Momento +

Associações e municípios debatem integração de forças para conclusão da MT-010 de São José a Guarantã do Norte

Publicados

em

Em evento realizado neste sábado (20.02) em Ipiranga do Norte, presidentes de associações, vereadores e prefeitos dos municípios do eixo da MT-010 se reuniram para discutir a importância de envolver toda sociedade em prol da conclusão da rodovia estadual que margeia a BR-163 de Cuiabá a Guarantã do Norte.

A principal discussão foi um meio de acelerar os projetos de engenharia e meio ambiente nos trechos da rodovia a partir de São José do Rio Claro até Guarantã do Norte na divisa com o estado do Pará. Além do escoamento agrícola, obra vai desafogar o trânsito na BR-163 e ainda contribuir para o desenvolvimento socioeconômico das cidades ao longo do trajeto da rodovia.

Um trecho de 22,14 quilômetros da rodovia MT-010, em Ipiranga do Norte, já foi pavimentado pelo Governo de Mato Grosso por meio da Sinfra. A pavimentação compreende o trecho que vai do entroncamento da MT-484 até o entroncamento da MT-242, no município. As obras foram executadas graças a um termo de cooperação firmado entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Ipiranga do Norte, que ficou responsável pela execução de alguns serviços, como sinalização e controle e recuperação ambiental.

Leia Também:  Diagnóstico precoce de doenças raras pode evitar progressão e sequelas, alerta especialista do MT Saúde

O Prefeito de Ipiranga, Orlei Gracelli (Graxa), disse que é importante o empenho de prefeitos e vereadores nas parcerias com as associações e o governo do estado para que os projetos de engenharia e meio ambiente sejam concluídos, aprovados e os trechos licitados.

O trecho de São José do Rio Claro a Tapurah já se encontra bem adiantado e em fase de aprovação. De Ipiranga do Norte a comunidade Nova Fronteira, no município de Tabaporã, um trecho de 167 quilômetros, já está em fase de licitação, do entroncamento da MT-329 entre Tabaporã e Alta Floresta, cerca de 200 quilômetros, os projetos já estão bem adiantados, e de Carlinda a Guarantã do Norte está em fase de licitação a ponte sobre o Rio Teles Pires.

Zaid Arbid, presidente da Associação do Beneficiários da MT-010 no trecho que compreende São José do Rio Claro a Tapurah, esteve no evento e falou da importância da participação de toda sociedade com recursos financeiros para que os projetos e obras saiam do papel. Zaid justificou que no trecho entre São José e Tapura, a rodovia passa por assentamentos rurais de pequenos produtores, e que esses assentados não terão condições de contribuir na mesma proporção dos produtores maiores.

Leia Também:  Baixaria: Diretoria da Polícia Civil de MT não concorda com declarações de Delegado que teceu críticas ao Ministério Público MT

Levi Ribeiro, prefeito de São José do Rio Claro, veio ao evento acompanhado de vereadores e com apoio da câmara disse que o município não medirá esforços para que a obra seja concluída o mais rápido possível no trecho que corta o município.

Organizado pela Associação dos Beneficiários da MT-010 de Ipiranga do Norte, que tem como presidente o empresário e agricultor Rivadalve Chaminski, o evento de integração dos municípios da MT-010 contou com a presença de representantes de todo o eixo de abrangência da rodovia. Com o objetivo de integrar associações, vereadores, prefeitos, empresários e agricultores de todo o trajeto da rodovia, o encontro, além de motivar, o encontro deste sábado, também foi importante para uma troca de experiências entre os municípios interessados. Rivadalve disse estar confiante de que esse projeto será muito mais que um corredor de escoação de produção agrícola, mas um meio de desenvolver economicamente as cidades margeadas.

 

Momento +

Através de Termo de Ajustamento de Conduta entre Prefeitura e MPE MT Radares e Lombadas começam a funcionar nesta segunda em Cuiabá

Publicados

em

A partir desta segunda-feira (1), os motoristas flagrados  acima dos limites de velocidade permites ou avançar sinal vermelho serão multados pelos equipamentos de monitoramento de trânsito instalados pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob).

São 7 aparelhdos implatados em de vias consideradas perigosas e com maior nível de acidentes de trânsito.

A implementação dos dispositivos consta em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pela prefeitura e o Ministério Público Estadual (MPE).

Os aparelhos, segundo a prefeitura, já passaram pela aferição do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), além de terem um período educativo em que os motoristas que passaram pela via acima da velocidade permitida e receberam apenas uma notificação.

“Todos os pontos onde foram instalados esses novos equipamentos, nota-se que ocorrem acidentes trágicos envolvendo motociclistas, motoristas ou pedestres. A diminuição de acidente para zero após a implantação da fiscalização eletrônica é real, por exemplo, na Miguel Sutil, próximo a um supermercado, havia acidentes recorrentes por ali, mas após a implantação do redutor de velocidade caiu para zero de acidentes”, explicou o secretário da Semob, Antenor Figueiredo.

Leia Também:  Alto risco de contaminação por coronavírus faz Tribunal de Justiça de Mato Grosso suspender atendimento em 12 comarcas do Estado

Conforme o secretário, a instalação dos equipamentos de monitoramento só será feito após estudo da Comissão de Análise de Acidentes de Trânsito composto pela Secretaria de Saúde do Município, Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil, Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O secretário ainda alerta para as ‘fake news’ quanto a informação de que equipamentos de monitoramento mede a velocidade por até 500 metros.

Infrações, penalidades e recursos

As multas para quem trafegar em velocidade acima do permitido devem variar entre R$ 130,16 e R$ 880,41, além da perda de quatro a sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os motoristas que quiserem recorrer das multas devem acessar o site www.cuiaba.mt.gov.br onde estão disponibilizados formulários – no link ‘Serviços ao Cidadão’.

Radares fixos em pontos novos

– Avenida Dante Martins de Oliveira – antiga avenida dos Trabalhadores – (em ambos os sentidos – próximo ao muro do condomínio Alphaville)

Leia Também:  Diagnóstico precoce de doenças raras pode evitar progressão e sequelas, alerta especialista do MT Saúde

– Rodovia Emanuel Pinheiro (MT – 251) – (em ambos os sentidos – nas proximidades da Associação do Ministério Público Estadual)

-Rodovia Helder Cândia – (MT – 010) – ( em ambos os sentidos -nas proximidades da escola de formação e aperfeiçoamento de praças – Esfap.

– Av. Fernando Correa da Costa – sentido bairro/centro (nas proximidades da rodoviária de Cuiabá)

Lombadas eletrônicas em pontos novos

-Rodovia Emanuel Pinheiro (ambos os sentidos da pista – nas proximidades do supermercado Paulista)

-Av- Vicente Vuolo – nas proximidades do Parque das Nascentes

– Fernando Correa da Costa (em ambos os sentidos- nas proximidades da feira de Goiânia)

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria e GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA