Momento +

Corpo de professor de música de 72 anos acusado de estupro é encontrado boiando em rio com duas pedras amarradas no pescoço e nas pernas

Publicados

em

Um professor de música de 72 anos, acusado de estuprar uma aluna de 11 anos, foi torturado, assassinado e jogado dentro do Rio Cuiabá, com duas pedras grandes amarradas no pescoço e mais algumas nas pernas.

O corpo, no entanto, apesar das pedras pesadas amarradas no pescoço e nas pernas, foi encontrado boiando, no final da tarde desta  terça-feira (15).

A vítima de homicídio apresentava ferimentos pelo corpo, principalmente no rosto, e sinais de que, antes de ser morta, foi torturada. O homem, que não teve o nome divulgado, foi acusado de praticar um estupro contra uma criança, no último dia 4, em Várzea Grande MT.

O cadáver foi resgatado das águas do Rio Cuiabá por uma equipe de mergulho do Corpo de Bombeiros(foto).  Policiais da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) fizeram a liberação do corpo para o Instituto Médico Legal (IML).

A liberação só foi feita, no entanto, após a perícia preliminar de local de crime, realizada por uma equipe da Perícia Oficial do Estado (Politec).

Leia Também:  Ceará empata em 2 x 2 com o Goiás na noite deste domingo no Castelão em Fortaleza pela 12ª rodada do Brasileirão

A denúncia contra o professor, segundo os primeiros levantamentos de policiais da DHPP, é de que a aluna de 11 anos foi violentada durante uma aula de música. Ao voltar para casa, a menina contou para a mãe e o caso foi registrado na Polícia Civil.

A PM foi acionada naquele mesmo dia. Os policiais foram até a casa do  professor, mas ele não foi encontrado no mesmo dia.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Momento +

Polícia prende em flagrante homem de 25 anos acusado de ameaçar divulgar na internet fotos íntimas de uma moça que teria perdido o celular

Publicados

em

Homem de 25 anos foi preso em flagrante, na noite desta terça-feira (29), em Campo Verde, Mato Grosso, após ameaçar divulgar fotos íntimas de uma moça de 19 anos, que perdeu o celular.

Ele afirmou ainda que só devolveria o aparelho se ela transasse com ele, mas que se ela contasse para alguém, ela seria morta.

A jovem marcou encontro com o suspeito na noite desta terça(29), mas avisou a Polícia Militar, que montou um esquema e ficou observando o local do encontro até o primeiro contato.

Quando o suspeito flagrou os policiais, tentou correr, mas acabou sendo alcançado. Ele estava em posse de 3 celulares. Um era o da vítima, que estava todo formatado sem seus dados. Ele não informou como conseguiu o aparelho.

Já em outro celular, estavam várias fotos da vítima. Polícia acredita que ele salvou os arquivos em outro aparelho como forma de chantageá-la em outras oportunidades.

Ele foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil e autuado pelo crime de tentativa de estupro, receptação, importunação e assédio sexual e ameaça.

Leia Também:  Polícia prende em flagrante homem de 25 anos acusado de ameaçar divulgar na internet fotos íntimas de uma moça que teria perdido o celular

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA