Carros e Motos

Placa preta voltará a ter visual clássico a partir de 1º de junho

Publicados

em

source
A nova placa de veículos de coleção com fundo preto e números brancos poderá ser solicitada a partir de junho
Divulgação

A nova placa de veículos de coleção com fundo preto e números brancos poderá ser solicitada a partir de junho

O Contran (Conselho Nacional de Segurança) divulga mais uma leva de novas resoluções. Uma delas, a 957/2022 — que entra em vigor no dia 1º de junho — abordou novas práticas para se obter a placa preta, regulamentando, ainda, exigências para as instituições.

Para aproveitar a ocasião, os colecionadores poderão comemorar que, visualmente, virá a se tornar, de fato, preta, com o visual do Mercosul . A única diferenciação então eram as letras na cor cinza, ao invés de pretas nas placas convencionais .

Outra mudança da Resolução 957/2022 do Contran permitirá a certificação como de coleção para veículos modificados . Quanto a eles, o texto fala que, se tiverem sido transformados no passado e contarem com relevância histórica — como ambulâncias e buggys, por exemplo — poderão pedir a emissão da placa preta também.

Leia Também:  Hyundai revela sedã elétrico Ioniq 6, que faz de 0 a 100 km/h em 5,5 s

Se o carro efetuar a vistoria de originalidade já modificada e não obter ao menos 80% das características de fábrica, ele continuará sendo reprovado. De todo modo, é possível obter a placa preta e efetuar mudanças depois, desde que o dono consiga um novo Certificado de Segurança Veicular (CSV) junto ao Detran.

Um dos critérios principais é que o carro passe por vistoria em um clube credenciado com “pessoa jurídica legalmente instituída em território nacional para a promoção da memória cultural e do valor histórico de veículos antigos e para a divulgação dessa atividade cultural”.

A partir do dia 1º, começa a valer o ” Certificado de Veículo de Coleção ” ( CVCOL ). Com ele, a validade da permissão de rodagem do carro dura 60 meses, necessitando de renovação depois da data de fechamento.

Com o certificado vencido, não poderá ser feito o licenciamento do veículo . Em caso de transferência, o novo proprietário deverá apresentar um novo certificado em seu nome, se não perderá direito à placa preta.

Leia Também:  SUV de luxo DS7 recebe novo visual e fica mais futurista

Carros importados com mais de 30 anos de fabricação, na nova resolução, precisarão de vistoria de licenciamento feita pelos clubes credenciados, para ver se o carro tem condições de circulação. Se não, ficam proibidos de rodar até obterem o CVCOL.

Fonte: IG CARROS

Propaganda

Carros e Motos

SUV de luxo DS7 recebe novo visual e fica mais futurista

Publicados

em

DS 7 é híbrido plug-in tem versão capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos
Divulgação

DS 7 é híbrido plug-in tem versão capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos

A DS, marca de luxo da Citroën, apresenta a nova linha do 7, seu SUV que recebe atualizações visuais e perde a nomenclatura “crossback”.

A dianteira agora conta com novos faróis de LED , com tecnologia matrix, a grade recebeu novo padrão e desenho levemente modificado, para conversar melhor com o desenho dos faróis, que são mais finos.

Porém o que mais chama a atenção na dianteira do DS7 é a nova assinatura do DRL, composta por 33 LEDs, e coberta com policarbonato transparente.

Graças às alterações, a dianteira do DS7 atualizado , além de se tornar mais elegante, também passa a ficar mais de acordo com os outros modelos da linha DS . Na traseira, a tendência de l anternas mais finas se mantém, e dão a impressão que o DS7 é mais largo do que realmente é. Além disso, há um elemento pintado de preto que conecta as lanternas, que apresentam um visual que lembra escamas.

Leia Também:  SUV de luxo DS7 recebe novo visual e fica mais futurista

O interior também teve mudanças, mas são mais simples. A cabine agora tem uma tela de 12 polegadas, sensível ao toque, que conta com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, além de um modo de visão noturna, mas ainda mantém uma alavanca física de câmbio, similar a vista no Peugeot 3008 , por exemplo.

Os motores consistem em opções a gasolina, diesel e versões híbridas plug-in . Dependendo do mercado, será oferecido um motor a diesel ou gasolina de 130 cv.

Com baterias de 14.2 kWh, e um motor elétrico para auxiliar na economia de combustível, o DS7 possui potência total de 228 cv nos modelos de tração dianteira e 304 cv nas versões de tração integral, o que é suficiente pra levar o modelo de 0 a 100 km/h em 5.6 segundos.

O DS7 renovado mede 4,60 m de comprimento, 1,62  de altura e 2,1 m de largura, sendo 2,7 m de entre-eixos.A novidade da marca francesa DS deve ser vendida a partir de setembro na Europa, e deve custar a partir dos € 54 mil (em torno de R$ 295.980 numa conversão simples).

Leia Também:  GM mostra mais detalhes da picape Montana antes da estreia

A DS já foi vendida no Brasil entre 2012 e 2017 e ofereceu os modelos DS3, DS4 e DS5, e apesar de registrar alguns modelos atuais no Brasil, não há sinais de um retorno ao nosso país.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI