Momento +

Mãe de adolescente assassinada no Alpahville quer ação contra família de atiradora por fraude processual e prevaricação

Publicados

em

Mãe da vítima de homicídio no condomínio Alphaville, em Cuiabá, Patrícia Hellen Guimarães Ramos(foto) enviou notícia de crime e de ato infracional aos membros da 12ª Promotoria de Justiça Criminal e da 18ª Promotoria da Infância e Juventude da Comarca de Cuiabá.

O procedimento impetrado na segunda-feira (31) mira quatro membros da família Cestari, um delegado, dois policiais civis e um militar que estiveram na cena do homicídio de Isabele Guimarães Ramos, 14, no Condomínio Alphaville, em Cuiabá.

Documento assinado ainda pelo advogado Hélio Nishiyama, que atua em nome de Patrícia Hellen, noticia possíveis crimes de fraude processual, prevaricação e advocacia administrativa.

O empresário Marcelo Martins Cestari, a esposa dele, Gaby Cestari, e os 2 filhos adolescentes de 14 anos, inclusive a autora do disparo, são acusados da fraude processual.

O delegado Olimpio da Cunha Fernandes, os investigadores da Polícia Civil Leandro Livinali Ecco e Mario Jose Leite dos Santos, além do policial militar Fernando Raphael Ferreira, são os outros nomes arrolados.

A prática de fraude processual pelos membros da família Cestari supostamente Inicia-se com a ligação para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), quando a ocorrência de disparo de arma de fogo é negada.

Leia Também:  Ipem-MT confisca mais de 600 extintores de incêndio com irregularidades

Em seguida, passa-se pela remoção da arma de fogo usada na morte da vítima e do respectivo estojo de munição, bem como pela troca de roupa da adolescente que estava com a arma. Por fim, chega-se ao momento em que um morador da residência tenta impedir a entrada da Polícia Militar ao condomínio Alphaville.

“A análise do conjunto probatório revela que as condutas foram concatenadas, sequenciadas, parte de um todo, cuja finalidade era mascarar as circunstâncias da morte”, afirma documento.

O delgado Olimpio, por sua vez, é acusado de prevaricação por supostamente ter agido com omissão na condução da investigação quanto às diligências de local de crime. Conforme a notícia crime, o membro da Polícia Civil “preocupou-se, em princípio, apenas e tão somente em agradar emocionalmente à adolescente infratora e olvidou-se, por completo, do sofrimento da genitora da vítima”.

Os investigadores da Polícia Civil Leandro Livinali Ecco e Mario Jose Leite dos Santos, e o policial militar Fernando Raphael Ferreira teriam cometido, em tese, o crime de advocacia administrativa. Os nomes são acusados de, quando presentes na residência da família Cestari, na data dos fatos, , valendo-se do cargo público, prestaram auxílio.

Leia Também:  Assembleia Legislativa de Mato Grosso confirma que as sessões plenárias serão mantidas as quartas-feiras durante período eleitoral

 

Otavio Ventureli(com olhardireto.)

Momento +

Palmeiras cria pouco empata com Guaraní no Defensores Del Chaco em Assunção e adia classificação às oitavas da Libertadores

Publicados

em

O Palmeiras terá de esperar mais um pouco para confirmar sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores.

O Verdão empatou em 0 a 0 com o Guaraní do Paraguai, nesta quarta-feira(23), em Assunção, e só precisa de um ponto nos dois próximos jogos para avançar na competição.

O duelo disputado no Defensores Del Chaco foi de poucas chances, muito físico e com menos técnica do que o time de Vanderlei Luxemburgo poderia oferecer. Valeu, porém, para manter a invencibilidade na Libertadores e dar mais um passo rumo à vaga.

O empate leva o Palmeiras aos 10 pontos, na liderança do Grupo B. O Guaraní vai a sete, em segundo lugar. O Verdão abriu seis pontos do Bolívar, que tem quatro, e também tem vantagem no saldo de gols (5 dos brasileiros, -1 dos bolivianos).

Jogando no “quintal de casa”, o paraguaio Gustavo Gómez foi mais uma vez destaque por sua segurança na defesa. Ele travou um chute de Florentín que poderia terminar em gol do Guaraní, no primeiro tempo, e outro de Merlini na segunda etapa, também em lance perigoso. O zagueiro continua em grande fase.

Leia Também:  Referindo-se as queimadas no Pantanal Mauro Mendes afirma nesta segunda(21) que "o País é vítima de uma orquestrada campanha internacional"

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA