Momento +

Governador de MT Mauro Mendes volta a tecer críticas ao Prefeito Emanuel Pinheiro e pergunta: “O que ele fêz quando roubou dinheiro público?”

Publicados

em

O Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, rebateu  a crítica feita pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, de que o chefe do executivo estadual teria traído a população do Estado com a troca do veículo leve sobre trilhos (VLT) pelo Bus Rapid Transit (BRT).

O chefe do Executivo estadual questionou o que Emanuel Pinheiro fez “quando roubou dinheiro público”, citando período em que o emedebista foi presidente da comissão do modal na Assembleia Legislativa.

“O prefeito Emanuel Pinheiro era presidente da comissão que acompanhava as obras da Copa. O que ele fez quando fraudou, quando roubou dinheiro público quando era presidente? O que ele fez quando falsificaram um laudo para mudar de BRT para VLT?”, questionou Mendes.

Segundo Mendes, Emanuel não representa a opinião da maioria da população mato-grossense no que diz respeito à troca de modal. “Ele não fala em nome do povo de Mato Grosso. Ele é prefeito de Cuiabá. Nós respeitamos isso. A opinião dele não é opinião da maioria do povo de Mato Grosso”.

Leia Também:  Governo de Mato Grosso recebeu nesta quarta 21 mil doses de vacina da AstraZeneca que serão destinadas a idosos entre 80 e 89 anos

Inimigos políticos, os gestores têm trocado acusações e elevado a discussão em torno da troca do modal para a esfera judicial. O novo conflito entre as lideranças teve início quando Mendes anunciou, no fim de dezembro de 2020, que colocaria fim ao VLT em virtude da adesão ao BRT. Desde então, Pinheiro tem criticado o gestor pela mudança, uma vez que a troca teria sido determinada sem consulta aos municípios envolvidos e a população.

Novo episódio da disputa foi acrescentado na última semana, quando Pinheiro apontou que não acataria determinação do governador para que a frota de ônibus da Capital não fosse renovada, sob justificativa de estudo do BRT em Cuiabá. Questionado sobre a postura do prefeito, Mendes disse que a decisão do gestor não “atrapalha em nada”.

“Isso não atrapalha em nada e, lá na frente, se isso trouxer alguma implicação, certamente a Justiça, o Ministério Público, vai responsabilizar quem toma decisões inadequadas alertado para tal. Isso é como se fosse uma notificação recomendatória”, disse o governador.

Leia Também:  Deputado estadual Maxi Russi é eleito Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso na noite desta terça-feira(23) após decisão do STF

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento +

De mau gosto: Rapaz de 21 anos simula assalto a amigos PM está no local e dispara contra o jovem que é atingido; Corregedoria vai apurar

Publicados

em

Um rapaz de 21 anos levou um tiro no maxilar(foto) no começo da noite de quarta-feira (24), após usar uma arma de brinquedo para assustar os amigos, em um comércio na avenida Ulisses Pompeu de Campos, em Várzea Grande. Um policial que estava no local flagrou a cena, acreditou que se tratava de um roubo, reagiu e atirou contra o rapaz.

De acordo com as informações divulgadas pela Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam), o caso foi registrado por volta das 19h30 em uma oficina mecânica.

Testemunha contou que um homem chegou no local portando um arma de fogo e que tentou enquadrar um dos funcionários. Mas, um cliente que estava fazendo manutenção no veículo particular, na verdade era um policial, que teria se identificado e pediu para o homem soltar a arma.

Testemunhas contaram que o policial chegou a gritar “Polícia, largue a arma!”, mas o rapaz não soltou. Consta no boletim de ocorrência que o jovem “continuou se aproximando, inclusive ciclando a pistola que estava em suas mãos”.

Leia Também:  Covid-19: mortes somam mais de 247 mil e casos, quase 10,2 milhões

Diante do risco, o policial disparou um tiro contra o então suspeito, que caiu ferido no local. Arma falsa Enquanto a ocorrência estava em andamento, Guarda Municipal ouviu o tiro e compareceu no lugar para dar apoio.

Já com a vítima no chão, policiais constataram que se tratava de um simulacro de arma de fogo. Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e o rapaz encaminhado para uma unidade médica com um ferimento na região do maxilar.

O estado dele é grave, mas estável. A PM informou que ele não corre risco de morte. A Corregedoria da PM foi informada do caso, bem como os comandantes da Rotam e a Polícia Civil.

Um irmão da vítima esteve na ocorrência e contou que o rapaz encontrou o simulacro na rua, na parte da manhã. Ele tinha dito para o irmão se desfazer do objeto, o que não ocorreu.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria e GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA