Momento +

Audiência em processo ético que apura conduta de médica que matou verdureiro em Cuiabá foi adiada pelo CRM MT para a próxima semana

Publicados

em

A audiência do processo ético que apura a conduta da médica dermatologista Letícia Bortolini(destaque na foto) foi adiada pelo Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT).

A sessão que aconteceria na tarde desta quarta (14) foi  transferida para próxima semana.

A médica é acusada de atropelar e matar o verdureiro Francisco Lúcio Maia na noite de 14 de abril de 2018, na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. e omissão de socorro. A médica estaria supostamente bêbada ao volante

Logo após o acidente, ela fugiu do local sem prestar socorro, porém câmeras de segurança mostraram o fato. Letícia acabou presa na casa dela, em um condomínio da capital. Ela se recusou a fazer o teste do bafômetro. Entretanto, segundo a polícia, apresentava sinais de embriaguez no momento. A Justiça soltou a profissional dois dias depois.

Se for condenada, a médica pode perder o registro junto ao conselho e ser impedida de atuar na área. O caso corre em sigilo no CRM.

A mudança da audiência do Procedimento Ético Profissional (PEP) do CRM-MT partiu da defesa da dermatologista, pois nessa data a advogada da médica não poderia acompanhar o depoimento, conforme nota da entidade. Agora, Letícia Bortolini deve ser ouvida na próxima segunda (19), às 13h30.

Leia Também:  Projeto de Lei de liberdade econômica em Cuiabá apresentado pelo Vereador Misael Galvão passa pelas comissões da Câmara Municipal

“O processo encontra-se em fase de instrução, e estava prevista para a presente data a realização de audiência para oitiva de Denunciante e Denunciada respectivamente. Contudo, em face de requerimento protocolizado pela defesa, e deferido pelo Instrutor, ao acolher a justificativa de que a advogada da médica estaria impossibilitada de acompanhar a prática do ato, a audiência foi redesignada”, explicou o CRM-MT em nota.

Conforme o comunicado do Conselho, pelo fato do depoimento ser uma ato que face da defesa, “é salutar que seja resguardado o direito das partes, visando evitar futuras arguições de nulidades, o que poderia acarretar em atrasos indesejáveis para o deslinde do processo”.

No âmbito judicial, a médica responde pelos crimes de homicídio doloso, omissão de socorro, embriaguez ao volante, e por fugir do local do acidente. O processo tramita com a ré em liberdade.

O acidente

Francisco Lúcio empurrava um carrinho de verdura para o canteiro da avenida Miguel Sutil, quando foi atingido pelo automóvel, conduzido pela médica.

O atropelamento do verdureiro ocorreu por volta de 20h do dia 14 de abril. O veículo da médica seguia pela Avenida Miguel Sutil, no sentido bairro-Centro.

Leia Também:  Ladrão tarado: Homem é preso em flagrante após roubar residencia e ser flagrado se masturbando em cima da mulher do dono da casa

Leia nota de esclarecimento do CRM-MT na íntegra

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso esclarece que não procede a informação de que o Processo Ético Profissional instaurado em face da Médica, Dra. Letícia Bortolini, seria jugado no dia de hoje, conforme veiculado na mídia local.

Cumpre esclarecer que o processo encontra-se em fase de instrução, e estava prevista para a presente data a realização de audiência para oitiva de Denunciante e Denunciada respectivamente, contudo, em face de requerimento protocolizado pela defesa, e deferido pelo Instrutor, ao acolher a justificativa de que a advogada da médica estaria impossibilitada de acompanhar a prática do ato, a audiência foi redesignada.

Assim, sendo o depoimento do Denunciado um ato em sua própria defesa, bem como um meio de prova, é salutar que seja resguardado o direito das partes, visando evitar futuras arguições de nulidades, o que poderia acarretar em atrasos indesejáveis para o deslinde do processo.

Dra. Hildenete Monteiro Fortes

Presidente

 

 

Otavio Ventureli(da redaçãocom rdnews))

Momento +

Operação da Polícia Civil MT resultou em fuga e na apreensão de 53 tabletes de cocaína em Vila Bela da Santíssima Trindade MT

Publicados

em

Investigação de tráfico na região de fronteira resultou na apreensão de 53 tabletes de pasta base de cocaína em Vila Bela da Santíssima Trindade, em Mato Grosso.

O traficante conseguiu fugir, mas as investigações entre a Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) e Regional de Pontes e Lacerda MT continuam.

De acordo com as informações da assessoria da Polícia Civil, a apreensão aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (28), após investigação da especializada apontar que havia uma negociação em andamento próximo de um aterro em Vila Bela da Santíssima Trindade MT.

Investigadores da regional foram acionados e durante a diligência, flagraram um homem em atitude suspeita. Ele viu os policiais e correu, deixando vários sacos com drogas para trás.

Polícia encontrou os 53 tabletes com pasta base de cocaína, pesando aproximadamente 1 kg cada um. A droga foi encaminhada para a delegacia, onde o caso foi registrado.  Polícia segue investigando o caso.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Leia Também:  Pesquisa do Pnad Covid aponta que em MT mais de 900 mil pessoas com sintomas de Covid procuraram atendimento médico
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA