Momento +

Empaer organiza congressos nacionais de floricultura e cultura de tecidos de plantas

Publicados

em

 

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), junto com a Faculdade de Agronegócios de Holambra (FAAGROH), Faculdade das Flores, organizam dois importantes eventos, entre os dias 19 e 22 de outubro, o 23º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais (CBFPO) e o 10º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas (CBCTP).

Os congressos ocorrem na modalidade online e a abertura no dia 19, às 8h30, contará com a participação do presidente da Empaer, Renaldo Loff, representando a FAAGROH, a doutora Cinara Libéria, além dos responsáveis pela promoção do evento, os doutores Ana Ledo, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e Petterson Baptista, da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

Na presidência e na secretaria do 10º CBCTP estão as pesquisadoras da Empaer, doutoras Dalilhia Santos e Danielle Müller, ambas especialistas na área. Elas destacam a importância dos dois eventos por estarem conectados e por trazerem temas atuais por meio da participação de palestrantes que são referências no país. “Os dois congressos permitem unir os esforços da ciência e do setor produtivo, visando a evolução de ambas as áreas”, frisam.

Leia Também:  Profissionais da saúde buscam padronização do atendimento psicossocial nos Centros de Atendimentos Socioeducativos

As especialistas apontaram ainda a participação dos agricultores do ramo, estudantes e de quem estiver interessado em conhecer esse nicho de mercado que vem crescendo a cada dia. Elas convidam técnicos, produtores, empresários, pesquisadores e docentes vinculados ao setor de floricultura, paisagismo e propagação de plantas in vitro, além das principais empresas do setor, a participarem do evento, pois terão a oportunidade de conhecer as novidades de ambas as áreas. Por ser na modalidade online, as inscrições podem ser realizadas até na véspera da abertura do evento.

A Empaer possui um laboratório de Cultura de Tecidos de Plantas no Centro de Pesquisa de Várzea Grande e trabalha com a produção de mudas e flores de plantas tropicais no Campo Experimental em Acorizal.

Serviço

23º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais (CBFPO) e o 10º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas (CBCTP)

Quando: 19 a 22 de outubro

Modalidade: online

Mais informações pelo link

Fonte: GOV MT

Momento +

“Setor de base florestal apoia plenamente o programa Carbono Neutro MT “, afirma presidente do Cipem

Publicados

em

O presidente do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem), Rafael Masson, afirma que o setor apoia a iniciativa do Estado de implementação do Programa Carbono Neutro MT, lançado nesta segunda-feira (25.10). A meta voluntária do Estado é neutralizar os gases do efeito estufa até 2035.

“O Estado está levando mais uma bandeira muito forte para o mundo e para o Brasil, e o setor apoia plenamente o programa. Somos da base florestal, com muito orgulho, temos mais de 4,7 milhões de hectares em manejo sustentável no estado”, disse Masson durante a cerimônia de lançamento.

Com o fortalecimento das metas ambientais do Programa Carbono Neutro MT, a projeção é alcançar 6 milhões de hectares de manejo susntentável até 2030. O manejo sustentável é a estração de ativos da floresta com o menor impacto anbiental, preservando a mata em pé.

O Cipem foi uma das instituições que aderiram ao programa como apoiadores, e que farão campanhas para disseminar as metas e os resultados. Também assinaram a Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), a Associação dos Produtores de Soja  (Aprosoja-MT),  Associação Matogrossense dos Produtores de Algodão (AMPA), Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac), União Nacional do Etanol de Milho (UNEM),  e Ação Verde.

Leia Também:  Servidor só pode sair do órgão de origem após publicação da cessão no Diário Oficial

O Cipem é a união de oito sindicatos patronais de Base Florestal, que tem o objetivo de organizar e fortalecer o setor. Incentiva a produtividade e o consumo consciente de madeira e seus subprodutos de forma sustentável, com respeito a legislação vigente e em harmonia com o meio ambiente.

Carbono Neutro MT

O Programa Carbono Neutro MT foi instituído pelo decreto 1.160/2021, com o objetivo de fortalecer 12 ações que contribuem para o desenvolvimento sustentável, gerando o equilíbrio entre as emissões e remoções de gases do efeito estufa.

As medidas elencadas como importantes para a descarbonização de MT são:  a manutenção do ativo florestal do estado, manejo florestal sustentável, regularização fundiária, melhorias na gestão de áreas protegidas, reflorestamentos comerciais, restauração de florestas, redução do risco de incêndios, manejo sustentável para a produção agropecuária, proteção de vegetação secundária em áreas de desmatamento legal, recuperação de pastagens, integração lavoura-pecuária-floresta, e produção e consumo de biocombustíveis.

As ações serão ajustadas e revisadas constantemente para adequação às inovações tecnológicas e mudanças de conjuntura político-sociais. O decreto também institui o Comitê Gestor do Programa para monitorar os resultados.

Leia Também:  Governo lança licitação para ampliação da Avenida Parque do Barbado em Cuiabá

Mato Grosso criou também quatro categorias do Selo Carbono Neutro MT: compromissário, apoiador, carbono 0%, e financiador. O selo será uma certificação importante para as empresas que querem mostrar o seu compromisso com o meio ambiente.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA