Momento +

Governo licita serviços de manutenção de 190 km da MT-322 na Região Araguaia; a intenção é que seja contratada uma empresa que possa realizar a manutenção rotineira na rodovia

Publicados

em

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), deu início ao processo licitatório para a contratação de empresa de engenharia para execução dos serviços necessários para manutenção/conservação da rodovia não pavimentada MT-322, na Região Araguaia de Mato Grosso.

Os serviços serão executados em uma extensão de 190,3 quilômetros no trecho que vai do entroncamento da BR-158 ao entroncamento da MT-437, entre as cidades de Bom Jesus do Araguaia e São José do Xingu. Esse trecho é de grande importância para o tráfego de veículos pesados que realizam o escoamento da produção do agronegócio da região, já que é uma rota alternativa à BR-158, também não pavimentada.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a intenção é que seja contratada uma empresa que possa realizar a manutenção rotineira na rodovia, através de um Plano Anual de Trabalho e Orçamento (PATO).  O objetivo é manter as condições de trafegabilidade da rodovia, especialmente durante o período chuvoso.

Leia Também:  Três são presos em flagrante e pontos do tráfico são desarticulados durante operação em Campos de Júlio

Entres os serviços a serem realizados estão a limpeza de faixa de domínio, controle de vegetação, limpeza e conservação de drenagem, terraplanagem, obras complementares e sinalização, por exemplo, que devem ser executados em todos os 190 quilômetros da MT-322.

“Com a realização desses serviços vamos garantir condições de trafegabilidade nessa rodovia, que é alvo de muitas reclamações durante o período chuvoso. Nesse trecho, investimos em manutenção durante o período da seca, mas basta chover que piora a qualidade da rodovia, pois o tráfego por essa estrada é pesado. Por ali passam caminhões e carretas carregados e que não deveriam transitar pela estrada com chuva. Por isso, estamos contratando uma empresa que atuará especificamente para melhorar a trafegabilidade da MT-322”, disse.

A licitação para a contratação dos serviços para manutenção/conservação é na modalidade Regime Diferenciado de Contratação (RDC), do tipo menor preço.  Ao todo, 11 empresas interessadas apresentaram propostas, sendo que o valor mais baixo ofertado pelas interessadas durante a etapa de lances foi de R$ 10,4 milhões.

Leia Também:  Nico e Lau voltam ao palco do Teatro Zulmira em primeiro show presencial

Esse montante representa um desconto de 36,19% em relação ao estimado pelo Estado à contratação, no valor de R$ 16,4 milhões. “Já avançamos na licitação com a abertura de propostas, que demonstrou uma importante economia para o Estado. Agora vamos para a etapa de habilitação, em que a empresa que ofereceu menor lance vai apresentar os documentos. Esperamos concluir a licitação ainda neste mês de agosto”, afirmou o secretário.

Já a respeito de eventual pavimentação da rodovia, o secretário lembrou que se trata de uma rodovia que cruza áreas das reservas indígenas Maraiwatsede e do Parque do Xingu e que  existe um projeto de engenharia que foi contratado pelo Estado no ano de 2010. No entanto, o mesmo já se encontra defasado, sendo necessária sua revisão e adequação, além dos respectivos licenciamentos necessários, de órgãos como a Fundação Nacional do Índio (Funai) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Momento +

Tenente- coronel Hadassah Beserra assume comando do maior Batalhão da PMMT

Publicados

em

 

Tenente- coronel Hadassah Susannah Beserra Souza assumiu o comando do 3º Batalhão da Polícia Militar na tarde de sexta-feira (24.09). A solenidade de passagem de comando aconteceu na sede da unidade, no bairro CPA IV, em Cuiabá. A militar  é a primeira policial mulher  a comandar o maior batalhão da PMMT.

O ato solene foi presidido pelo comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis e pelo comandante do 1º Comando Regional de Cuiabá, coronel Esnaldo Moreira. Tenente-coronel Gilcimar Mendes Côrrea, que transferiu a função de comandante para a tenente-coronel Hadassah Susannah, estava sob o comando do 3º BPM desde que o então coronel Fernando Augustinho de Oliveira Galinho foi promovido, no início deste mês.

Coronel Fernando Augustinho de Oliveira Galinho ficou à frente do 3º Batalhão por mais de três anos. Ao se despedir, o oficial destacou o empenho da tropa, da parceria da unidade com a comunidade e dos relevantes índices de produtividade do maior batalhão da PM. “Aos nossos parceiros quero agradecer por confiarem na Polícia Militar. Nossos policiais são aguerridos e compromissados com a segurança pública. Continuem empenhados nesta missão para com a nova comandante tenente-coronel Hadassah”, disse o coronel Fernando.

Leia Também:  Assembleia Legislativa de Mato Grosso aprova em 1ª votação projeto que cria Programa estadual de prevenção a incêndios florestais

A nova comandante do 3º Batalhão, tenente-coronel Hadassah Susannah, 38 anos, foi aluna da Escola Militar Tiradentes entre os anos de 1994 e 2000. A militar ingressou na PMMT em fevereiro de 2001. Nascida em Jauru, tenente-coronel Hadassah é formada no Curso de Oficiais da PMMT; graduada em Ciências Jurídicas- Direito pela Universidade de Cuiabá (UNIC); concluiu o curso de Operações Rotam (COR), curso de Polícia Judiciária Militar, curso de Instrutor de Tiro Policial.

Experiente, tenente-coronel Hadassah comandou a 2ª Companhia Independente da Polícia Militar do bairro Lixeira; da 6ª CIA PM Bosque da Saúde, coordenadora administrativa sistêmica do 10 º BPM, ajudante de ordem entre 2018 e 2017 da Casa Militar, Assessora Jurídica da PMMT, dentre outras funções.

O maior batalhão da PMMT, sediado no bairro CPA IV, em Cuiabá, faz parte do 1º Comando Regional e é responsável pelo policiamento ostensivo em 100 bairros e 9 comunidades rurais que somam cerca de 130 mil habitantes.  A estrutura desse batalhão é formada por 8 unidades: sede, sete companhias (Jardim Vitória, Três Barras, Pedregal, Moinho, Planalto, Planalto, Bosque da Saúde e CPA) e o Grupo de Apoio (GAP).

Leia Também:  Bolsa de Formação Musical: Projeto cria bolsa para jovens de baixa renda estudarem música

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA