Momento +

Empepinado: Ministério Público do Estado pede demissão de policial penal por improbidade administrativa recebendo R$ 12 mil por plantões

Publicados

em

O Ministério Público do Estado (MPE) pediu a demissão do policial penal que atuou como diretor da Cadeia Pública de São José do Rio Claro MT  por improbidade administrativa. A Promotoria pede a condenação por enriquecimento ilícito.

O servidor foi diretor da cadeia nos anos de 2007, 2008, depois retornando em 2012 e permanecendo até 2015. Nesse período, ele recebeu R$ 12,1 mil indevidamente por plantões que não prestou, mas declarou que havia trabalhado.

Além disso, o policial penal “usou, em proveito próprio, veículo automotor pertencente à frota pública (disponibilizado ao sistema penitenciário) para realizar viagens particulares”.

Na ação, o promotor de Justiça Luiz Fernando Rossi Pipino(foto) argumenta que o policial penal “atuou como se estivesse gerindo não a coisa pública, mas a sua própria vida pessoal, tudo com vistas a satisfazer a sua pretensão, tendo incorporado ao seu patrimônio valores integrantes do acervo patrimonial do Estado e usado bem público para caprichos estritamente particulares” e que “as condutas praticadas pelo demandado se revelaram desonestas e revestidas de má-fé, recheadas de abuso funcional”.

Leia Também:  Palestras apresentam benefícios do aleitamento materno e cuid...

O Ministério Público pede que o policial penal seja exonerado, além de ter que ressarcir os cofres públicos e perder os direitos políticos, pagar multa civil e ser proibido de fazer contratos com o Poder Público.

 

Otavio Ventureli(com assessoria)

Momento +

Assaltante que levou malotes de dinheiro da Caixa do Boa Esperança em Cuiabá é morto a tiros na Bolívia

Publicados

em

A Polícia da cidade de San Matías, na Bolívia, investiga e tenta localizar criminosos que mataram  o  cuiabano Vinicius Bernardinelli Dacache, de 36 anos, assassinado com 11 tiros  na última quarta-feira (12).

Em 2006, ele foi condenado a 16 anos e oito meses de prisão por envolvimento em um roubo na agência da Caixa Econômica Federal ocorrido no dia 4 de junho do ano anterior.

Na ocasião, foram roubados R$ 195 mil de malotes que chegavam à agência, localizada no bairro Boa Esperança.

Vinicius também já havia sido preso por roubo em Tangará da Serra MT.

De acordo com informações de sites locais da Bolívia, Vinicius atuava no ramo de tratores e máquinas e três dos tiros foram na cabeça dele.

Consta ainda que ele não estava com o celular ou as chaves de um carro que estava próximo ao corpo dele.

Os familiares do foragido da Justiça foram até San Matias e realizaram o translado do corpo dele para Cuiabá.

Leia Também:  Painel da Secretaria de Saúde de MT indica uma morte causada pela Covid 19 no Estado nas últimas 24 horas

O sepultamento dele aconteceu na manhã desta sexta-feira (12). Ainda conforme informações locais, não foram identificados os responsáveis pela morte de Vinicius.

 

Otavio Ventureli(da redação com hiper)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI