Momento +

Após anunciar encerramento do combate as queimadas no Pantanal Ministério do Maio Ambiente volta atrás e os trabalhos continuam normalmente

Publicados

em

Após anunciar que iria  encerrar as operações de combate a desmatamento na Amazônia e queimadas no Pantanal, o Ministério do Meio Ambiente voltou atrás e recuou na decisão, prosseguindo normalmente com as ações, conforme atualização da nota na noite desta sexta (28).

À  tarde, o Ministério do Meio Ambiente tinha anunciado que iria interromper todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia Legal e de queimadas no Pantanal, além de demais regiões do país, a partir da próxima segunda (31).

Em nota, o ministério informava que a interrupção se deve a um bloqueio de recursos. A Secretaria de Orçamento Federal, ligado ao Ministério da Economia, efetivou um bloqueio de mais de R$ 20,9 milhões em verbas para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e de mais de R$ 39,7 milhões para o Instituto Chico Mendes (ICMBio). As operações financeiras foram feitas nesta sexta (28).

De acordo com o secretário Esteves Colnago, do Ministério da Economia, o bloqueio de cerca de R$ 60 milhões nos dois institutos era parte de outra soma na redução de outros R$ 120 milhões já previstos como corte do orçamento na área de meio ambiente para o exercício de 2021.

Leia Também:  Polícia Civil deflagra na manhã desta quarta-feira(23) operação para prender três bandidos envolvidos no assalto ao Supermercado Atacadão

Pelo Ibama, a interrupção ia levar a desmobilização de 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros no combate às queimadas. Já no combate ao desmatamento ilegal, serão desmobilizados 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros.

Para o ICMBio, serão desmobilizados 324 fiscais,  além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor que atuam no combate às queimadas, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor que atuam no combate às queimadas.

O anúncio do ministério vem em momento que o Pantanal mato-grossense enfrenta uma série de queimadas. Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 140 pessoas estão combatendo os incêndios que já destruíram mais de 500 mil hectares nas regiões de Poconé (103 km de Cuiabá) e Barão de Melgaço (a 112 km da Capital). O desmatamento na Amazônia cresceu 34% entre agosto de 2019 e julho de 2020, segundo dados do Inpe.

 

Otavio Ventureli(com olhardireto.)

Momento +

Dois homens sofrem acidente durante a escavação de uma fossa um consegue sair a tempo e o outro morre apesar dos esforços do Corpo de Bombeiros

Publicados

em

Um homem de 45 anos morreu após ter sido soterrado durante a construção de uma fossa no município de Nova Olímpia,  distante 34 quilômetros de Tangará da Serra, próximo a Serra Tapirapuã. A Polícia investiga o acidente ocorrido na terça(22)

A vítima identificada apenas como R.M estava auxiliando em uma escavação no local com outro amigo. Em seguida, os dois caíram no buraco, no entanto o colega conseguiu sair da fossa antes da terra desabar em cima da vítima.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para ir até o local e com o apoio de um caminhão de limpeza, tentaram aspirar líquido que continha no local para liberar as vias aéreas da vítima, no entanto ele não resistiu e faleceu.

Após horas de trabalho, contando com auxílio da pá-carregadeira, o corpo foi retirado e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

 

Otavio Ventureli(da redação com hntnoticias)

Leia Também:  Assassinos de Empresário do setor madeireiro morto a tiros de espingarda calibre 12 ainda nao foram localizados pela Polícia
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA