Momento +

Governador Mauro Mendes faz pedido formal ao vice Otaviano Pivetta que atende e desiste de concorrer ao Senado na eleição suplementar

Publicados

em

O governador Mauro Mendes confirmou que fez um pedido formal ao seu vice, Otaviano Pivetta, para que ele permanecesse ao seu lado no governo.

O pedido foi feito durante uma reunião, na  manhã desta quarta-feira (02), em que participaram apenas os dois mandatários do Estado.

“Apresentei para ele um pedido formal para que continue no governo. Fizemos até agora um trabalho grande para consertar o Estado, e Mato Grosso começa a viver agora uma nova realidade, que ele ajudou a construir”, disse o governador.

Mauro Mendes defendeu a permanência de Pivetta, lembrando que os dois participaram do projeto de eleição do então governador Pedro Taques, “que lamentavelmente não teria dado certo e agora nós dois estamos juntos para consertar o Estado e estamos dando grandes passos nessa direção”.

“Estamos construindo juntos um novo caminho que vai dar muitos resultados para Mato Grosso. É uma nova história. Nosso Estado vai viver nos próximos anos um novo momento, com grandes investimentos e resultados para o cidadão, para a sociedade, em todas as áreas. Não só na infraestrutura, mas na saúde, no social, na educação. O que vai acontecer em Mato Grosso, como poucos estados brasileiros vão experimentar”, defendeu.

Leia Também:  Secretaria de Educação de Sinop MT promoveu nesta quinta(19) Seminário Estadual da Busca Ativa Escolar em parceria coma UNICEF

O governador ainda destacou que Pivetta é um ótimo companheiro de jornada, que trabalha pensando no bem da sociedade, do cidadão, em entregar serviços melhores. Ele tem desenvolvido um trabalho fundamental na infraestrutura e na educação e será primordial a sua permanência no governo.

Atendeu ao pedido de Mendes

O vice-governador, Otaviano Pivetta (PDT), oficializou a retirada da sua candidatura ao Senado. O anúncio foi feito por meio de uma postagem em seu perfil pessoal de uma rede social, na noite desta quarta-feira (2).

“Comunico que retirei minha pré-candidatura ao Senado. A batalha só vale a pena quando o objetivo é mais nobre do que a tarefa que estamos realizando”, disse Pivetta em nota.

A desistência foi um pedido do governador Mauro Mendes (DEM), feito durante reunião no período da manhã, no Palácio Paiáguas.

“Apresentei para ele um pedido formal para que continue no governo. Fizemos até agora um trabalho grande para consertar o Estado, e Mato Grosso começa a viver agora uma nova realidade, que ele ajudou a construir”, explicou o chefe do Executivo.

Leia Também:  Em seis anos renda média de caminhoneiros caiu 11% aponta estudo da Universidade Federal de Sergipe divulgado esta semana

Veja nota completa

Prezados amigos, comunico que retirei minha pré-candidatura ao Senado. A batalha só vale a pena quando o objetivo é mais nobre do que a tarefa que estamos realizando. Hoje me convenci que consertar MT da maneira que estamos fazendo é o melhor que posso para esse momento. Obrigado a todos que acenaram com a confiança e apoio ao meu nome.

 

Otavio Ventureli(com assessoria)

Momento +

Tão comuns nos tempos atuais comentários de ódio postados em redes sociais afetam psicologicamente as pessoas afirmam espacialistas

Publicados

em

Viver conectado é quase uma necessidade nos dias atuais. Quase não há mais separação do mundo virtual para o real. Estamos conectados 24 horas por dia.

A internet tornou-se uma ferramenta essencial para a maior parte da população. É um espaço democrático, onde podemos expressar opiniões.

Mas, também se tornou um local de ataques e disseminação de ódio. Quem faz comentários maldosos na internet são chamados de ‘haters’.

O ‘hate’ é um termo em inglês que na linguagem tecnológica significa “pessoa que posta mensagem de ódio na internet”. Podendo ser para uma pessoa específica ou um grupo.

O ódio sempre foi um sentimento existente. Porém, ele foi potencializado com a chegada e popularização da internet, principalmente, no Brasil.

Os ataques virtuais têm se tornado cada vez mais frequentes. Qualquer pessoa está passiva a esse tipo de ato. Entre os principais alvos dos haters, estão às pessoas públicas.

A Dra. Crhisttiane. psicóloga explicou o por que às pessoas estão com um comportamento cada vez mais agressivo na internet.

Leia Também:  Conselho Estadual MT de Desenvolvimento Econômico aprova mais de 500 milhões para Empresários e Produtores rurais via FCO

Para a especialista Christiane Bianchi, a conduta “pode ser pelo fato delas se sentirem impotente e com uma necessidade de se imporem sobre as outras pessoas”.

Conforme a psicóloga, as pessoas entendem que devemos ter um bom comportamento apenas no offline, ou seja, fora da internet, na vida real.

“Já estamos acostumados com a ideia de que nosso comportamento deve obedecer às regras sociais no presencial. Mas, ainda tem muitas pessoas que não perceberam que as regras também valem para as redes sociais”, afirmou a psicóloga.

Para Cristiane Bianchi, as redes sociais acabam encorajando as pessoas em posições extremas, a se sentirem mais confiantes para expressarem o que pensam, o que pode afetar gravemente o psicológico para quem é dirigido os comentários de ódio.

“Quando o indivíduo tem interação com o cyberbullying, os danos à saúde mental são muito graves”.

Há leis que punem o Cyberbullying no Brasil. Termo que define a prática do bullying nas redes sociais. O artigo 147-A da Lei 14,132 de 2021  diz que “perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade” é crime de assédio on-line, com pena de reclusão de seis (06)  meses a dois (02) anos.

Leia Também:  Em seis anos renda média de caminhoneiros caiu 11% aponta estudo da Universidade Federal de Sergipe divulgado esta semana

Todos nós podemos ser um hater. Discordar de uma publicação ou comentário com outro comentário maldoso é estar disseminando ódio na internet.

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA