Momento +

Acidentes em rodovias de Mato Grosso neste sábado(08) deixam 5 mortos e quatro feridos entre os quais duas crianças de cadeirinhas

Publicados

em

Um homem, identificado como Carlos Barbosa da Silva, morreu carbonizado após bater de frente contra uma carreta no km 386 da BR-070, nas proximidades do municipio de Campo Verde MT, durante a madrugada deste sábado (8).

A vítima conduzia um carro Voyage, placas de Campo Verde MT(foto), quando bateu de frente contra a carreta Mercedes-Benz, placas de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do carro de passeio trabalhava em uma fazenda próxima à região do acidente. Informações apontam que ele teria tentado realizar uma ultrapassagem quando colidiu contra o veículo de grande porte.

Com a batida, os dois automóveis saíram da pista. O impacto contra o carro de passeio foi maior, o que fez com que o veículo capotasse. Além disso, o carro também pegou fogo e o motorista morreu preso às ferragens. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal.

Outro acidente foi registrado na  MT-358, entre um Fiat Strada e um carro, de modelo não identificado. Nesse, quatro pessoas morreram e quatro ficaram feridas, na manhã deste sábado(08). O caso foi registrado na comunidade Joaquim Boche, no Distrito do Progresso  que pertence a Tangará da Serra MT.

Leia Também:  Policiais civis cumprem mandados contra autores de crimes de violência doméstica

O motorista da picape acabou sendo lançado para fora do carro e morreu no local. No segundo veículo havia um casal, e duas crianças em cadeirinhas. As crianças tiveram ferimentos leves. A família foi encaminhada para o Hospital de Nova Olímpia.  Ambos os acidentes serão investigado pela Polícia Civil.

 

Otavio Ventureli(com ascom PJC)

Momento +

MPE MT abre inquérito civil para investigar abandono no antigo pronto socorro de Cuiabá onde falta de tudo um pouco segundo médicos

Publicados

em

O promotor de Justiça, Alexandre Guedes, abriu inquérito civil para investigar possível omissão dentro do antigo Pronto-Socorro de Cuiabá, que se tornou o hospital referência da Covid-19 na capital.

O inquérito foi aberto contra a secretaria municipal de Saúde, após denúncia de médicos junto ao Ministério Público Federal (MPF) e que fora compartilhado com o MP estadual.

De acordo com a portaria assinada no dia 8 de setembro, os médicos que atuam no antigo Pronto Socorro, o local “encontra-se sem condições para o exercício ético da profissão por inúmeras dificuldades de trabalho, bem como falta de exames, insumos e equipamentos necessários ao tratamento dos casos de COVID-19 (Coronavírus)”, diz trecho do documento.

“Inquérito Civil para apurar os motivos e adotar as providências cabíveis diante da suposta omissão e/ou negligência da Secretária de Saúde em adotar medidas preventivas à segurança dos serviços médicos no antigo Pronto Socorro de Cuiabá, Hospital de referência da COVID na Capital”, completa o promotor.

As denúncias de falta de insumos e medicamentos no antigo Pronto Socorro, já vem sendo feita há meses. O governo do Estado chegou a denunciar a gestão Emanuel Pinheiro (MDB), sob acusação de que recebeu R$ 41,4 milhões  do Governo Federal para o combate ao coronavírus, e que teria fechado alguns leitos de UTIs exclusivos para o atendimento a pacientes com covid.

Leia Também:  Com a greve dos Correios que já dura 30 dias Procon MT orienta consumidores em relação ao pagamento em dia dos seus compromissos

Cuiabá chegou a receber R$ 168,987 milhões de ajuda do governo federal em relação ao pacote de socorro aos estados e municípios.

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA