Momento +

Empossado há menos de quatro meses, deputado Gilberto Cattani apresenta 65 proposições

Publicados

em

Foto: Ronaldo Mazza

Empossado como deputado estadual no final do mês de março deste ano, após a lamentável morte do deputado Silvio Fávero (PSL), que morreu vitima de complicações da covid-19, o assentado da reforma agrária e pequeno produtor rural Gilberto Cattani (PSL) apresentou, nestes poucos mais de 120 dias de mandato, propostas com o objetivo de defender idosos, indígenas, mulheres, pequenos agricultores do estado, além de projetos para contribuir com melhorias na educação e no esporte.

No total, o parlamentar apresentou 65 proposições que tramitam na casa legislativa, entre indicações, projetos de leis, requerimentos, projetos de resolução, projetos de lei complementar e moções.

Para área de educação, o deputado propôs projetos de leis como o Escola Sem Partido, que reivindica a imparcialidade e a objetividade do professor em sala de aula, vedando uma instrumentalização do ensino para fins políticos ideológicos, partidários e eleitorais.

O deputado também apresentou um projeto para aumentar a segurança nas escolas e evitar ataques como o que ocorreu recentemente em uma creche no interior de Santa Catarina, além da obrigatoriedade do hasteamento da bandeira nacional nas instituições de ensino do estado.

Leia Também:  Dória ressalta ações ambientais e de infraestrutura do Governo de MT: "Muito impressionado"

Em defesa do idoso e da mulher, o parlamentar também protocolou um projeto que proíbe instituições financeiras de celebrar contratos de empréstimo com aposentados, por meio de ligação telefônica e outro que garante que funcionárias gestantes permaneçam trabalhando no sistema ‘homeoffice’, durante a pandemia do coronavírus.

A liberdade econômica dos indígenas também foi uma das bandeiras defendidas por Cattani, que visitou várias aldeias de índios ruralistas que estão encontrando na agricultura uma maneira de serem independentes e ajudar no desenvolvimento do estado.

Um estudo para criação de regiões metropolitanas no Norte e no Sul do Estado, em volta as cidades de Sinop e Rondonópolis, fato que traria maior desenvolvimento social e econômico a diversos municípios, também foi requerido por Cattani.

O deputado, por fim, se posicionou contrário a projetos do Executivo como a taxação da energia solar e aplicação de multas para cidadãos e comerciantes que desrespeitarem os horários e medidas impostas durante a pandemia. “Estou deputado há quatro meses, mas estamos trabalhando muito para que leis que fazem a diferença e ajude a população do meu estado sejam aprovadas. Desde minha posse também tenho dito que serei favorável apenas a projetos que beneficiem o cidadão mato-grossense, independente de eles terem partidos do governo, oposição ou situação”, afirmou.

Leia Também:  Deputado se reúne com secretário de Educação e pede celeridade na licitação de obra em Rondonópolis

Assentado da reforma agrária e alinhado ao governo federal, Cattani é hoje uma das vozes da Assembleia Legislativa que luta para que famílias que vivem em assentamentos consigam títulos de propriedade.

Frente Parlamentar de Cuidados e Prevenção às Drogas – No mês de junho, a Assembleia Legislativa aprovou a criação da Frente Parlamentar de Cuidados e Prevenção às Drogas, proposta pelo deputado Gilberto Cattani, com o objetivo de debater e adotar políticas públicas de combate ás drogas no estado.  A medida chamou a atenção do governo federal que, por meio do Ministério da Cidadania, manifestou apoio e o desejo de trabalhar em conjunto com o Legislativo mato-grossense.

Fonte: ALMT

 

Momento +

Tenente- coronel Hadassah Beserra assume comando do maior Batalhão da PMMT

Publicados

em

 

Tenente- coronel Hadassah Susannah Beserra Souza assumiu o comando do 3º Batalhão da Polícia Militar na tarde de sexta-feira (24.09). A solenidade de passagem de comando aconteceu na sede da unidade, no bairro CPA IV, em Cuiabá. A militar  é a primeira policial mulher  a comandar o maior batalhão da PMMT.

O ato solene foi presidido pelo comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis e pelo comandante do 1º Comando Regional de Cuiabá, coronel Esnaldo Moreira. Tenente-coronel Gilcimar Mendes Côrrea, que transferiu a função de comandante para a tenente-coronel Hadassah Susannah, estava sob o comando do 3º BPM desde que o então coronel Fernando Augustinho de Oliveira Galinho foi promovido, no início deste mês.

Coronel Fernando Augustinho de Oliveira Galinho ficou à frente do 3º Batalhão por mais de três anos. Ao se despedir, o oficial destacou o empenho da tropa, da parceria da unidade com a comunidade e dos relevantes índices de produtividade do maior batalhão da PM. “Aos nossos parceiros quero agradecer por confiarem na Polícia Militar. Nossos policiais são aguerridos e compromissados com a segurança pública. Continuem empenhados nesta missão para com a nova comandante tenente-coronel Hadassah”, disse o coronel Fernando.

Leia Também:  Inscrições para 7° Circuito Empreendedor de Alta Floresta estão abertas

A nova comandante do 3º Batalhão, tenente-coronel Hadassah Susannah, 38 anos, foi aluna da Escola Militar Tiradentes entre os anos de 1994 e 2000. A militar ingressou na PMMT em fevereiro de 2001. Nascida em Jauru, tenente-coronel Hadassah é formada no Curso de Oficiais da PMMT; graduada em Ciências Jurídicas- Direito pela Universidade de Cuiabá (UNIC); concluiu o curso de Operações Rotam (COR), curso de Polícia Judiciária Militar, curso de Instrutor de Tiro Policial.

Experiente, tenente-coronel Hadassah comandou a 2ª Companhia Independente da Polícia Militar do bairro Lixeira; da 6ª CIA PM Bosque da Saúde, coordenadora administrativa sistêmica do 10 º BPM, ajudante de ordem entre 2018 e 2017 da Casa Militar, Assessora Jurídica da PMMT, dentre outras funções.

O maior batalhão da PMMT, sediado no bairro CPA IV, em Cuiabá, faz parte do 1º Comando Regional e é responsável pelo policiamento ostensivo em 100 bairros e 9 comunidades rurais que somam cerca de 130 mil habitantes.  A estrutura desse batalhão é formada por 8 unidades: sede, sete companhias (Jardim Vitória, Três Barras, Pedregal, Moinho, Planalto, Planalto, Bosque da Saúde e CPA) e o Grupo de Apoio (GAP).

Leia Também:  Ações sociais da primeira-dama são ressaltadas por autoridades no 1º Encontro Regional com Líderes Comunitários

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA