Momento Turismo

Roteiro da aurora boreal: os 5 melhores destinos para admirar uma ao vivo

Publicados

em


source
Veja em quais lugares é possível ver uma aurora boreal
Peter Rosen Lappland

Veja em quais lugares é possível ver uma aurora boreal

aurora boreal é um dos fenômenos naturais mais bonitos que existem — e ver uma ao vivo e a cores é uma das metas da maior parte dos viajantes . O fenômeno é formado por pontos de luminosidade e faixas coloridas no céu, criando uma paisagem em movimento extraordinária para observar e guardar em fotografias.

A dança das cores acontece em países localizados no Polo Norte da Terra, sendo mais visíveis em pontos da América do Norte e na Europa . As luzes e as faixas de cores acontecem quando os ventos solares colidem com campos magnéticos terrestres, o que faz com que esses ventos se direcionem aos polos.

No entanto, conseguir ver uma aurora boreal requer muita programação. Isto porque o fenômeno se manifesta em regiões mais frias. Portanto, será muito mais fácil testemunhar um deles durante as estações mais frias do Polo Norte.

Para saber quando e qual é a melhor época para se ver a aurora boreal, é importante que o turista programe bem o seu roteiro e faça pesquisas para visitar as localidades no momento exato. Para ajudar com isso, o iG Turismo separou cinco locais que possuem aurora boreal para que o viajante comece a programar sua viagem.

É possível ver o céu colorido durante a noite ou no fim da tarde nos meses de fevereiro, março, abril, setembro e outubro, quando a atividade solar é maior.

Você viu?

1- Iqaluit, Canadá


Por ser uma cidade pequena e afastada das metrópoles canadenses, Iqaluit possui uma população menor e menos poluição de luz. Esses fatores facilitam a visão da aurora boreal. A cidade, que está localizada na área de Nunavut, recebe o fenômeno com mais frequência ao longo do outono e do começo da primavera, que acontece entre os meses de outubro e março.

Leia Também:  Cruzeiro que faz a volta ao mundo esgota reservas em duas horas e meia

Em Iqaluit, os parques Sylvia Grinnell Territorial Park e Katannilik Territorial Park permitem acampamentos e podem facilitar a vista da aurora boreal, já que, no período da noite, tendem a ser mais escuros. Por isso, há menos interferências e mais chances de visualizar bem o fenômeno.

O hotel Frobisher Inn é um dos hotéis da região que oferecem serviços de guia para visitar os pontos de luz e conta mirantes para a apreciação da aurora boreal; além de atividades como trenós de cães e pesca. Uma diária no mês de outubro sai em torno de R$ 1,3 mil*.

2- Tromsø, Noruega


A cidade  norueguesa está localizada dentro do Círculo Polar Ártico e foi nomeada como a capital da aurora boreal. Isto porque existem muitas chances de se conseguir ver o fenômeno no local, principalmente a partir do mês de outubro até o fim do inverno no país, em janeiro.

Por este motivo, a cidade criou uma infraestrutura própria para que turistas desfrutem do fenômeno com muito conforto e facilidade. Diversas companhias de turismo e grupos organizam pequenos tours nos locais propícios para observação. Se o serviço pode ser contratado pela faixa de R$ 1 mil a R$ 1,5 mil.

Existem diversos hotéis localizados em regiões de onde é possível curtir a aurora boreal. Um dos mais buscados pelos viajantes é o Tromsø Lodge & Camping, que consiste em charmosos chalés de madeira em um campo de observação. A diária para o mês de outubro custa R$ 762.

3- Povoado Abisko em Kiruna, Suécia


Kiruna está localizada na província da Lapônia e é considerada como um dos melhores pontos de observação das luzes na Suécia; principalmente na área do povoado Abisko, a 94 km da cidade, onde é possível acampar. O local tem menos incidência de nuvens no céu, o que é uma interferência a menos para a aurora boreal aparecer.

Leia Também:  Conheça a Jungle Cruise, atração que inspirou o novo filme da Disney

Próximo ao povoado está o Parque Nacional Abisko que, além de facilitar a vista das luzes, conta com bosques, cascatas e fiordes capazes de tornar a vista da aurora boreal ainda mais única. Nesta região, há mais incidências do fenômeno entre os meses de setembro e março.

4- Rovaniemi, Finlândia


Na região finlandesa, há intervenção planetária nas auroras boreais de Marte, Saturno, Júpiter e Vênus. O município de Rovaniemi é o mais buscado do país para conseguir ver as luzes, já que acontece por 200 noites ao ano. O local ainda é conhecido como a cidade oficial do Papai Noel, o que pode render mais opções de passeios.

O hotel Arctic Snow Hotel & Glass Igloos é um dos locais mais buscados pelos viajantes em Rovaniemi. A hospedagem oferece iglus de vidro para que os turistas possam apreciar a aurora boreal dentro de suas acomodações. O custo para o mês de outubro é de R$ 1,1 mil.

5- Murmansk, Rússia


A cidade está localizada na península de Kola e, além de reunir pontos ideais para observar a aurora boreal, possui um inverno menos rigoroso. O principal ponto de observação da cidade é a aldeia de Teriberka, que está localizada na costa do mar de Barents. É possível acampar no local.

Um dos hotéis mais conceituados da região é o Aurora Village Murmansk Eco Hotel. Assim como a acomodação em Rovaniemi, o local disponibiliza iglus de vidro que facilitam a visibilidade da aurora boreal. O custo da diária é de R$ 863. A aurora boreal pode ser vista neste local entre fevereiro e abril e agosto e outubro.

*Pesquisa de preço realizada no dia 21 de maio de 2021 pela plataforma Booking.com.

Fonte: IG Turismo

Propaganda

Momento Turismo

Destino dos famosos: Os parques de diversão em Orlando

Publicados

em


source
Larissa Manoela, Sabrina Sato e Dani Calabresa já visitaram Orlando
Reprodução

Larissa Manoela, Sabrina Sato e Dani Calabresa já visitaram Orlando

Considerado um dos  destinos mais procurados pelos brasileiros , a cidade de Orlando, na Flórida, na costa leste dos Estados Unidos, conquistou turistas do Brasil inteiro pela magia dos parques temáticos, pelo clima agradável e, claro, pelas compras sem imposto, a preços baixos e com qualidade. O destino não chama a atenção só de turistas comuns, como é queridinho de celebridades como Larissa Manoela, Sabrina Sato e Dani Calabresa. 

A região de Orlando é tão querida por famosos que só Larissa Manoela tem três casas na região. Dani Calabresa por sua vez, é apaixonada pelo parque Magic Kingdom, da Disney e até foi pedida em casamento pelo publicitário Richard Neuman em uma das visitas ao parque. 

Atualmente, a entrada nos Estados Unidos para turistas é restrita para quem tem visto vigente e teste PCR negativo para Covid-19. Se pensa em visitar Orlando futuramente, cada época tem seu charme. No verão, as temperaturas são bem altas e é alta temporada, no inverno, as temperaturas são mais amenas, como as do Brasil e também é alta temporada, por conta do Natal e Ano Novo. 

Agora, se quer algo mais tranquilo, visite Orlando na primavera ou outono, que as temperaturas são amenas e a chance de chuvas ou tufões são menores. Como os parques mudam de decoração, nessas épocas há festas de flores na primavera e o Halloween no outono. O ano inteiro é repleto de festas temáticas. 

Leia Também:  Conheça a Jungle Cruise, atração que inspirou o novo filme da Disney

Como chegar em Orlando?

Parque Universal
Divulgação

Parque Universal

Com aeroporto internacional próprio, é possível ir direto para o destino. Saindo de São Paulo, o preço médio atualmente é de R$ 1970, com voo pela United Airlines, já que outras companhias aéreas estão com voos restritos para os Estados Unidos e podem ser mais caros, como pela Latam, que está saindo a R$ 4260. 

Você viu?

Onde se hospedar em Orlando?

É possível se hospedar na região dos parques
Divugação

É possível se hospedar na região dos parques

Se o objetivo é visitar os parques, que tal se hospedar nos resorts temáticos? Assim o turista gasta menos com transporte e tem uma experiência Disney muito maior, a maioria tem pacotes com café da manhã e até ingressos para os parques. Atualmente, os hotéis “moderados” da Disney têm diária média de R$ 1.442, em alta temporada, e R$ 1056, na baixa. 

Agora, se quer luxo na Disney, na alta há diária que variam entre R$ 2,5 mil e R$ 3,6 mil, dependendo do hotel escolhido. Para economizar, o ideal é procurar hotéis na região de Orlando, cujos preços são menores e saem na média diária de R$ 345. Se o objetivo é se divertir nos parques, o turista precisará comprar os ingressos para os parques e alugar carros para passear. 

O que fazer em Orlando?

Jungle Cruise, que virou filme, é atração do Magic Kingdom'
Divulgação/Disney

Jungle Cruise, que virou filme, é atração do Magic Kingdom’

Como o destino é conhecido pelos parques, os mais conhecidos são os ‘da Disney’, como o Epcot, Magic Kingdom e Animal Kingdom. O Epcot é uma cidade utópica planejada por Walt Disney, dividido em duas áreas: Future World e World Showcase. É nesse parque que há o pavilhão internacional, com 11 países representados em lojas e restaurantes e também a ‘bola do Epcot’, a Spaceship Earth, atração que mostra avanços da humanidade. 

Leia Também:  Viajantes mudam a rotina e compartilham vida a bordo de motorhome na web

O Magic Kingdom, parque mais famoso do complexo da Disney, é o que traz a magia das princesas para a vida real. Com mais de 40 atrações, o parque tem o famoso castelo da Cinderela. Além das montanhas-russas famosas, atrações que viraram filmes, como Piratas do Caribe e Jungle Cruise  e passeios para conhecer princesas e personagens da Disney. 

Para conhecer animais e atrações radicais, o Animal Kingdom reúne montanha-russas radicais, o parque tem áreas com animais, safáris e o parque de Pandora, do mundo de Avatar. A atração virou a mais famosa do local porque os visitantes entram no ambiente de Pandora por completo.

Já para os amantes da saga Harry Potter, dos seriados “Simpsons” e “Friends”, o parque da Universal oferece atrações que fazem uma imersão total pelo universo de filmes e séries. É possível visitar o Beco Diagonal, Springfield e o Central Perk. Como é de outro estúdio, é preciso procurar ingressos a parte dos da Disney. 

Para os que adoram ciência, um pouco mais afastado do centro de Orlando e dos parques está o Kennedy Space Center, da Nasa. O museu interativo está no complexo da Nasa, onde foram lançados os principais projetos espaciais da história. É possível conhecer naves, cápsulas e tudo da história espacial norte-americana. 

Se quer visitar lojas e fazer aquela compra rentável, procure pela Church Street e pelas lojas Saks Fifth Avenue e os Outlets de Orlando, com direito a marcas famosas como Adidas, Nike, GAP e até Prada. As lojas mais recomendadas para brasileiros que amam comprar são Ross e Marshalls, com roupas a preço de custo. 

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA