Momento +

(65)9 99553782 é o número de celular de um bandido que está se passando pela primeira-dama Dona Virgínia Mendes para aplicar golpes

Publicados

em

Um criminoso está se passando pela primeira-dama, Virgínia Mendes, para pedir dinheiro e aplicar golpes em pessoas conhecidas.

O golpista utiliza o número (65) 9955-3782 e manda mensagens pedindo transferências de valores.

Em nota, o governo informou que Virgínia já tomou as medidas necessárias e que quem receber essas mensagens deve denunciar à polícia.

Esse não é o primeiro caso de golpistas que se passam pelo primeiro escalão de Mauro Mendes (DEM) utilizando números falsos. Também passaram pela mesma situação o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado.

 

 

 

Otavio Ventureli(da redação com gazetadigital)

Leia Também:  Decisão de Desembargador do TJ MT nega liberdade a atiradora do Alphaville que matou Isabele Guimarães

Momento +

Decisão de Desembargador do TJ MT nega liberdade a atiradora do Alphaville que matou Isabele Guimarães

Publicados

em

Uma decisão nesta sexta-feira (22) da 3ª Câmara Criminal de Cuiabá impediu a soltura da adolescente acusada de atirar e matar Isabele Ramos, 14(foto), no condomínio Alphaville, em julho de 2020.

O desembargador Juvenal Pereira da Silva negou o pedido de habeas corpus da defesa da menor, que está internada no socioeducativo Menina Moça, em Cuiabá.

A adolescente de 15 anos foi internada na terça-feira (19), após uma decisão da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá. A menor terá que cumprir 3 anos de internação por ter cometio um ato infracional análogo a homicídio.

O crime
Isabele Ramos, 14, era melhor amiga e vizinha da filha de Marcelo Cestari. Na noite de 12 de julho de 2020, ela estava no banheiro quando foi atingida por um tiro no rosto, na altura do nariz.

A amiga de Isabele alegou que o tiro foi acidental, após a arma ter caído. No entanto, as investigações apontaram que houve intenção de matar, por indícios como a distância da vítima da arma e que as duas meninas estavam dentro do banheiro.

Leia Também:  Vacinas contra o coronavírus continuam sendo distribuídas aos municipios de MT; Veja panorama de vacinação nas 10 cidades com mais casos

Na época da denúncia do Ministério Público, a adolescente chegou a ser internada no Centro Socioeducativo Menina Moça, mas foi conseguiu ser liberada em menos de 24 horas.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA