Momento +

Comissão de ética da Câmara de Vereadores de Cuiabá esteve reunida na manhã desta segunda tratando do caso Paccola

Publicados

em

A Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Cuiabá decidiu acompanhar as investigações da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) envolvendo o vereador e ten. Cel da PM MT Marcos Paccola(foto) autor dos disparos que mataram o agente socioeducativo Alexandre Miyagwa, 41, na última sexta-feira (1).  

A decisão ocorreu durante reunião extraordinária do Colégio de Líderes do Legislativo cuiabano realizada na manhã desta segunda-feira (4) com a participação do vereador Paccola. 

“É um fato muito triste envolvendo o vereador Marcos Paccola. E todas as decisões desta Casa é tirada em colegiado. E nós ouvimos o vereador hoje. Tem várias versões e não queremos nos precipitar em nada. Nós acreditamos na Polícia, tem imagens de câmera, falei com o presidente da Comissão de Ética, vereador Lilo Pinheiro (PDT), que acompanhará de perto todas as investigações”, disse o presidente da Câmara, vereador Juca do Guaraná (MDB).

 O chefe do Poder Legislativo garantiu que qualquer decisão só ocorrerá após a Comissão de Ética ter o teor das investigações, e que isso será decidido dentro de um colegiado. Juca do Guaraná disse que o Marcos Paccola contou a sua versão, de que ao chegar viu a namorada do agente socioeducativo em perigo e reagiu.  

Leia Também:  Gastança do finheiro público: AL MT gasta só no 1º semestre do ano mais de dois milhões e meio de reais em combustível

Sobre qualquer pedido de cassação, Juca afirmou que não tem conhecimento, mas que qualquer vereador ou pessoa poderá entrar com pedido de afastamento.  

Segundo o presidente da Comissão de Ética, Lilo Pinheiro, nenhum documento ainda foi protocolado dentro da Comissão.   Pinheiro garantiu que a atuação da Comissão será feita com independência e dentro da legalidade. “Ele [Marcos Paccola] vai ter que se explicar aos policiais e delegados que estão investigando, como também pra nossa Comissão de Ética”, explicou.

Lilo Pinheiro também defendeu que o vereador Marcos Paccola se afastasse espontaneamente para garantir como interesse na resolução dos fatos.

  “Na minha opinião, eu entenderia como um ato coerente por parte do Paccola. Um afastamento dele não pode ser interpretado como covardia, mas sim como alguém que quer esclarecimento dos fatos, para depois se posicionar”, disse.  

“A gente quer o fato do que realmente aconteceu. Apenas isso. A nossa investigação será independente, mas vai pesar o que as investigações da policia irá concluir”, completa.  

Leia Também:  Fogo consome depósito de algodão no setor industrial de Lucas do Rio Verde

O homicídio ocorreu na noite de sexta-feira (1), no bairro Quilombo, em Cuiabá. A vítima foi atingida por ao menos 3 tiros e morreu ainda no local.

Paccola esperou a polícia no local, assim como o trabalho de perícia. Ele foi ouvido pelo delegado da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e liberado em seguida.

 

Otavio Venturei(da redação com assessoria e GD)

Momento +

Fogo consome depósito de algodão no setor industrial de Lucas do Rio Verde

Publicados

em

 

 

Mais um incêndio  atingiu um depósito de algodão no setor industrial de Lucas do Rio Verde, no norte de Mato Grosso, na manhã desta sexta-feira. O incêndio começou em uma algodoeira e se espalhou para o reservatório onde são estocados o algodão colhido da safra deste ano. Pelo menos dois galpões foram atingidos.

De acordo com o corpo de bombeiros 10 caminhões pipa de várias empresas ajudaram a combater o fogo. Segundo o Major Alex do Corpo de bombeiros houve uma soma de esforços para apagar o incêndio,  visto que o local é muito grande e havia diversos focos espalhados, a preocupação foi que o incêndio não se propagasse para outros locais. O Major Alex  explicou que só a perícia pode revelar as causas do incêndio.

“O que sabemos até o momento segundo informações de um funcionário é que o fogo teria iniciado na área do depósito de sementes de algodão, aí ele teria se propagado e alastrado para os rolos que estavam na lateral do depósito”. Destaca o Major.

Leia Também:  Deu no valor econômico: Mato Grosso é o estado brasileiro com maior crescimento econômico em 2022

Ele ainda ressalta que geralmente os incêndios ocorrem por alguma falha mecânica ou elétrica, então é importante fazer uma revisão constante. 

“Os equipamentos, principalmente os que geram energia tem que ser feita a manutenção periódica e correta, além do que, você tem que ter uma equipe preparada para atuar em caso de algum incêndio, uma brigada interna, além dos preventivos que a legislação de segurança cobra”. Afirma Alex.

Cada edificação tem que ter o alvará do corpo de bombeiros que traz a obrigatoriedade dos requisitos mínimos para que caso ocorra um incêndio como esse a gente tenha condições de dar o atendimento correto.

Por Cássia Santos

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI