Epcot, Magic Kingdom e Animal Kingdom. O Epcot é uma cidade utópica planejada por Walt Disney, dividido em duas áreas: Future World e World Showcase. É nesse parque que há o pavilhão internacional, com 11 países representados em lojas e restaurantes e também a ‘bola do Epcot’, a Spaceship Earth, atração que mostra avanços da humanidade. 

Leia Também:  Turistas vacinados com AstraZeneca da Fiocruz são aceitos na França

O Magic Kingdom, parque mais famoso do complexo da Disney, é o que traz a magia das princesas para a vida real. Com mais de 40 atrações, o parque tem o famoso castelo da Cinderela. Além das montanhas-russas famosas, atrações que viraram filmes, como Piratas do Caribe e Jungle Cruise  e passeios para conhecer princesas e personagens da Disney. 

Para conhecer animais e atrações radicais, o Animal Kingdom reúne montanha-russas radicais, o parque tem áreas com animais, safáris e o parque de Pandora, do mundo de Avatar. A atração virou a mais famosa do local porque os visitantes entram no ambiente de Pandora por completo.

Já para os amantes da saga Harry Potter, dos seriados “Simpsons” e “Friends”, o parque da Universal oferece atrações que fazem uma imersão total pelo universo de filmes e séries. É possível visitar o Beco Diagonal, Springfield e o Central Perk. Como é de outro estúdio, é preciso procurar ingressos a parte dos da Disney. 

Para os que adoram ciência, um pouco mais afastado do centro de Orlando e dos parques está o Kennedy Space Center, da Nasa. O museu interativo está no complexo da Nasa, onde foram lançados os principais projetos espaciais da história. É possível conhecer naves, cápsulas e tudo da história espacial norte-americana. 

Se quer visitar lojas e fazer aquela compra rentável, procure pela Church Street e pelas lojas Saks Fifth Avenue e os Outlets de Orlando, com direito a marcas famosas como Adidas, Nike, GAP e até Prada. As lojas mais recomendadas para brasileiros que amam comprar são Ross e Marshalls, com roupas a preço de custo. 

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA