Momento +

Baixaria continua: Advogado Cleverson Contó divulga audio no qual uma mulher acusadora de agressão desmente que tenha sido agredida pelo profissional

Publicados

em

O advogado Cleverson Contó(foto) divulgou, nesta sexta-feira (18), áudios em que a Influencer Digital Mariana Vidotto supostamente nega ter sofrido as agressões das quais o acusa.

Nos áudios, que teriam sido trocados entre Mariana e o advogado, os dois também conversam sobre vídeos íntimos do casal que Contó teria se recusado a gravar.

Em um dos áudios, a Influencer Digital supostamente chega a dizer que muitas pessoas tem a procurado para esclarecer se Contó teria ou não cometido agressões físicas contra ela.

“É óbvio que as pessoas estão me perguntando “ele te bateu?”, “ele fez alguma coisa?”, “ele já te deu um soco?”, não. Você não fez isso comigo”, diz trecho do arquivo.

Em outro momento, Mariana e Cleverson conversam sobre vídeos íntimos que a blogueira teria pedido para o advogado gravar. Contó relembra que, mesmo sob insistência da ex-namorada, ele teria se recusado a fazer as gravações.

Mariana argumenta que teria ficado sabendo de vídeos íntimos entre Cleverson e Laryssa Morais, médica que também acusa o advogado de violência doméstica. O advogado, no entanto, rebate.

Leia Também:  Roubalheira: Candidata à vereadora por CNP MT foi alvo de mandato de busca e apreensão nesta quarta(21) em Operação Circumitus da PF

Mariana, esquece isso. Depois que aconteceu todos os rolos, todos os vídeos que eu tinha, eu apaguei. Da última vez que a gente ficou, eu fiz questão de apagar assim que terminamos. Antes de tomar banho, eu apaguei os vídeos”, afirma.

Em seguida, a blogueira supostamente confirma que Cleverson teria apagado as imagens.

O caso

As agressões que teriam sido praticadas por Cleverson Contó ganharam as manchetes após Mariana Vidotto e um grupo de mulheres virem a público narrar a violência sofrida durante os relacionamentos que mantiveram com o advogado.

Em sua conta no Instagram, Mariana contou que chegou a perder cerca de nove quilos durante o relacionamento e que, no início do ano, Cleverson entrou com um processo contra ela com uma multa de R$ 20 mil caso ela dissesse algo sobre ele.

Outra vítima que ganhou destaque no caso foi a médica Laryssa Moraes que chegou a relatar, também no Instagram, que as agressões ela teria sofrido foram tão brutais que resultaram em um nariz quebrado e em retinas deslocadas. Cleverson também teria tentado estuprá-la com um pen-drive.

Leia Também:  Polícia Civil investiga assassinato de motorista de aplicativo morto com quatro tiros a queima-roupa nesta quarta-feira(21)

Já a defesa do advogado Cleverson Campos Contó, representada por Eduardo Mahon, alega que Cleverson estaria sendo alvo de extorsão por parte das vítimas.

Mahon argumentou que não existem exames ou prontuários médicos apontando as agressões que foram relatadas pela médica Laryssa Moraes e a influencer digital Mariana Vidotto. Segundo a defesa, Mariana teria exigido R$ 500 mil para retirar as acusações contra Contó.

 

Otavio Ventureli(da redação)

Momento +

Presidente do PDT de MT lamenta saída de Pivetta da sigla e diz que vice-governador deixou um legado em 15 anos de filiação e militância

Publicados

em

O deputado estadual e presidente do PDT em Mato Grosso, Allan Kardec, lamentou a desfiliação do vice-governador Otaviano Pivetta(a esquerda na foto) da sigla.

O estopim para o rompimento foi o apoio de Pivetta à Coronel Fernanda, que defende as ideologias do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Fiquei triste, ontem tivemos uma conversa e ele pediu a desfiliação, mas ele já vinha ensaiando isso desde a campanha de 2018, quando apoiou o Bolsonaro. Agora ele se manifestou a favor da candidata Coronel Fernanda e isso vai direto contra a direção partidária”, explicou Kardec.

Porém, mesmo com a desfiliação, o deputado não poupou elogios a Pivetta no tempo em que foi membro do PDT.

“O Pivetta deixou um legado no PDT, teve mais de 15 anos de militância, teve 3 mandatos de prefeito, que foram premiados em todo Brasil. Ele é uma pessoa que tenho como referência, mas hoje é uma pessoa que se posiciona diferente daquilo que o PDT orienta”.

Allan ainda disse que a saída do vice-governador não provocará uma “debandada” do partido. “O PDT continua firme, hoje sem o Pivetta, mas crescendo no Estado. Ele não irá levar ninguém, não fez o pedido para ninguém sair. Ele só se desfiliou, não irá para nenhum partido até o final deste ano e nós vamos estar tocando o partido, hoje sem o Pivetta, mas lembrando sempre que ele ajudou na construção do partido no Estado”.

Leia Também:  Governo do Estado assina contrato para pavimentaçao de 18 Kms da MT 100 e anuncia pátio de obras na região do Vale do Araguaia

Racha no PDT

Otaviano Pivetta declarou apoio à Coronel Fernanda durante carreata realizada no sábado (17), em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso. Ainda filiado ao PDT, o anúncio foi em desencontro com a escolha do partido em apoiar o advogado Euclides Ribeiro.

Na segunda-feira (19), Pivetta postou em sua rede social que pediu para sair da sigla e que teve uma conversa “amigável e respeitosa” com Allan Kardec.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com Assessoria)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA