Momento +

Adolescente atiradora filha do Empresário Marcelo Cestari que matou colega com um tiro na cabeça no Alphaville é hostilizada na Escola

Publicados

em

A menor de 14 anos, que assumiu ter atirado contra Isabele Guimarães Ramos, 14(foto em destaque), foi hostilizada pelos colegas de escola nas aulas virtuais no começo de agosto.

O caso é destaque na revista Época desta semana, que traz detalhes sobre a morte da adolescente na noite de 12 de julho.

O relato sobre as acusações sofridas pela menor foi feito pelo pai dela, o empresário Marcelo Cestari à revista. “Pouco antes de ser convocada para reproduzir o crime, a adolescente voltou a participar das aulas on-line de seu colégio, mas teve de sair da sala virtual depois de ouvir acusações de que era assassina”, diz trecho da reportagem da Época.

Situação semelhante foi vivida pela família no condomínio Alphaville, local do crime. “Como também começou a ser hostilizada por vizinhos, a família se mudou provisoriamente para a casa de um parente, deixando para trás a bela casa com um Lamborghini na garagem”.

Isabele foi morta com um tiro no rosto quando estava no banheiro da suíte da melhor amiga, uma adolescente de também 14 anos. Em seu depoimento a menor alegou que o disparo foi acidental, no entanto, o laudo contradisse o depoimento, mostrando que além do tiro não ter sido acidental, o atirador estava dentro do banheiro.

Leia Também:  Caso de nepotismo entre Conselheiro substituto do TCE MT e Deputado estadual é denunciado pelo Observatório Social do Brasil

Mesmo com o vazamento do laudo, Marcelo Cestari afirmou à Época que não acredita que sua filha tenha apertado o gatilho, mesmo achando que a arma estava descarregada.

“De todos os meus filhos, ela é a mais próxima. Não existe segredo entre nós. Eu já a pus contra a parede e perguntei olhando em seus olhos se ela havia atirado na amiga. Ela respondeu ‘não’ e eu acredito. Vou com essa verdade até o fim”, relatou na entrevista.

 

Otavio Ventureli(com época)

Momento +

Cartórios eleitorais de MT começam a funcionar nos fins de semana e feriados para atender demandas relacionadas as eleições de novembro

Publicados

em

Os cartórios eleitorais de Mato Grosso darão plantão em finais de semana e feriado a partir deste  sábado (26) para atender as demandas relativas ao pleito eleitoral deste ano.

Os eleitores irão votar para escolher prefeitos, vereadores e até um senador para a vaga deixada pela ex-juíza Selma Arruda, cassada por cometimento de crimes eleitorais.

A partir dessa data, os prazos dos processos relativos à eleição e candidaturas não serão mais suspensos aos finais de semana e feriados.

Essa também é a data limite para que os partidos políticos e coligações requererem o registro de seus candidatos, prazo que se encerra às 19h, assim como requererem o direito a veicular a sua propaganda eleitoral por meio de rádio e televisão.

Já a partir deste  domingo (27), estará liberada a propaganda e campanha eleitoral pela internet, com carros de som e distribuição de material gráfico, os famosos santinhos.

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Leia Também:  Adolescente que matou com tiro na cabeça Isabele Guimarães no Alphaville é ouvida pela Justiça e mãe tem porte de arma cancelado
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA