Momento +

Chifre: Homem é morto a tiros na madrugada desta sexta(11) após discutir com ex que estava acompanhada do amante em um “boteco”

Publicados

em

Um homem identificado como Juarez Lemes Gonçalves, de 33 anos, foi morto a tiros na madrugada desta sexta (11), em Pontes e Lacerda,  no Mato Grosso, durante uma discussão em um bar da cidade.

A morte foi motivada por ciúmes. Ele flagrou a ex-mulher bebendo com um amigo, iniciando uma discussão com ela. Mas, o suspeito entrou na briga e, não satisfeito, pegou uma arma e matou a vítima.

De acordo com as informações, o crime foi registrado por volta das 00h40. No começo da madrugada, ela estava no bar na companhia de um homem – que não foi identificado no boletim de ocorrência – quando a vítima chegou no carro dele. Ele a chamou para ir para a sua casa, mas ela se negou.

Com ciúmes, começou a discutir com a mulher no bar. O homem que a acompanhava não gostou da situação e entrou na discussão, que ficou acalorada. O suspeito deixou o bar dizendo que buscaria uma arma.

Voltou em minutos com arma em punho, disparando contra Juarez, que tentou correr, mas acabou caindo no chão. Ele foi atingido por vários tiros nas costas. Após o crime, o suspeito fugiu por rumo ignorado. Polícia Civil e Politec estiveram no local e vão investigar o homicídio.

Leia Também:  Referindo-se as queimadas no Pantanal Mauro Mendes afirma nesta segunda(21) que "o País é vítima de uma orquestrada campanha internacional"

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Momento +

Polícia investiga morte de empresário paulista assassinado em Mato Grosso cujo corpo foi encontrado em terreno baldio com várias facadas

Publicados

em

A Polícia Civil da cidade Feliz Natal, municipio de  Mato Grosso,  trabalha como principal a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) o assassinato do empresário paulista, Wagner Delfino, de 43 anos. O corpo foi encontrado em um terreno baldio, na noite deste domingo (20).

O empresário, que atuava no ramo de compra e venda de terrenos, morava na cidade de Sorocaba (SP) e viajou de carro com dois amigos para Feliz Natal para fazer negócios. Quem matou Wagner Delfino também roubou o carro dele.

Segundo populares que encontraram o corpo de Wagner, por volta das 20h30, em um terreno atrás de uma mecânica, ele apresentava sinais de várias facadas.

De início, ninguém conseguiu reconhecer a vítima, mas, enquanto a ocorrência estava em andamento, dois homens chegaram em um táxi e constataram que se tratava de Wagner, amigo deles.

Na tarde deste  domingo(20), segundo seus amigos de Sorocaba, o empresário saiu para ir ao Rio Arraia e lá conheceu uma mulher de 45 anos e a filha dela, de 13. As duas fizeram vários vídeos no carro da vítima.

Leia Também:  Com três gols de cabeça o CSA vence o Cruzeiro de BH neste sábado pela série B do Brasileiro e se livra da lanterna em grande estilo no Rei Pelé

Eles foram vistos juntos, no final da tarde, no hotel em que o grupo estava hospedado e, depois disso, sumiu e não atendeu mais ao telefone.

Com a ajuda de um taxista, os amigos foram até a casa da testemunha e a encontraram chorando muito, dizendo que “haviam feito mal ao Wagner”.

Aos policiais, ela disse que foi deixada no Bar do Maranhão e que, em seguida, Wagner sumiu. O crime está sendo investigado pela Polícia Civil.  Um homem com apelido de “Cuiabano” seria o suspeito.

O carro do de Wagner ainda não foi localizado.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA