Momento +

Depois de quatro jogos sem vitória no Brasileirão Palmeiras vence o Atlético GO com dois gols de Luis Adriano em Goiânia neste domingo

Publicados

em

Depois de quatro jogos sem vitória no campeonato, o Palmeiras quebrou o jejum neste domingo(25) e bateu o Atlético-GO por 3 a 0, em Goiânia, pela 18ª rodada do Brasileirão-2020.

Com dois gols de Luiz Adriano e um de Wesley, o Alviverde conquistou os três pontos e se aproximou do G6 da competição. Agora o foco é a partida de ida das oitavas da Copa do Brasil, contra o Red Bull Bragantino.

O primeiro tempo começou equilibrado, mas a primeira chance foi Palmeiras, quando Rony cruzou para Zé Rafael e o meio-campista chutou longe do gol, por cima do travessão. Em seguida, o Atlético-GO passou a tentar se impor e conseguiu um pouco mais de volume de jogo, enquanto os visitantes passaram a esperar um erro para buscar um contra-ataque em velocidade com seus ponteiros.

Pouco depois de Felipe Melo fazer uma interceptação precisa na grande área, o Palmeiras aproveitou vacilo da equipe adversária para abrir o placar. Baralhas e Dudu se atrapalharam na intermediária de ataque do Atlético-GO e a bola sobrou para Wesley, que partiu em velocidade em direção ao gol, sem ser ameaçado com marcação e tocou na saída de Jean, entre as pernas do goleiro.

Em seguida, quase o Palmeiras tomou o empate, quando Zé Roberto tocou de calcanhar para Chico, que chutou cruzado para grande defesa de Weverton. A partir daí, o Atlético-GO colocou mais volume de jogo diante do adversário recuado e sem saída e o Alviverde ainda tentava aproveitar os erros dos mandantes no campo de defesa, mas sem conseguir colocar a bola na rede novamente. Em lance de três contra um, o time paulista desperdiçou grande chance.

No minutos finais da primeira etapa, o Atlético-GO tentou sufocar os palmeirenses, porém Weverton e Felipe Melo estavam lá para salvar. E quando o goleiro e o zagueiro não estavam, foi a trave que impediu o empate, em falta cobrada por Chico. Os visitantes ainda tiveram uma oportunidade de ampliar, quando Rony fez boa jogada individual, saiu na cara do gol, mas Jean defendeu.

Após o intervalo, o jogo demorou a engrenar, apesar de o Atlético-GO tentar voltar com uma pressão inicial para buscar o empate dentro de casa. Logo depois de uma chance perdida por Zé Roberto, o goleiro Jean fez uma bobagem na saída de bola e entregou no pé de Luiz Adriano, que teve reação rápida e concluiu para o gol, ampliando o placar para 2 a 0 aos nove minutos do segundo tempo.

Leia Também:  PF deflagra 2ª fase da Operação Seguro Fake para apurar fraudes em benefícios de seguro desemprego cumprindo 16 mandados de busca

Com a desvantagem no marcador, o Atlético-GO foi atrás com tudo para buscar o gol de honra. Janderson fez uma boa jogada individual pela direita e finalizou, mas Weverton novamente pegou. Na sequência do lance, Felipe Melo, em grande atuação, retomou a posse de bola. Chico ainda tentou uma finalização minutos depois, porém a bola explodiu na zaga palmeirense, sem perigo.

De olho nos contra-ataques, o Verdão chegou ao terceiro gol. Gabriel Menino recebeu passe na lateral direita e cruzou rasteiro para área, onde encontrou Luiz Adriano, que finalizou de primeira, no alto, sem chance para Jean. Foi o segundo do centroavante na partida, que vinha de um jejum de tentos na temporada. O Atlético-GO tentou responder em seguida com Dudu, que isolou.

Mesmo com a grande diferença no placar, o Atlético-GO continuou em busca de um gol de honra e criou algumas chances de balançar a rede, principalmente com Chico, que finalizou duas vezes para fora do gol. Enquanto isso, Rony teve duas oportunidades de fazer o seu, porém chutou as duas para fora da meta de Jean. Lucas Lima ainda arriscou um chute colocado e acertou a trave.

Leia Também:  Atendendo pedido do Flamengo Justiça reduz pensão paga aos familiares das crianças assassinadas no ninho do urubu em 2019

Com o resultado, o Palmeiras vai a 25 pontos na tabela do Brasileirão, subindo para a sétima posição. O próximo compromisso alviverde será na próxima quinta-feira, às 19h, diante do Red Bull Bragantino, fora de casa, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Já o Atlético-GO permanece com 22 pontos, na 10ª posição e vai enfrentar o Internacional, também pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, às 19h, atuando como mandante.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com terra.)

Momento +

Juízes do TRE MT votam pela cassação do Deputado Estadual Carlos Avalone acusado de compra de votos e caixa dois na campanha de 2018

Publicados

em

Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), Fábio Henrique Fiorenza, Bruno D’Oliveira Marques e o desembargador Sebastião Barbosa votaram pela cassação do deputado estadual Carlos Avalone(foto)  por uma possível compra de votos durante a campanha de 2018 e Caixa 2.

Contudo, a conclusão do julgamento foi adiada após pedido de vista do juiz substituto Jackson Coutinho.

Essa é a segunda vez que o julgamento foi adiado. Na última quarta-feira (02), o juiz Armando Biancardini alegou não estar “seguro” de votas as provas contidas nos autos da representação.

O julgamento deve retornar na próxima quinta-feira (10). Avalone já possui três votos contra ele. O pleno do TRE é composto por sete membros.

A representação é referente a uma abordagem feita pela equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no dia 4 outubro de 2018, às vésperas da eleição, em um veículo que estava voltando de Cuiabá para Cáceres.

Na ocasião, os policiais encontraram adesivos do então candidato, uma mochila com R$ 89,9 mil em espécie, uma agenda de campanha e diversos ‘santinhos’ eleitorais. O carro abordado também possuía um adesivo de Avalone.

Leia Também:  Outra: Marido sai para trabalhar de madrugada deixa esposa dormindo, tenta contato não consegue e ao ir em casa encontra mulher morta

Segundo o depoimento gravado de um dos ocupantes do carro, Dener Antônio da Silva, o dinheiro havia sido retirado de um escritório em Cuiabá para pagar cabos eleitorais e que a quantia pertencia a Avalone.

No último julgamento, o procurador Erich Masson alegou que as provas indicam que o dinheiro seria utilizado para pagar cabos eleitorais, sem passar pela prestação de contas da Justiça Eleitoral, o que configura o crime de Caixa 2. Além disso, o Ministério Público Eleitoral requereu a procedência do pedido de condenação.

Masson pontuou que Luiz da Guia, outro ocupante do veículo, teria sido contratado por R$ 5 mil para trabalhar como coordenador de campanha do parlamentar na cidade de Cáceres. Segundo a prestação de contas à Justiça, o veículo em que os ocupantes estavam também foi locado para a campanha.

“O que as provas dos autos demonstram é que esse dinheiro seria utilizado para pagar cabos eleitorais. À época, se um cabo eleitoral recebesse um salário mínimo, daria para pagar 94 cabos. Acontece que a campanha do sr. Avalone gastou praticamente o limite possível para a campanha de deputado estadual. Ou seja, esse dinheiro foi utilizado para pagar cabos sem que passasse pela prestação de contas, no início de caixa 2”, pontuou.

Leia Também:  Silvio Fávero solicita a bancada federal de MT celeridade na aprovação de PL que autoriza tráfego de equipamentos agrícolas em rodovias

 

 

Otavio Ventureli(da redação com HiperNoticias)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA