Momento +

Barbaridade: Marido é preso em flagrante pela PM no exato momento em que tentava reanimar a esposa morta por ele por enforcamento

Publicados

em

Uma mulher de 38 anos foi morta pelo marido, na madrugada desta quinta-feira (10), no residencial Buritis, em Cuiabá.

As informações são de que a vítima foi asfixiada pelo homem, que foi flagrado pela Polícia Militar tentando reanimar a mulher.

As informações repassadas  são preliminares, já que a ocorrência ainda está sendo registrada. Mas, vizinhos foram responsáveis em acionar os policiais logo após tomarem conhecimento de que a vítima estava sem vida.

Quando os policiais chegaram, entraram na casa, e na parte dos fundos, flagraram o marido fazendo procedimento de reanimação na mulher, que estava com marcas de enforcamento.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e a equipe médica constatou a morte. Delegacia de Homicídios e Politec foram acionadas e assumiram o caso.

 

Otavio Ventureli(com ascom)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Operação conjunta das PC e Militar prende em flagrante casal de traficantes com maconha, cocaína, balança de precisão e um revolver 38

Momento +

MPE MT abre inquérito civil para investigar abandono no antigo pronto socorro de Cuiabá onde falta de tudo um pouco segundo médicos

Publicados

em

O promotor de Justiça, Alexandre Guedes, abriu inquérito civil para investigar possível omissão dentro do antigo Pronto-Socorro de Cuiabá, que se tornou o hospital referência da Covid-19 na capital.

O inquérito foi aberto contra a secretaria municipal de Saúde, após denúncia de médicos junto ao Ministério Público Federal (MPF) e que fora compartilhado com o MP estadual.

De acordo com a portaria assinada no dia 8 de setembro, os médicos que atuam no antigo Pronto Socorro, o local “encontra-se sem condições para o exercício ético da profissão por inúmeras dificuldades de trabalho, bem como falta de exames, insumos e equipamentos necessários ao tratamento dos casos de COVID-19 (Coronavírus)”, diz trecho do documento.

“Inquérito Civil para apurar os motivos e adotar as providências cabíveis diante da suposta omissão e/ou negligência da Secretária de Saúde em adotar medidas preventivas à segurança dos serviços médicos no antigo Pronto Socorro de Cuiabá, Hospital de referência da COVID na Capital”, completa o promotor.

As denúncias de falta de insumos e medicamentos no antigo Pronto Socorro, já vem sendo feita há meses. O governo do Estado chegou a denunciar a gestão Emanuel Pinheiro (MDB), sob acusação de que recebeu R$ 41,4 milhões  do Governo Federal para o combate ao coronavírus, e que teria fechado alguns leitos de UTIs exclusivos para o atendimento a pacientes com covid.

Leia Também:  Médica picada por cobra em MT e em tratamento em São Paulo emite nota sobre posicionamento do Conselho Regional de Medicina MT

Cuiabá chegou a receber R$ 168,987 milhões de ajuda do governo federal em relação ao pacote de socorro aos estados e municípios.

 

Otavio Ventureli(com ascom)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA