Momento +

Mauro Mendes diz a Ministro de Desenvolvimento que pretende desistir do VLT que seria construído na Capital para a Copa do Mundo 2014

Publicados

em

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, informou ao ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que deseja desistir do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) por conta do alto valor envolvido na retomada das obras e substituí-lo pelo BRT (sigla em inglês Bus Rapid Transit).

Apesar do governo não se manifestar oficialmente sobre o assunto, a reportagem apurou que Mendes já deixou claro ao ministro sua insatisfação com o modal e com a herança corrupta deixada por governos anteriores.

Na última segunda-feira (31/8), o ministro Rogério Marinho esteve em Cuiabá para a inauguração de 716 moradias a famílias de baixa renda das cidades de Várzea Grande e Cuiabá. Durante o encontro, o governador externou  ao ministro e a outros correligionários que pretende devolver os vagões das empresas em troca do valor que foi pago por eles.

Na conversa, o ministro alertou que não tem como mudar o modal dentro do mesmo projeto. De modo que o governador teria que continuar pagando o VLT e abrir outra negociação de empréstimo com a Caixa Econômica Federal para construir o espaço de passagem do BRT onde seriam construídos os trilhos do VLT.

Leia Também:  Corpo do vice-prefeito "Dito Pinga" que faleceu nesta quarta de covid19 após quatro dias internado deverá ser sepultado nesta quinta(17)

Mauro Mendes explicou que a decisão pelo VLT foi incorreta desde o início e que a continuidade das obras seria uma forma de coroar um dos maiores escândalos de corrupção de Mato Grosso, liderados pelo ex-governador Silval Barbosa.

Quando o assunto é VLT, o governador Mauro Mendes afirma formalmente apenas o que tem repetido desde o início do mandato, que “não há nada resolvido sobre o assunto”. A interlocutores o ministro Marinho admitiu que a possibilidade da substituição pelo BRT também está sendo discutida. A comissão criada para atuar em Brasília, que ficou encarregada de construir estudos de viabilidade, já apresentou resultados ao governador.

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Momento +

Baixaria continua: Advogado Cleverson Contó divulga audio no qual uma mulher acusadora de agressão desmente que tenha sido agredida pelo profissional

Publicados

em

O advogado Cleverson Contó(foto) divulgou, nesta sexta-feira (18), áudios em que a Influencer Digital Mariana Vidotto supostamente nega ter sofrido as agressões das quais o acusa.

Nos áudios, que teriam sido trocados entre Mariana e o advogado, os dois também conversam sobre vídeos íntimos do casal que Contó teria se recusado a gravar.

Em um dos áudios, a Influencer Digital supostamente chega a dizer que muitas pessoas tem a procurado para esclarecer se Contó teria ou não cometido agressões físicas contra ela.

“É óbvio que as pessoas estão me perguntando “ele te bateu?”, “ele fez alguma coisa?”, “ele já te deu um soco?”, não. Você não fez isso comigo”, diz trecho do arquivo.

Em outro momento, Mariana e Cleverson conversam sobre vídeos íntimos que a blogueira teria pedido para o advogado gravar. Contó relembra que, mesmo sob insistência da ex-namorada, ele teria se recusado a fazer as gravações.

Mariana argumenta que teria ficado sabendo de vídeos íntimos entre Cleverson e Laryssa Morais, médica que também acusa o advogado de violência doméstica. O advogado, no entanto, rebate.

Leia Também:  Partidos politicos de Lucas do Rio Verde MT promoveram convenções na noite desta quarta(16) que indicaram candidatos a Prefeitos e Vices

Mariana, esquece isso. Depois que aconteceu todos os rolos, todos os vídeos que eu tinha, eu apaguei. Da última vez que a gente ficou, eu fiz questão de apagar assim que terminamos. Antes de tomar banho, eu apaguei os vídeos”, afirma.

Em seguida, a blogueira supostamente confirma que Cleverson teria apagado as imagens.

O caso

As agressões que teriam sido praticadas por Cleverson Contó ganharam as manchetes após Mariana Vidotto e um grupo de mulheres virem a público narrar a violência sofrida durante os relacionamentos que mantiveram com o advogado.

Em sua conta no Instagram, Mariana contou que chegou a perder cerca de nove quilos durante o relacionamento e que, no início do ano, Cleverson entrou com um processo contra ela com uma multa de R$ 20 mil caso ela dissesse algo sobre ele.

Outra vítima que ganhou destaque no caso foi a médica Laryssa Moraes que chegou a relatar, também no Instagram, que as agressões ela teria sofrido foram tão brutais que resultaram em um nariz quebrado e em retinas deslocadas. Cleverson também teria tentado estuprá-la com um pen-drive.

Leia Também:  Justiça proibe que advogado Cleverson Contó acusado de agredir mulheres se aproxime a menos de 500 metros de empresária

Já a defesa do advogado Cleverson Campos Contó, representada por Eduardo Mahon, alega que Cleverson estaria sendo alvo de extorsão por parte das vítimas.

Mahon argumentou que não existem exames ou prontuários médicos apontando as agressões que foram relatadas pela médica Laryssa Moraes e a influencer digital Mariana Vidotto. Segundo a defesa, Mariana teria exigido R$ 500 mil para retirar as acusações contra Contó.

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA