Momento Turismo

Veja por onde passaram influencer e cão mortos em acidente nos EUA

Publicados

em

source
Jesse e o cão Shurastey viajaram por vários países em um Fusca
Reprodução/Instagram

Jesse e o cão Shurastey viajaram por vários países em um Fusca

O influencer Jesse Koz, de 29 anos, e seu  cão Shurastey, mortos num acidente na cidade de Portland, em Oregon (EUA), na última segunda-feira, já haviam passado por 17 países do roteiro traçado para terminar no Alasca. A dupla havia caído na estrada em 2017, quando Koz, à época trabalhando como vendedor e cursando Educação Física em Balneário Camboriú, Santa Catarina,, vendeu seus poucos pertences e comprou um Fusca 1978, chamado por ele de Dodongo. O rapaz pegou Shurastey e, com R$ 10 mil no bolso, caiu na estrada.

A inspiração de Koz foi uma página de mochileiros no Facebook, que o fez ver que é possível viajar com pouco dinheiro. O primeiro destino foi Ushuaia, na Argentina. Na cidade turística, ele conheceu a história de uma pessoa que havia conseguido chegar ao Alasca de Kombi. Decidiu fazer o mesmo. E, sempre na companhia de Shurastey, primeiro cruzou o Brasil e fez alguns roteiros latino-americanos.

“Não pensei muito, não fiz planos a longo prazo, éramos, Shurastey e o Fusca Dodongo. Pedi demissão do emprego, vendi tudo o que eu tinha, micro-ondas, TV, e minha única diversão da época, um XBOX One”, escreveu Koz numa página na internet onde mantinha um diário da aventura.

Ao todo, ele e Shurastey percorreram 17 países, num total de mais de 85 mil quilômetros rodados, segundo o informado pelo influencer em seu perfil no Instagram, sempre com sua casa móvel: uma barraca que era transportada no teto do Fusca. Veja por onde a dupla passou:

1ª fase: Em 6 de maio de 2017, a dupla saiu de Santa Catarina e passou por Rio Grande do Sul, Uruguai até chegar à Argentina, onde ficou em Ushuaia. Eles voltaram pela Argentina, depois seguiram para o Paraguai e entraram no Brasil por Foz de Iguaçu. O roteiro foi concluído em Curitiba. Foram 15 mil quilômetros rodados nesta etapa.

2ª fase: Koz e Shurastey rodaram o Brasil. Eles saíram de Curitiba em novembro de 2017 rumo ao Rio Grande do Sul, onde ficaram até fevereiro de 2018. De lá, passaram por toda a costa brasileira até Belém, no Pará. Os aventureiros passaram também por Minas Gerais. Foram quase 11 meses e em torno de 25.000 quilômetros percorridos.

3ª fase: Depois de sair de Belém, em janeiro de 2019, Koz e Shurastey seguiram para Maranhão, Tocantins, Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul, de onde atravessaram a fronteira para a Bolívia. Os destinos seguintes foram Peru, Equador, Colômbia, Panamá, Costa Rica, Nicarágua, El Salvador, Guatemala e México. Nesta etapa, foram mais de 20.000 quilômetros percorridos.

Em 2020, a dupla teve que dar uma pausa na viagem por causa da pandemia de Covid19. Naquele ano, depois de meses parados no México, os dois retornaram para o Brasil para aguardar a reabertura da fronteira com os Estados Unidos e, assim, seguir a viagem até o Alasca.

Em janeiro de 2022 Koz e Shurastey finalmente retornaram para a estrada. Eles conseguiram chegar aos Estados Unidos, onde tiveram uma passagem nada discreta. Dodongo ficou famoso ao passar pela Time Square, em Nova York, onde o influencer posou em pé sobre o carro com o golden retriever. Koz e seu cão passaram por outros cenários conhecidos como a Golden Gate, famosa ponte em São Francisco; Hollywood; a Route 66,a estrada mais famosa do mundo; e o Capitólio, em Washington.

O acidente ocorreu quando a dupla seguia para a fronteira do Canadá, onde esperavam chegar ainda esta semana. A expectativa era que chegassem ao Alasca dois dias depois.

Fonte: IG Turismo

Leia Também:  Descubra como aproveitar a temporada de pesca esportiva no Amazonas
Propaganda

Momento Turismo

Destino dos Famosos: cenário paradisíaco e boa gastronomia na Croácia

Publicados

em

O território já foi visitamos por algumas celebridades brasileiras ilustres
Reprodução/Redes Sociais – 12.08.2022

O território já foi visitamos por algumas celebridades brasileiras ilustres

A Croácia está entre os destinos mais exóticos e acessíveis da Europa. Possui verão ensolarado, muitas praias e festivais de música para quem gosta de marcar presença nestes eventos internacionalmente. A cada temporada, o destino conquista mais e mais turistas, pois apesar de ser um país pouco populoso – apenas 4 milhões de habitantes –, a Croácia oferece locais paradisíacos para visitar. 

O mês de julho é o mais indicado para visitar o território, pois é quando começa o verão europeu. Os dias são bem quentes, o que estimula os turistas a caminhar pelas praias do litoral croata e as chuvas são diminutas. Sem falar que no começo do mês as cidades ainda não estão muito lotadas, então é ideal para quem prefere passeios mais tranquilos. 

É nessa época que são realizados grandes eventos e festivais de música eletrônica, contando as baladas de praia. A Croácia também é um destino bastante procurado pelos alemães e austríacos, já que as férias escolares são em agosto e depois de julho os hotéis ficam lotados, então vale se planejar com antecedência para evitar esses picos.

Como chegar à Croácia?

Sobre custo benefício, é importante lembrar que a moeda na Croácia é o Kuna (HRK) – que na cotação atual se aproxima bastante da moeda brasileira, com 1 kuna valendo pouco mais de 1 real*. As passagens aéreas costumam valer a pena. O Brasil não oferece voo direto para o destino, por isso a forma mais econômica é ir para algum país mais próximo – como França ou Alemanha – e de lá ir para a Croácia. O voo de Paris para Zagreb, a capital croata, pode custar aproximadamente R$ 200.

Leia Também:  Destino dos Famosos: cenário paradisíaco e boa gastronomia na Croácia

Culinária marcante

A comida croata é bem diversa, especialmente dependendo da região – o que se deve à herança deixada pelos povos que dominaram o território na antiguidade. É possível identificar elementos que vão desde a gastronomia romana aos costumes turcos. Por exemplo, na costa da Dalmácia o turista encontra pratos tipicamente gregos e italianos, já em Zagreb e regiões montanhosas o que prevalece é a comida húngara e austríaca. 

Os pratos mais tradicionais são a Peka (feito com carne, vegetais ou frutos do mar, com batatas, especiarias, óleo e sal), o Fuzi (massa servida com molho de creme de trufas ou molho vermelho suave com carne ou frango) e o ensopado, que em croata é chamado de Buzara (prato simples feito com mexilhões em caldo de vinho, alho e pão ralado).

O que visitar? 

A cidade de Dubrovnik é um dos mais belos pontos do país, tanto que é apelidada de “Pérola do Adriático”. Ela oferece praias com água cor de esmeralda e mar calmo para praticar atividades aquáticas como caiaque ou nado. A cidade conserva muralhas da época medieval que são muito visitadas. Essa arquitetura foi o cenário principal da série “Game Of Thrones”, incluindo a mansão Trsteno Arboretum, o Parque Gradac, Forte Lovrijenac, o Portão de Pile que faz parte da entrada para a Cidade Velha e a Torre Minceta.

Leia Também:  Destino dos Famosos: cenário paradisíaco e boa gastronomia na Croácia

Como segunda maior cidade da Croácia há Split, o principal centro da região da Dalmácia. Ela é considerada um museu a céu aberto, totalmente cercada pelas montanhas na costa do Mar Adriático. De todos os atrativos disponíveis, o mais visitado é o palácio de Diocleciano, rodeado por muralhas e vielas com chão de pedra que levam a restaurantes, lojinhas e bares. 

Para quem prefere os cenários mais paradisíacos, a ilha Hvar fica em meio ao Mar Adriático e abriga várias praias e locais recheados de história – sem contar os restaurantes que oferecem o melhor da gastronomia croata. É a ilha mais ensolarada do país e nela o turista pode visitar as praias de Hula Hula, conhecida como praia das pedras e Pokonji Dol, famosa pela calmaria e tranquilidade.

Zagreb, a capital, é a única metrópole de todo território croata e curiosamente um dos pontos mais visitados, mesmo com a ausência de praias. Conhecida como “Nova Toscana”, a cidade tem águas belíssimas, os balneários de Rijeka e Pula e ruas bem arborizadas e limpas. Os atrativos históricos e culturais são bem fortes, com opções de museus, bibliotecas e teatros. 

*Valores apurados em 12 de agosto de 2022.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI