Momento +

Com assistência de Thiago Galhardo, Guerrero marca, e Inter estreia no Brasileirão com vitória sobre o Coritiba no Couto Pereira

Publicados

em

Em um duelo de duas equipes que vinham de traumas por derrotas para seus rivais no estaduais, prevaleceu quem buscou mais o gol. Neste sábado(08), Inter venceu o Coritiba por 1 a 0 no Couto Pereira e arrancou com três pontos na estreia no Campeonato Brasileiro.

Guerrero marcou o gol da vitória colorada já no segundo tempo, após assistência de Thiago Galhardo.

Coritiba e Inter travaram um primeiro tempo devagar, quase parando, no Couto Pereira. Os donos da casa começaram a partida com as linhas adiantadas e incomodou a saída de bola e o sistema defensivo do rival com a pressão inicial. Mas pouco a pouco o Coxa recuou, e o Colorado tomou conta da partida. A equipe de Eduardo Coudet teve mais posse de bola, mas faltou ser agressivo: abusou de cruzamentos e só ameaçou em dois chutes, com Saravia e Moisés. A melhor chance foi do Coxa: Galdezani acertou o travessão em chute do meio da rua.

Tão logo voltou do intervalo, o Inter ocupou o campo do Coritiba. A equipe tinha a bola e rondava a área, mas sem muita efetividade. Em uma rara infiltração, Patrick cfoi derrubado por Sabino dentro da área. O árbitro mandou o jogo seguir. Mesmo com o controle da posse, o Colorado não conseguia ser agressivo e abusava da bola aérea.

Leia Também:  Fumaça de queimadas prejudicou pouso de avião do Presidente Jair Bolsonaro na manhã desta sexta-feira(18) em Sinop MT

Em um dos tantos cruzamentos, Guerrero serviu Pottker, que chutou sobre Wilson. O panorama mudou com a entrada de Thiago Galhardo. Em três minutos, ele deu a assistência para Guerrero marcar o gol da vitória. O Coxa pressionou. Desorganizado e em vão.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Momento +

Baixaria continua: Advogado Cleverson Contó divulga audio no qual uma mulher acusadora de agressão desmente que tenha sido agredida pelo profissional

Publicados

em

O advogado Cleverson Contó(foto) divulgou, nesta sexta-feira (18), áudios em que a Influencer Digital Mariana Vidotto supostamente nega ter sofrido as agressões das quais o acusa.

Nos áudios, que teriam sido trocados entre Mariana e o advogado, os dois também conversam sobre vídeos íntimos do casal que Contó teria se recusado a gravar.

Em um dos áudios, a Influencer Digital supostamente chega a dizer que muitas pessoas tem a procurado para esclarecer se Contó teria ou não cometido agressões físicas contra ela.

“É óbvio que as pessoas estão me perguntando “ele te bateu?”, “ele fez alguma coisa?”, “ele já te deu um soco?”, não. Você não fez isso comigo”, diz trecho do arquivo.

Em outro momento, Mariana e Cleverson conversam sobre vídeos íntimos que a blogueira teria pedido para o advogado gravar. Contó relembra que, mesmo sob insistência da ex-namorada, ele teria se recusado a fazer as gravações.

Mariana argumenta que teria ficado sabendo de vídeos íntimos entre Cleverson e Laryssa Morais, médica que também acusa o advogado de violência doméstica. O advogado, no entanto, rebate.

Leia Também:  Juíz da 1ª zona eleitoral de Cuiabá entende que máscaras e álcool em gel distribuídos com nomes de cadidato não configuram propaganda eleitoral

Mariana, esquece isso. Depois que aconteceu todos os rolos, todos os vídeos que eu tinha, eu apaguei. Da última vez que a gente ficou, eu fiz questão de apagar assim que terminamos. Antes de tomar banho, eu apaguei os vídeos”, afirma.

Em seguida, a blogueira supostamente confirma que Cleverson teria apagado as imagens.

O caso

As agressões que teriam sido praticadas por Cleverson Contó ganharam as manchetes após Mariana Vidotto e um grupo de mulheres virem a público narrar a violência sofrida durante os relacionamentos que mantiveram com o advogado.

Em sua conta no Instagram, Mariana contou que chegou a perder cerca de nove quilos durante o relacionamento e que, no início do ano, Cleverson entrou com um processo contra ela com uma multa de R$ 20 mil caso ela dissesse algo sobre ele.

Outra vítima que ganhou destaque no caso foi a médica Laryssa Moraes que chegou a relatar, também no Instagram, que as agressões ela teria sofrido foram tão brutais que resultaram em um nariz quebrado e em retinas deslocadas. Cleverson também teria tentado estuprá-la com um pen-drive.

Leia Também:  Investigações da Polícia Civil identificam corpos encontrados crivados de balas amarados um ao outro e com marcas de tiros de pistola

Já a defesa do advogado Cleverson Campos Contó, representada por Eduardo Mahon, alega que Cleverson estaria sendo alvo de extorsão por parte das vítimas.

Mahon argumentou que não existem exames ou prontuários médicos apontando as agressões que foram relatadas pela médica Laryssa Moraes e a influencer digital Mariana Vidotto. Segundo a defesa, Mariana teria exigido R$ 500 mil para retirar as acusações contra Contó.

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA