Momento +

Debates na Assembleia Legislativa de Mato Grosso sobre isenção a taxação de aposentados poderá avançar ainda esta semana

Publicados

em

Caminhando a um ritmo lento, as tratativas em torno da proposta para isentar a taxação de aposentados podem avançar na próxima semana.

De acordo com o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, a comissão espera que o governador Mauro Mendes aprove a sugestão mais inclusiva e abrangente.

 “Ficou definido que nós aguardaríamos a aprovação [dessa proposta] para podermos divulga-las. É uma proposta que atende os servidores que ganham até o teto e também há uma diminuição parcial para todos que ganham a partir daí”, adiantou em entrevista a rádio CBN Cuiabá.

A fala ocorreu quando o deputado comentava sobre as tratativas entre o Legislativo e Executivo em torno de uma alternativa para diminuir a alíquota dos aposentados e pensionistas da contribuição previdenciária de 14%.

Para tanto, o governo ainda precisa entrar num consenso com os parlamentares. Depois, o texto ainda precisa ser aprovado pelo Conselho da Previdência de Mato Grosso (MT Prev) e pela Casa de Leis, para então ser sancionada pelo Executivo.

“Nós temos feito várias reuniões, negociações e estudos. Nessa semana nós chegamos a uma proposta que foi aceita pelo MT Prev, pela Casa Civil, mas que ainda precisa ser encaminhada para aprovação do governador”, complementou.

Leia Também:  Botelho articula parceria para mutirão de cirurgias ortopédicas em VG

No mês passado, o governador se reuniu com os parlamentares e propôs isentar apenas servidores com doenças raras, que hoje totalizam em média 650 contribuintes.

A proposição, contudo, não agradou ao funcionalismo público e também deixou insatisfeitos vários deputados que defendem a extensão do benefício a todos os aposentados de Mato Grosso que recebem até o teto de qualquer benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ou seja R$ 6,1 mil.

Apesar da celeuma, o democrata acredita que o novo texto deve receber o aval do governador do Estado. “Eu acho que o governador vai aprovar, porque ele confidenciou que estava ansioso para resolver essa questão. Essa semana deve sair essa posição, mas as notícias são boas”, concluiu.

 

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento +

Obras de construção de vinte novos leitos de enfermaria e 10 leitos de UTIs destinados a pacientes Covid 19 estão bastante avançadas em Sorriso MT

Publicados

em

A obra de ampliação da ala Covid-19 no Hospital Regional de Sorriso está avançando; serão 20 novos leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI na unidade.

A ala ainda integrará 20 leitos de enfermaria Covid-19 que já funcionavam na unidade, mas que serão realocados à nova estrutura.

A previsão é de que a ampliação seja concluída em julho, quando os leitos entrarão em funcionamento. As enfermarias já começaram a ser mobiliadas.

“Estive no Hospital Regional de Sorriso na semana passada e nesta sexta-feira voltei para supervisionar o andamento da obra. Estamos acompanhando de perto essa ampliação e trabalhamos muito para que esses leitos Covid-19 entrem em funcionamento o quanto antes”, disse o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, durante supervisão presencial à unidade.

Conforme análise da Superintendência de Obras da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), a ampliação do Hospital Regional de Sorriso está 90% concluída. Mesmo com a dificuldade da indústria em fornecer os materiais de construção civil, os procedimentos estão avançando.

Leia Também:  Câmara Municipal de Cuiabá promoveu nesta quinta(17) sua segunda sessão ordinária da semana com pauta contendo nove proposituras

“Como o hospital está em funcionamento, essa obra ocorre por etapas. A primeira fase da obra deveria ter sido entregue em abril, se não houvesse a necessidade de adequação às normas de biossegurança frente à pandemia pela Covid-19, que exige a compra de materiais específicos. Porém, a obra está avançando”, concluiu a superintendente de obras da SES-MT, Mayara Galvão.

O prazo final para a conclusão da última etapa da ampliação é agosto de 2021. Nesta fase, haverá a ampliação do pronto atendimento e da recepção do Hospital Regional. Já a fase de modernização será iniciada a partir do mês de agosto.

É importante destacar que o Hospital Regional está em pleno funcionamento e que não há prejuízo aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA