Momento +

Delegado do GCCO afirma que Delegado Regional de Sinop MT não tem envolvimento direto com chacina em União do Sul MT

Publicados

em

O delegado regional de Sinop,  em Mato Grosso, Douglas Turíbio Schutze(foto), alvo de mandado de busca e apreensão na ‘Operação Insídia’, que apura a execução e ocultação de cadáver de seis pessoas, no município de União do Sul MT, não teria participação direta na execução de seis pessoas e ocultação dos cadáveres, mas estaria tentando atrapalhar as investigações.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (27), data em que a operação foi deflagrada, o delegado da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Frederico Murta, explicou que Douglas Schutze não tem envolvimento direto na execução dos homicídios e ocultação dos cadáveres das seis pessoas desaparecidas.

“Porém, ocorreram vários outros fatos, como tentativas de obstruções às investigações, indícios de corrupção, entre outros. Isso levou ao pedido de busca e apreensão, que foi deferido pela Justiça”, comentou o delegado que preside o inquérito, Frederico Murta.

Questionado, o diretor de Atividades Especiais da Polícia Civil, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, explicou que o diretor de Interior da Polícia Civil, delegado Walfrido Nascimento, segue para Sinop mT, onde tomará conhecimento das acusações contra o delegado regional. Posteriormente, a instituição tomará as medidas cabíveis.

Leia Também:  Nobres divulga processo seletivo para credenciamento nas áreas de Fisioterapia e Psicologia

Além dos homicídios, são apurados neste caso outros possíveis crimes conexos, como cárcere privado, constituição de milícia privada, corrupção ativa e passiva.

Nesta quinta-feira(27), foram presos um empresário e também três policiais militares, que teriam participado da chacina. “Com isto, poderemos ter informações mais precisas e finalizar o quanto antes as investigações”.

A Polícia Civil ainda procura por outro alvo de mandado de prisão, que não foi preso até o momento. As seis pessoas executadas no dia 18 de abril deste ano na fazenda de União do Sul estariam planejando um roubo na propriedade rural. Os corpos não foram encontrados.

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Momento +

Assaltante que levou malotes de dinheiro da Caixa do Boa Esperança em Cuiabá é morto a tiros na Bolívia

Publicados

em

A Polícia da cidade de San Matías, na Bolívia, investiga e tenta localizar criminosos que mataram  o  cuiabano Vinicius Bernardinelli Dacache, de 36 anos, assassinado com 11 tiros  na última quarta-feira (12).

Em 2006, ele foi condenado a 16 anos e oito meses de prisão por envolvimento em um roubo na agência da Caixa Econômica Federal ocorrido no dia 4 de junho do ano anterior.

Na ocasião, foram roubados R$ 195 mil de malotes que chegavam à agência, localizada no bairro Boa Esperança.

Vinicius também já havia sido preso por roubo em Tangará da Serra MT.

De acordo com informações de sites locais da Bolívia, Vinicius atuava no ramo de tratores e máquinas e três dos tiros foram na cabeça dele.

Consta ainda que ele não estava com o celular ou as chaves de um carro que estava próximo ao corpo dele.

Os familiares do foragido da Justiça foram até San Matias e realizaram o translado do corpo dele para Cuiabá.

Leia Também:  Reforma: Fórum de Sapezal suspende expediente presencial a partir do dia 17/08

O sepultamento dele aconteceu na manhã desta sexta-feira (12). Ainda conforme informações locais, não foram identificados os responsáveis pela morte de Vinicius.

 

Otavio Ventureli(da redação com hiper)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI