Momento +

Avanço contra a Covid 19: Várzea grande define estratégias específicas para cada ponto de vacinação

Publicados

em

Com uma média diária de mais de 2,5 mil vacinadas aplicadas, Várzea Grande está alterando seu planejamento na campanha de imunização contra a COVID 19, de conformidade com o público-alvo que é quem escolhe um dos quatro locais de vacinação, o Ginásio Júlio Domingos de Campos (Fiotão); o Parque Berneck; o Centro Universitário Várzea Grande – UNIVAG e o Miniestádio do Jardim dos Estados.
“Somente nesta última terça-feira, 20, Várzea Grande aplicou 3,5 mil doses de vacina, um número expressivo para um dia de semana e que foi das 8 horas da manhã até as 22 horas”, comemorou o prefeito Kalil Baracat, sinalizando que se houvesse vacinas disponíveis já teria vacinado toda sua população, pois com toda dificuldade de acessar vacinas já aplicamos 96% de todas as doses recebidas, segundo relatório do Governo Estadual.
Já para o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, como se trata de uma pandemia que tem toda uma dinâmica especial, estamos implementando medidas que façam o enfrentamento da COVID 19 com suas propriedades.
“Como percebemos a existência de públicos distintos que frequentam os diversos pontos de vacinação, seja por meio de drive thru ou ponto fixo, fizemos planejamentos de conformidade com o perfil deste público, logo teremos no Ginásio do Fiotão maiores chances de demora em cumprir as faixas etárias”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, frisando que “no atual momento, Várzea Grande, coloca em prática vacinação na faixa de 30 a 34 anos na UNIVAG e no Jardim dos Estados e de 35 a 39 anos no Fiotão e no Parque Berneck.
Segundo Gonçalo Barros, a cada dois ou três dias Várzea Grande vai fazer alterações em seu planejamento de vacinação, desde o calendário, passando pelas faixas etárias e insistindo no Resgate Cidadão para vacinar aqueles que por qualquer motivo perderam a primeira ou a segunda dose da vacina de 60 anos acima.
“Veja que nos próximos dias teremos vacinação de duas faixas etárias, 35 a 59 anos e de 30 a 59 anos então é importante que as pessoas prestem a atenção, se informem e principalmente acessem o site oficial de Várzea Grande pelo endereço www.varzeagrande.mt.gov.br, na aba IMUNIZAÇÃO VÁRZEA GRANDE e realizem o pré-cadastro ou confirmem a validação do mesmo pela Secretaria Municipal de Saúde com os documentos necessários conhecendo a data de vacinação, horário e local”, disse Gonçalo Barros.
O prefeito Kalil Baracat lembrou da importância de todos se vacinarem e conseguirem imunização para que possamos ter qualidade de vida e a pandemia seja coisa do passado.
CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO
Quinta-feira, 22 de julho
• Miniestádio do Jardim dos Estados

Leia Também:  Emanuel entrega 17 km de pavimentação no bairro Dr. Fábio I; contemplando todas as vias da comunidade com a melhoria na infraestrutura viária.

Das 8 hs às 16 horas

Faixa Etária 30 a 59 anos

1ª dose

Público especial: Industriários; Gestantes e Lactantes

• Ginásio do Fiotão

Das 8 hs às 20 horas

Faixa Etária 35 a 59 anos

1ª e 2ª doses

Gestantes e Lactantes

Sexta-feira, 23 de julho
• Ginásio do Fiotão

Das 8 hs às 20 horas

Faixa Etária de 35 a 59 anos

1ª e 2ª doses

• Centro Universitário UNIVAG

Das 16 hs às 20 horas

Faixa Etária de 35 a 59 anos

Público Especial: Gestante e Lactantes

Momento +

Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) realiza palestra em Colniza sobre a importância das Unidades de Conservação

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) promoveu uma palestra em Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá) com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância das Unidades de Conservação da região, e alertar sobre a necessidade do cumprimento da legislação ambiental. O evento aconteceu na última terça-feira (26.07), no salão da igreja do Distrito Guariba.

O evento também explicou as consequências jurídicas, administrativas e sociais aos causadores de danos às áreas protegidas. Participaram proprietários rurais, donos de serrarias e moradores de comunidades tradicionais da região do Distrito Guariba.

Na ocasião, o tenente-coronel Querubino Soares, apresentou o trabalho desempenhado pela Sema no combate ao desmatamento ilegal. “A conscientização também é uma parte importante do combate aos crimes ambientais. O mais importante foi esclarecer que a Sema, a Polícia Militar, e a Funai são parceiras da sociedade e apoiam o desenvolvimento econômico com a devida responsabilidade social e ambiental, pensando sobretudo no bem estar das presentes e  futuras gerações”, explica.

Através do monitoramento da vegetação por satélite de alta precisão, o sistema Planet, os agentes conseguem flagrar os danos ambientais causados em tempo real.  As equipes integradas, com apoio das forças policiais, vão ao local onde é identificado o desmatamento por satélite e apreendem maquinários, embargam áreas, aplicam multas e iniciam o processo de responsabilização do infrator.

Leia Também:  Sema realiza oficina pública em Diamantino para discutir plano de recursos hídricos de duas bacias hidrográficas da região

O coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai), Jair Condor, também participou da palestra e relatou sobre o trabalho desenvolvido pela instituição ao proteger o meio ambiente, garante um habitat seguro aos índios que vivem isolados na região. A Reserva Extrativista Guariba Roosevelt está localizada próxima à terra indígena Kawahiva, do Rio Pardo. A parceria entre a Sema e a Funai é de extrema relevância para o controle e o monitoramento dessas áreas, para que a proteção etnoambiental seja feita de maneira eficaz.

Unidades de Conservação

A região possui quatro Unidades de Conservação. As Estações Ecológicas, Rio Roosevelt e Rio Madeirinha são áreas de proteção integral. Já o Parque Estadual Tucumã e a Reserva Extrativista Guariba Roosevelt são de uso sustentável. Colniza é a cidade de Mato Grosso que possui o maior índice de desmatamento ilegal.

Operação Amazônia

A Operação Amazônia intensifica as ações de fiscalização de crimes ambientais com o reforço das forças de Segurança, o monitoramento em tempo real por satélite de todo o território de Mato Grosso, o embargo de áreas, a apreensão e remoção de maquinários flagrados em uso para o crime, e a responsabilização de infratores.
Integram a iniciativa as Secretarias de Estado de Meio Ambiente, de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), Ministério Público Federal (MPF) e Ibama.

Leia Também:  Polícia Civil de Mato Grosso cria canal para denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro

Denúncias

O desmatamento ilegal e outros crimes ambientais podem ser denunciados por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838.

Orientação de Lorena Bruschi

Fonte: GOV MT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA