Momento +

Mulheres no crime: Açao da Polícia Civil de Sinop MT prende mulher envolvida em roubo de carro com placas de Água Boa MT e Florianópolis

Publicados

em

Um automóvel roubado em Cuiabá foi recuperado pela Polícia Civil, na manhã deste domingo (13) em Sinop MT, durante investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

Na ação uma mulher de 29 anos foi presa por receptação e conduzida à Delegacia.

Os policiais civis realizavam diligências na região do bairro Jardim Millão II, quando avistaram um veículo Prisma com placa da cidade de Água Boa MT, estacionado em via pública. Ao realizar a checagem do carro foi constatado que a numeração da placa era referente a um automóvel do mesmo modelo, porém com placa de Florianópolis (SC).

Diante dos fatos foi realizada uma minuciosa pesquisa por meio do sistema de banco de dados e verificado que o automóvel estacionado possuía registro de roubo ocorrido em Cuiabá, no mês de novembro de 2016.

Em seguida foi batido palma na frente da residência onde o veículo estava estacionado, momento em que a condutora atendeu a equipe. Ao ser perguntada sobre a procedência do Prisma, ela contou que sua mãe havia adquirido o carro há cerca de 1 ano.

Leia Também:  O ministério público investiga possíveis fraudes na vacinação contra a covid-19 em várias cidades do país; Lucas do Rio Verde faz parte delas

Na ocasião, a mulher não apresentou o documento de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Ato contínuo a mesma foi conduzida à Derf-Sinop e o veículo apreendido. Ela foi ouvida e poderá responder ao inquérito instaurado pelo crime de receptação.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria e hiper)

Momento +

Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) realiza palestra em Colniza sobre a importância das Unidades de Conservação

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) promoveu uma palestra em Colniza (1.022 quilômetros de Cuiabá) com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância das Unidades de Conservação da região, e alertar sobre a necessidade do cumprimento da legislação ambiental. O evento aconteceu na última terça-feira (26.07), no salão da igreja do Distrito Guariba.

O evento também explicou as consequências jurídicas, administrativas e sociais aos causadores de danos às áreas protegidas. Participaram proprietários rurais, donos de serrarias e moradores de comunidades tradicionais da região do Distrito Guariba.

Na ocasião, o tenente-coronel Querubino Soares, apresentou o trabalho desempenhado pela Sema no combate ao desmatamento ilegal. “A conscientização também é uma parte importante do combate aos crimes ambientais. O mais importante foi esclarecer que a Sema, a Polícia Militar, e a Funai são parceiras da sociedade e apoiam o desenvolvimento econômico com a devida responsabilidade social e ambiental, pensando sobretudo no bem estar das presentes e  futuras gerações”, explica.

Através do monitoramento da vegetação por satélite de alta precisão, o sistema Planet, os agentes conseguem flagrar os danos ambientais causados em tempo real.  As equipes integradas, com apoio das forças policiais, vão ao local onde é identificado o desmatamento por satélite e apreendem maquinários, embargam áreas, aplicam multas e iniciam o processo de responsabilização do infrator.

Leia Também:  Empregado que se recusar a tomar vacina contra a Covid-19, pode ser demitido por justa causa

O coordenador da Fundação Nacional do Índio (Funai), Jair Condor, também participou da palestra e relatou sobre o trabalho desenvolvido pela instituição ao proteger o meio ambiente, garante um habitat seguro aos índios que vivem isolados na região. A Reserva Extrativista Guariba Roosevelt está localizada próxima à terra indígena Kawahiva, do Rio Pardo. A parceria entre a Sema e a Funai é de extrema relevância para o controle e o monitoramento dessas áreas, para que a proteção etnoambiental seja feita de maneira eficaz.

Unidades de Conservação

A região possui quatro Unidades de Conservação. As Estações Ecológicas, Rio Roosevelt e Rio Madeirinha são áreas de proteção integral. Já o Parque Estadual Tucumã e a Reserva Extrativista Guariba Roosevelt são de uso sustentável. Colniza é a cidade de Mato Grosso que possui o maior índice de desmatamento ilegal.

Operação Amazônia

A Operação Amazônia intensifica as ações de fiscalização de crimes ambientais com o reforço das forças de Segurança, o monitoramento em tempo real por satélite de todo o território de Mato Grosso, o embargo de áreas, a apreensão e remoção de maquinários flagrados em uso para o crime, e a responsabilização de infratores.
Integram a iniciativa as Secretarias de Estado de Meio Ambiente, de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), Ministério Público Federal (MPF) e Ibama.

Leia Também:  Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) e Prefeitura inauguram novo prédio da Escola Técnica de Lucas do Rio Verde

Denúncias

O desmatamento ilegal e outros crimes ambientais podem ser denunciados por meio da Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838.

Orientação de Lorena Bruschi

Fonte: GOV MT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA