Momento +

Flamengo x Fortaleza abrem a oitava rodada do Brasileirão a partir das 17 horas deste sábado no Maracanã em jogo com grande expectativa

Publicados

em

Flamengo e Fortaleza abrem a oitava rodada do Campeonato Brasileiro a partir das 17h deste sábado(05), em duelo a ser realizado no Maracanã.

Enquanto o Rubro-Negro volta ao Rio com seis pontos conquistados em dois jogos fora de casa. O  Tricolor, por sua vez, vem de uma derrota no Clássico-Rei (contra o Ceará).

A distância das equipes, hoje, é de três pontos – o Fla, que terá a volta de Gabilgol e Gerson  e o desfalque de Diego Alves (com Covid-19), está com 11 e, após bater o Bahia, entrou de vez na briga pelo topo. Mas o time de Rogério Ceni promete ser arrojado no Maracanã, sem priorizar o empate – ao menos é o que a preparação do Leão indica. A ver as emoções que estão reservadas.

Confira mais informações da partida entre Bahia x Flamengo:

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
​Data e horário: 5 de setembro de 2020, às 17H
​Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Árbitro de vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP)

Leia Também:  Caso de nepotismo entre Conselheiro substituto do TCE MT e Deputado estadual é denunciado pelo Observatório Social do Brasil

FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent)
Gabriel Batista; Isla, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia (Gerson) e Arrascaeta; Everton Ribeiro, Pedro Rocha e Gabigol.

Desfalques: Diego Alves, César (infectados com Covid-19), Bruno Henrique e João Lucas (lesionados)
Suspensos: 
Pendurados: Diego, Gerson e Gabigol

FORTALEZA (Técnico: Rogério Ceni)
​Felipe Alves; Gabriel Dias, Paulão, Quintero, Bruno Melo; Felipe, Juninho; David, Romarinho, Osvaldo e Wellington Paulista

Desfalques: Tinga e Jackson (lesionados) e Yuri César (força de contrato)
Suspensos: 
Pendurados: Felipe, Bruno Melo, Jackson e Paulão

PALPITES: Na redação do L!, 80% acreditam em vitória do Flamengo e 15%, em empate. O restante, mais 5%, em triunfo do Fortaleza.

 

Otavio Ventureli(da redação com lance)

Momento +

Caso de nepotismo entre Conselheiro substituto do TCE MT e Deputado estadual é denunciado pelo Observatório Social do Brasil

Publicados

em

O Observatório Social do Brasil denunciou um suposto caso de nepotismo cruzado entre o conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Moises Maciel e o deputado estadual Max Russi, primeiro-secretário da Assembleia Legislativa.

De acordo com a denúncia, eles teriam “trocado” contratações de pessoas próximas para que não configurasse vínculo no próprio gabinete.

Segundo a ONG, “a servidora Pamella Del Nery Ponce de Arruda possui uma relação íntima de amizade com o deputado Maxi Russi. A denúncia aponta que ela nomeada em 2 de maio de 2018 para exercer um cargo no gabinete de Moisés. Antes, a funcionária exercia função comissionada na primeira-secretaria do Legislativa.

Conforme documento protocolado na Ouvidoria Geral do TCE, no dia seguinte, 4 de maio, a esposa do conselheiro, Márcia Freitas Maciel, foi nomeada na função que Pamella deixou vaga na Assembleia Legislativa.

“Ambas as servidoras designadas/nomeadas o cuparam o mesmo cargo de Assessor da 1ª Secretaria, símbolo ASE II, lotada no Gabinete da 1ª Secretaria na AL/MT. É isso mesmo! Outro traço que comprova a reciprocidade é a data que ambas as servidoras foram nomeadas para os cargos. Pamella deixou o cargo na AL/MT, para ocupar o cargo no TCE/MT no Gabinete do Conselheiro Interino Moises Maciel, já Marcia entrou em exercício, um dia após, para ocupar o mesmo cargo de Pamella na AL/MT”, cita a denúncia.

Leia Também:  Timidamente chuvas em MT começam a amenizar o calor dos últimos dias e ajudar a combater as queimadas principalmente no pantanal

À época, quando questionada sobre a nomeação da esposa do conselheiro interino, “[…] Esclarece que a servidora Marcia Freitas Maciel presta serviço desde o dia 04/05/2018, e sua nomeação se deu por critério técnico, obedecendo com rigor as exigências legais. A indicação foi feita pelo deputado estadual Max Russi (PSB)”, disse a nota do Legislativo no período.

 Por fim, o Observatório pede que os fatos sejam apurados pela Corte de Contas e que seja instaurada sindicância ou processo administrativo disciplinar contra o conselheiro substituto envolvido. Também pedem que seja afastado, cautelarmente, da Corregedoria e também do julgamento de possíveis casos de nepotismo.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA