Momento +

Defensores do voto impresso fazem carretada em Cuiabá; percorrendo diversas ruas da capital

Publicados

em

Centenas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro saíram às ruas na tarde deste domingo (1º) em Cuiabá para pedir a implantação do voto impresso auditável no Brasil.

A carreata, que teve a Praça das Bandeiras como ponto de concentração, percorreu diversas ruas da Capital, como a Avenida do CPA, Prainha e Avenida Getúlio Vargas.

O voto impresso é uma pauta defendida pelo presidente, que diz existir a possibilidade de fraude caso não haja auditagem dos votos.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já se manifestou sobre o caso, afirmando que o voto impresso é que irá potencializar a chance de fraudes.

“O voto impresso é muito diferente do que as pessoas pensam. No voto impresso, você vota e o comprovante vai para uma outra urna. Você confirma o voto e vai para uma outra urna. Você não vai pegar um papel e vai sair com ele”, disse em uma live o ativista político Leandro Figueiredo, um dos organizadores do evento.

 

“Ninguém vai saber em quem você votou.  Quem não sabe do voto impresso, pesquisa mais um pouco e veja como funciona esse projeto”, disse.

Leia Também:  Em Mato Grosso, 11 municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19; outras 130 estão classificadas com Risco Baixo

Um dos principais defensores do presidente na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) também participou da carreata.

“Eu creio que as pessoas vão conseguir enxergar num curto espaço de tempo e mudar realmente. E apoiar as pautas de direita que o País precisa para nunca mais cair na mão da esquerda”, afirmou Cattani. “Não podemos permitir que nosso País caia nas mãos destes vagabundos de esquerda. Nem que seja com nossa vida”.

Eventos como o de hoje em Cuiabá aconteceram em diversas cidades do Brasil.

Momento +

PL que cria regulamenta a existência de ‘animais comunitários’ em MT é aprovada na Assembleia Legislativa

Publicados

em

Foto: Fernanda Trindade

Foi aprovado na sessão ordinária desta quarta-feira (22), em segunda votação, o Projeto de Lei nº 726/2019 do deputado Ulysses Moraes que estabelece a existência do animal comunitário em Mato Grosso. Serão considerados tutores de um animal comunitário os responsáveis, os tratadores e os membros da comunidade que com ele tenham estabelecido vínculos de afeto e dependência e que se disponham voluntariamente a cuidar e respeitar os direitos desse animal.

“Ficamos muitos felizes com essa aprovação, porque os animais abandonados nas ruas são da nossa responsabilidade. Estamos na luta pela causa animal e esse projeto ajuda também no combate aos maus-tratos. E essa é uma forma de aliviar o problema de animais abandonados no nosso estado”, disse Moraes.

Além disso, a matéria cria casas para o abrigo desses pets. De acordo com a proposta, esses locais terão placas com a identificação ‘Animais Comunitários’. “Para abrigar esses animais, ficará permitida a colocação de casas em vias públicas, escolas públicas e privadas, órgãos públicos e empresas tanto públicas quanto privadas, com a autorização, é claro, do responsável pelo local”, destacou o parlamentar.

Leia Também:  Escolas estaduais de Ipiranga do Norte e de Sorriso são campeãs nos Jogos Escolares Mato-grossenses

Só o município de Cuiabá, por exemplo, tem mais de 14 mil animais de rua e a quantidade está crescendo com a pandemia. Um balanço da Diretoria de Bem-estar Animal, da Prefeitura de Cuiabá, indica que, em média, 10% dos animais domésticos foram abandonados e perambulam pela cidade. “Por isso, precisamos dar mais atenção a esse problema e a criação dos animais comunitários pode amparar esses cães e gatos abandonados”, afirma o parlamentar.

Vale destacar que os tutores deverão providenciar a identificação dos animais comunitários sob sua responsabilidade. “E para fazer a ideia funcionar, o poder público precisa fazer campanhas de conscientização do projeto, promover orientação técnica aos adotantes, registrar os dados do animal por meio de cadastro informatizado, dentre outros incentivos”, disse o deputado.

Ulysses Moraes está atuando na causa animal desde o início do mandato. O parlamentar tem mais projetos de leis com essa temática e em maio deste ano lançou o disque-denúncia animal. Após o pedido de ajuda de várias organizações não-governamentais (ONGs), o parlamentar criou essa plataforma com o objetivo de fazer a interlocução com os órgãos competentes. “Já fizemos o resgate de um animal e a plataforma está funcionando muito bem no papel de interlocução com os órgãos responsáveis por fazer o resgate. Agora essa aprovação do PL dos animais comunitários já é um grande avanço para o Estado de Mato Grosso”, finalizou o deputado.

Leia Também:  Procurado de Justiça do Ministério Público de Mato Grosso palestra em lançamento de publicação sobre valoração de danos

Tem denúncia de maus-tratos?

Se você tiver alguma denúncia, o canal de atendimento do disque-denúncia animal é via telefone (65) 99967-8310 ou pelo link: ulyssesmoraes.com.br/resgateanimal. E mesmo com a existência do número, em casos urgentes, as pessoas podem comunicar também à Polícia Militar pelos 190.

Fonte: ALMT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA