Momento Turismo

Turismo de isolamento: saiba o que é e veja para onde ir

Publicados

em


source

É fato que o turismo mudou nos últimos meses. As viagens diminuíram, os planos foram cancelados ou adiados e agora, aos poucos, a ideia de viajar está sendo retomada. Porém, de forma diferente. “Há uma crescente manifestação de desejos de contato com a natureza, com a praia, com espaços que sejam maiores e mais livres, mas que também garantam a segurança, ou seja, que mantenham o distanciamento social”, explica Mariana Aldrigui, professora e pesquisadora de turismo da Universidade de São Paulo. 

mulher olhando paisagem
Pexels

Destinos no interior e na serra são buscados quando a ideia é se isolar para descansar com segurança

É o que as pessoas estão chamando de turismo de isolamento. “É ficar completamente isolado e não ter contato com outras pessoas. Simplesmente sair de casa e mudar os ares. Ver um ponto turístico fica em segundo plano. As pessoas querem mudar de ambiente e se sentir descansando”, comenta Luísa Dalcin, diretora de comunicação do buscador de voos Viajala.com.br. 

É mais cuidar da mente e de si do que conhecer lugares novos. “É você poder descansar em uma cama gostosa e um travesseiro bom. Ter uma varanda e luz do Sol”, pontua. 

De acordo com o Airbnb, plataforma de hospedagem, os destinos mais procurados nesse momento são os “hiperlocais”: mais perto de casa e para viagens de carro. No Brasil, em maio, teve um aumento de 150% na busca por esses lugares, em relação ao mesmo mês do ano passado. 

Como escolher um destino?

Já que o foco da viagem não é conhecer pontos turísticos e passear por aí, é importante entender qual o motivo da visita. Se a ideia é ficar próximo a natureza, vale buscar hospedagens que proporcionam isso na vista, por exemplo, já que não necessariamente você vai conseguir fazer trilhas e buscar cachoeiras. “Não é porque a cidade é pequena que os pontos turísticos estão abertos”, alerta. 

Ela orienta se certificar se o local está recebendo turistas, se é possível ir até lá e quais são as possibilidades para quem está visitando. Assim, é possível descansar com segurança sem perder a viagem.

Leia Também:  Única vinícola do Rio de Janeiro produz cinco rótulos e está recebe visitantes

Para onde ir

Seguindo a ideia de se isolar com segurança, Luísa recomenda alguns destinos próximos à natureza onde é possível alugar uma casa para o final de semana ou uma temporada ou, se preferir, ficar em hotéis mais distante, sem tanto contato com outros hóspedes:

  • Brumadinho (MG)
  • Monte Verde (MG)
  • Campos do Jordão (SP) 
  • Cunha (SP) 
  • Teresópolis (RJ)
  • Petrópolis (RJ)

Além disso, o Airbnb compartilha os destinos que cresceram de forma significativa nos últimos meses e se encaixam nessa ideia de fugir dos grandes centros:

  • Sorocaba (SP)
  • Imbituba (SC)
  • São José dos Campos (SP)
  • Juquehy (SP)
  • Domingos Martins (ES)
  • Piracicaba (SP)
  • Juiz de Fora (MG) 
  • Uberlândia (MG)
  • Capão da Canoa (RS)
  • Criciúma (SC)
  • Matinhos (PR)
  • Cabo de Santo Agostinho (PE)
  • Novo Hamburgo (RS)
  • Tramandaí (RS)
Fonte: IG Turismo

Propaganda

Momento Turismo

Pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros acha essencial viagem sustentável

Publicados

em


source
Viagem sustentável
Pixabay

96% dos brasileiros acreditam que as viagens sustentáveis são essenciais


Centenas de pessoas de 30 nacionalidades diferentes foram questionadas sobre a importância de fazer viagens sustentáveis e 96% delas acreditam que esse seja um fator muito importante na escolha do destino. Esse número coloca o Brasil na terceirta posição entre os viajantes que mais dão importância à questão, empatando com os mexicanos e colombianos e atrás apenas dos quenianos (98%) e dos vietnamitas (97%).

O Relatório de Viagens Sustentáveis 2021, divulgado pela Booking.com aponta ainda que, durante as férias dos últimos 12 meses, 49% dos viajantes brasileiros tomaram a decisão de desligar o ar-condicionado ou aquecedor da acomodação quando não estavam presentes, e 54% decidiram levar a sua própria garrafa d’água reutilizável durante a viagem ao invés de comprar garrafas descartáveis. 

Além disso, 64% dos viajantes brasileiros disseram que se sentem incomodados quando estão em alguma acomodação que os impede de ser sustentáveis, quando, por exemplo, não oferecem coleta de lixo reciclável. Paralelo a isso, 96% dos brasileiros dizem que desejam se hospedar em uma acomodação sustentável no próximo ano, um aumento considerável em relação a 2016 (80%), quando a empresa produziu pela primeira vez uma pesquisa voltada para as viagens sustentáveis. 

Para Marianne Gybels, diretora de sustentabilidade da Booking.com, “é muito inspirador ver como a conscientização sobre a importância das viagens sustentáveis cresceu de forma consistente”. Ela acrescenta ainda que mudanças pequenas, como deixar de usar plástico descartáveis ou usar lâmpadas LED podem parecer insignificantes isoladamente, mas “quando essas ações são multiplicadas por milhões de viajantes e propriedades em todo mundo, todos os pequenos passos começam a se somar e têm um potencial positivo de grande impacto”. 

Com relação à conscientização no que diz respeito à sustentabilidade, de acordo com a pesquisa, 82% dos parceiros de acomodações da empresa no mundo todo veem a sustentabilidade no setor de hospedaria como uma coisa importante. Porém, mesmo que 3 em cada 4 parceiros tenham dito que implementaram práticas sustentáveis em suas propriedades, apenas 31% deles comunicaram esses esforços ativamente para hóspedes em potencial, e muitos (59%) o fazem apenas no momento do check-in. 

Leia Também:  Serra Gaúcha: locais para curtir a região favorita do inverno

Em 2020, antes da pandemia, o número de brasileiros interessados em acomodações sustentáveis era de 94%. Contudo, ao analisar os 34% que disseram não ter se hospedado em uma acomodação sustentável no ano passado, 24% disseram que não sabiam que existia essa opção e mais da metade (51%) alegaram que não encontraram instalações nessa linha quando estavam viajando. De maneira geral, 47% dos brasileiros dizem que ainda não existem opções suficientes para viagens sustentáveis em 2021.

Você viu?

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA