MOMENTO MULHER

Como começar sua obra sem dor de cabeça?

Publicados

em

source

Por Helo Yamashiro

Planejamento é a palavra-chave para o início de qualquer atividade e existem algumas situações nas quais você precisa estar preparado mentalmente:

POEIRA: ainda que em quantidades diferentes, o pó estará presente em 99% dos serviços. E ele é tão inconveniente para o espaço físico e para a sua saúde, que ele pode permanecer por dias (ou meses) dentro do espaço que sofreu a reforma, mesmo após a realização de limpeza pós-obra.

SUJEIRA: mesmo a equipe mais perfeita do mundo não poderá executar todos os serviços sem sujar algo ou deixar algum vestígio durante o processo da obra. Isso não significa que não será limpo, apenas um alerta ao visitar uma obra de que essa sujeira pode ser momentânea.

ODORES : cheiros desagradáveis de solventes, tintas, cola, entre outros, leva um tempo para sair do ambiente. É recomendável uma boa ventilação para auxiliar no processo da troca de ar do ambiente.

BARULHO: a maioria das construções não possuem isolamento acústico, tornando inevitável que uma obra seja 100% silenciosa. Para quem sofre de misofonia (condição em que uma pessoa reage de forma intensa e negativa a pequenos sons), uma simples lixa de parede é o suficiente para gerar um transtorno.

Para que os transtornos acima sejam reduzidos, abaixo listamos 09 dicas antes de iniciar sua reforma:

1.       Certifique-se dos horários permitidos para a obra: se você mora em condomínio de apartamentos ou casas, é fundamental consultar o síndico ou administradora para certificar-se dos horários de obra, entrada e saída de material, limpeza das áreas comuns e acesso da equipe de obra. No caso de casas, normalmente as prefeituras possuem regras relacionas ao barulho permitido. É de bom agrado comunicar os vizinhos sobre intervenções significativas que poderão comprometer a rotina do entorno.

Leia Também:  5 dicas para escolher um modelo de mesa para sala de estar

2.       Documentações: garanta que todos os documentos e alvarás necessários estejam devidamente aprovados no condomínio ou na prefeitura.

3.       Embale objetos e móveis: tudo o que não será utilizado durante a obra, precisa ser embalado para manter o bom aspecto do produto, evitando o pó. Use caixas (de papelão ou plástico) limpas e intactas, sele com fita adesiva e etiquete com o que está dentro e de qual ambiente pertence.

4.       Proteja tudo: Papelão, plástico bolha, lona. Esses são alguns aliados essenciais durante a obra. Proteja tudo antes de iniciar: armários, portas, móveis grandes.

Dica da Helo: As portas serão reaproveitadas durante a reforma? Que tal envelopá-las com filme plástico nos dois lados? Isso ajudará a manter a cor e evitar machucados.                                                               

5.       Defina onde armazenar: já pensou onde armazenar tudo o que você irá reaproveitar para a sua casa? Temporariamente, você pode alugar um depósito em um guarda-móveis (normalmente o contrato é mensal e por metragem quadrada) ou um espaço na casa de algum amigo ou familiar. Nas duas opções, é importante levar em consideração os valores de transporte envolvido também. Se você reformar parcialmente sua casa, você pode setorizar os ambientes e usar alguns deles para esse fim. Se for reformar por completo, a logística da equipe de obras será mais desafiadora, exigindo cuidados redobrados de movimentação de todos os itens.

Leia Também:  Horóscopo: previsão dos signos de 27 de junho a 03 de julho de 2022

6.       Água e luz funcionando: fundamental! Sem isso, melhor nem começar.

7.       Luminárias: desmonte todas, se possível, proteja e guarde. Por ser um item frágil, é melhor se precaver com esses cuidados iniciais. A equipe de obras pode providenciar soquetes e lâmpadas para o dia a dia.

8.       Proteja o piso que será preservado: um dos maiores medos durante a reforma é danificar aquilo que já está pronto, como piso. Consulte um especialista sobre qual tipo de proteção é ideal para o seu piso e não economize nesse item. É mais fácil prevenir da sujeira, resquícios de obra, do que reparar ao final.

9.       Limpeza constante: nos sentimos seguros em ambientes limpos e organizados. Programar limpezas constantes evitará acúmulo de poeira e garantirá que você consiga checar a qualidade dos serviços executados.

Agora é a sua reforma está pronta para iniciar. Lembre-se de realizar um monitoramento constante das proteções e, se necessário, realize a troca. Tenho certeza que a sua obra será mais organizada.

 Leia também:

https://delas.ig.com.br/colunas/dentro-de-casa-por-heloisa-yamashiro/2021-04-19/plantas-dentro-de-casa.html

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MOMENTO MULHER

5 dicas para economizar na hora de decorar apartamentos pequenos

Publicados

em

source
5 dicas para economizar na hora de decorar apartamentos pequenos
Redação EdiCase

5 dicas para economizar na hora de decorar apartamentos pequenos

Arquiteta explica como planejar um ambiente prático e confortável

Por Milena Job

Os apartamentos de pequena metragem têm se tornado uma tendência nos últimos anos, principalmente entre a população mais jovem. No entanto, decorar esses locais de maneira bonita, otimizada e com um bom custo-benefício não é uma tarefa fácil.

“O estilo de vida de quem busca um imóvel menor é mais sobre o ser do que o ter. Vemos uma mudança de comportamento nos mais jovens, que hoje buscam facilidades, como o retorno do uso de lavanderias coletivas e o uso de aplicativos de transporte. São pessoas com menos tempo nas mãos”, afirma Gabriela Accorsi, arquiteta e cofundadora da startup La Decora.

5 dicas para escolher um modelo de mesa para sala de estar

Decoração automatizada

A La Decora, por exemplo, considerando esse contexto criou um software com o objetivo de democratizar o acesso à decoração de interiores. Ao mesmo tempo que automatiza a produção de projetos, ele otimiza o trabalho do profissional.

“A única maneira de democratizar a decoração é com a automatização das suas fases que não precisam de intervenção humana direta, ao mesmo tempo que a sensibilidade do especialista esteja presente nos momentos necessários e de forma personalizada. Essa estrutura é muito importante em projetos de apartamentos pequenos”, diz a Gabriela Accorsi.

Leia Também:  5 dicas para escolher um modelo de mesa para sala de estar

A seguir, confira dicas essenciais da arquiteta para decorar imóveis menores.

1. Construa um projeto

Quando uma pessoa procura imóveis menores e mais baratos, ela não pode se dar ao luxo de errar nas suas escolhas. Por isso, construir um projeto ao lado de um profissional garante uma tomada de decisão correta. “O projeto certifica o cliente que essa compra vai ser a certa e o arquiteto ou decorador resolverá todos os desafios propostos para aquele ambiente, seja em termos de combinação ou espaço”, reforça a arquiteta.

5 dicas para montar uma biblioteca em casa

2. Foque no que é essencial

Mais do que evitar uma poluição visual, a disposição prática de objetos gera conforto em um apartamento pequeno, além de evitar gastos desnecessários. “Entender quais são os itens essenciais para compor o cenário ajudam a formar o local como um lar completo. Por exemplo, uma luminária no centro já resolve a iluminação”, explica Gabriela. “Além disso, é melhor evitar colocar itens supérfluos e não usar papel de parede e painéis para não causar poluição visual”.

3. Otimize espaço

Assim como a escolha do imóvel, é necessária também a escolha dos itens essenciais de qualquer apartamento , otimizando assim o local. “Algumas maneiras de otimizar o espaço do apartamento são: a compra de móveis do tamanho correto, o uso de armários aéreos para maior armazenamento, soluções de baú, espelho para sensação de amplitude, cores claras, cuidado com profundidades excessivas em sofás e móveis de uso duplo (como sofá-cama), mesas de centro que viram banquetas, uma TV que atenda o quarto e a sala por um sistema de giro, por exemplo”, aconselha Gabriela Accorsi.

Leia Também:  Dia de São João: aprenda 3 simpatias

4. Utilize paredes simples

Em pequenas metragens, as paredes acabam por chamar ainda mais a atenção do que de costume, o que torna esse ponto um dos mais importantes no processo de decoração. “Quanto menor o trabalho de paredes melhor. Ou seja, o uso de papéis de parede e painéis não são aconselháveis para imóveis pequenos”, destaca a especialista.

5 dicas para escolher o pendente para a sala de estar

5. Faça uma pesquisa de mercado

Um apartamento menor mostra, muitas vezes, a escolha do cliente por uma decoração de baixo custo, principalmente para quem tem o orçamento apertado. Nesses casos a priorização pede o investimento em decoração mais assertiva. 

“O consumidor estará muito mais certo da sua compra – no caso de um budget menor – se ele checar diversas opções de lugares e preços a fim de comparação. Nesse sentido, as plataformas digitais são aliadas na etapa seguinte, em que o imóvel já está comprado e precisa ser decorado”, finaliza Gabriela.

Confira mais conteúdos e dicas de decoração na revista ‘Projeto & Decoração’

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI