Momento +

Governo cria força-tarefa para regularizar cadastros de servidores inativos e pensionistas do Estado

Publicados

em

O Mato Grosso Previdência (MT Prev), as Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Educação (Seduc), e a Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) firmaram uma força-tarefa para regularizar os cadastros de servidores inativos e pensionistas do Estado. A medida foi instituída por meio da Portaria Conjunta 01/2021 publicada no Diário Oficial desta terça-feira (20.07).

Dos 37.184 servidores convocados para o Censo Previdenciário, 4.743 ainda não concluíram o recadastramento ou precisam sanar alguma pendência documental. A pendência de documentos ou a ausência de realização do recenseamento acarretará na suspensão do pagamento na folha salarial de agosto e permanecerá de igual modo até a completa regularização do recadastramento.

Conforme o presidente do MT Prev em exercício, Érico Almeida, as respectivas secretarias e o Comando Geral da Polícia Militar são os órgãos de origem da maioria dos aposentados e pensionistas do Estado, o que pode facilitar a atuação dessa ação conjunta.

“O Censo Previdenciário começou em dezembro de 2020 e foi amplamente divulgado na televisão, no rádio e na internet por meio de campanha publicitária, matérias e entrevistas, além de e-mails, SMS, apoio de sindicatos e associações pedagógicas. Entretanto, queremos esgotar todas as possibilidades antes de realizar o bloqueio do pagamento”, salientou o presidente.

Leia Também:  Várzea Grande será o primeiro município a implantar o Balcão Único, programa que simplifica abertura de empresas

O titular da Seplag, Basílio Bezerra, destaca que essa é mais uma ação do Governo para evitar a suspensão do pagamento destes aposentados e pensionistas. “Fizemos essa portaria para intensificar todos os meios e caminhos para impedir o corte de salário dessas pessoas, que por algum motivo não fizeram ou não concluíram o Censo Previdenciário. Os comandos regionais da Polícia Militar e a Seduc auxiliarão nesse sentido, na tentativa de localizar esses servidores”, afirmou.

Confira aqui a lista dos aposentados e pensionistas em situação irregular.

RECADASTRAMENTO

Para realizar o procedimento, o beneficiário deverá acessar o site www.mtprev.mt.gov.br, informar o CPF, clicar na opção “Censo Online” e anexar os documentos obrigatórios digitalizados. Clique aqui para conferir a documentação necessária.

Em caso de dúvidas ou dificuldades no cadastro, além do telefone do MT Prev (65 3363-5300), há um WhatsApp exclusivo para receber mensagens sobre o Censo: (65) 9 9959-0350 e o e-mail [email protected]

Fonte: GOV MT

 

Momento +

Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) realiza palestra em Colniza sobre a importância das Unidades de Conservação

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) promoveu uma palestra em Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá) com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância das Unidades de Conservação da região, e alertar sobre a necessidade do cumprimento da legislação ambiental. O evento aconteceu na última terça-feira (26.07), no salão da igreja do Distrito Guariba.

O evento também explicou as consequências jurídicas, administrativas e sociais aos causadores de danos às áreas protegidas. Participaram proprietários rurais, donos de serrarias e moradores de comunidades tradicionais da região do Distrito Guariba.

Na ocasião, o tenente-coronel Querubino Soares, apresentou o trabalho desempenhado pela Sema no combate ao desmatamento ilegal. “A conscientização também é uma parte importante do combate aos crimes ambientais. O mais importante foi esclarecer que a Sema, a Polícia Militar, e a Funai são parceiras da sociedade e apoiam o desenvolvimento econômico com a devida responsabilidade social e ambiental, pensando sobretudo no bem estar das presentes e  futuras gerações”, explica.

Através do monitoramento da vegetação por satélite de alta precisão, o sistema Planet, os agentes conseguem flagrar os danos ambientais causados em tempo real.  As equipes integradas, com apoio das forças policiais, vão ao local onde é identificado o desmatamento por satélite e apreendem maquinários, embargam áreas, aplicam multas e iniciam o processo de responsabilização do infrator.

Leia Também:  Governo publica licitação para concluir pavimentação entre os distritos de Mimoso e São Lourenço de Fátima

O coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai), Jair Condor, também participou da palestra e relatou sobre o trabalho desenvolvido pela instituição ao proteger o meio ambiente, garante um habitat seguro aos índios que vivem isolados na região. A Reserva Extrativista Guariba Roosevelt está localizada próxima à terra indígena Kawahiva, do Rio Pardo. A parceria entre a Sema e a Funai é de extrema relevância para o controle e o monitoramento dessas áreas, para que a proteção etnoambiental seja feita de maneira eficaz.

Unidades de Conservação

A região possui quatro Unidades de Conservação. As Estações Ecológicas, Rio Roosevelt e Rio Madeirinha são áreas de proteção integral. Já o Parque Estadual Tucumã e a Reserva Extrativista Guariba Roosevelt são de uso sustentável. Colniza é a cidade de Mato Grosso que possui o maior índice de desmatamento ilegal.

Operação Amazônia

A Operação Amazônia intensifica as ações de fiscalização de crimes ambientais com o reforço das forças de Segurança, o monitoramento em tempo real por satélite de todo o território de Mato Grosso, o embargo de áreas, a apreensão e remoção de maquinários flagrados em uso para o crime, e a responsabilização de infratores.
Integram a iniciativa as Secretarias de Estado de Meio Ambiente, de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), Ministério Público Federal (MPF) e Ibama.

Leia Também:  Empossado há menos de quatro meses, deputado Gilberto Cattani apresenta 65 proposições

Denúncias

O desmatamento ilegal e outros crimes ambientais podem ser denunciados por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838.

Orientação de Lorena Bruschi

Fonte: GOV MT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA