Momento +

Bebedeira: Homem é assassinado pela esposa com uma certeira facada no pescoço neste domingo(09) durante briga em casa

Publicados

em

José Carlos da Silva, 54, morreu após levar uma facada no pescoço, na noite de domingo (9), no Residencial Azaléia, em Rondonópolis MT, durante uma discussão com sua companheira. Ela alegou que estava sendo agredida e ameaçada pelo homem.

De acordo com as informações, a suspeita afirmou à Polícia Militar que estava bebendo com o marido, quando começaram a discutir. Segundo ela, o homem não gostou do fato de ela ter ido até a casa da vizinha, iniciando uma briga.

Alega que estava sendo agredida e que se apossou de uma faca, desferindo um golpe no pescoço da vítima. Assustada, chegou a tentar estancar o sangramento enquanto acionava o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas sem sucesso.

Quando a equipe médica chegou, ele já estava morto. A agressora foi encaminhada para a delegacia e autuada pelo crime de homicídio. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Otavio Ventureli(com PJC)

Leia Também:  Criança indígena de apenas 09 anos é picada por cobra cascavel teve paralisia recebe soro antiofídico e continua internada em hospital de Cuiabá

Momento +

Baixaria continua: Advogado Cleverson Contó divulga audio no qual uma mulher acusadora de agressão desmente que tenha sido agredida pelo profissional

Publicados

em

O advogado Cleverson Contó(foto) divulgou, nesta sexta-feira (18), áudios em que a Influencer Digital Mariana Vidotto supostamente nega ter sofrido as agressões das quais o acusa.

Nos áudios, que teriam sido trocados entre Mariana e o advogado, os dois também conversam sobre vídeos íntimos do casal que Contó teria se recusado a gravar.

Em um dos áudios, a Influencer Digital supostamente chega a dizer que muitas pessoas tem a procurado para esclarecer se Contó teria ou não cometido agressões físicas contra ela.

“É óbvio que as pessoas estão me perguntando “ele te bateu?”, “ele fez alguma coisa?”, “ele já te deu um soco?”, não. Você não fez isso comigo”, diz trecho do arquivo.

Em outro momento, Mariana e Cleverson conversam sobre vídeos íntimos que a blogueira teria pedido para o advogado gravar. Contó relembra que, mesmo sob insistência da ex-namorada, ele teria se recusado a fazer as gravações.

Mariana argumenta que teria ficado sabendo de vídeos íntimos entre Cleverson e Laryssa Morais, médica que também acusa o advogado de violência doméstica. O advogado, no entanto, rebate.

Leia Também:  Quatro pessoas são presas em festa com arma e drogas em Rondonópolis

Mariana, esquece isso. Depois que aconteceu todos os rolos, todos os vídeos que eu tinha, eu apaguei. Da última vez que a gente ficou, eu fiz questão de apagar assim que terminamos. Antes de tomar banho, eu apaguei os vídeos”, afirma.

Em seguida, a blogueira supostamente confirma que Cleverson teria apagado as imagens.

O caso

As agressões que teriam sido praticadas por Cleverson Contó ganharam as manchetes após Mariana Vidotto e um grupo de mulheres virem a público narrar a violência sofrida durante os relacionamentos que mantiveram com o advogado.

Em sua conta no Instagram, Mariana contou que chegou a perder cerca de nove quilos durante o relacionamento e que, no início do ano, Cleverson entrou com um processo contra ela com uma multa de R$ 20 mil caso ela dissesse algo sobre ele.

Outra vítima que ganhou destaque no caso foi a médica Laryssa Moraes que chegou a relatar, também no Instagram, que as agressões ela teria sofrido foram tão brutais que resultaram em um nariz quebrado e em retinas deslocadas. Cleverson também teria tentado estuprá-la com um pen-drive.

Leia Também:  Grupo de Fronteira GEFRON apreende 250 Kg de drogas em Porto Esperidião MT e causa prejuízos de mais de 4 milhões de reais aos traficantes

Já a defesa do advogado Cleverson Campos Contó, representada por Eduardo Mahon, alega que Cleverson estaria sendo alvo de extorsão por parte das vítimas.

Mahon argumentou que não existem exames ou prontuários médicos apontando as agressões que foram relatadas pela médica Laryssa Moraes e a influencer digital Mariana Vidotto. Segundo a defesa, Mariana teria exigido R$ 500 mil para retirar as acusações contra Contó.

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA