Momento +

Nova chance contra a Covid-19: Kalil defende liberar vacina para crianças e Várzea Grande realiza o 2° Plantão extra

Publicados

em

 

NO PRÓXIMO SÁBADO, 06 DE AGOSTO, NA ESCOLA ADALGISA DE BARROS E NO GINÁSIO DO FIOTÃO ACONTECE VACINAÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

A Prefeitura de Várzea Grande através da Secretaria Municipal de Saúde, realiza o 2º Plantão Extra/Vacina VG, no próximo sábado, 6 de agosto, mas desta vez em dois locais distintos, na Escola Estadual Adalgisa de Barros na Avenida Filinto Mueller, para crianças de 5 a 11 anos e no Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o Fiotão, para o público-alvo de 12 anos acima.

“Queremos e vamos avançar ainda mais na imunização de toda nossa população, pois o número de casos vem aumentando gradativamente e felizmente com menor gravidade”, disse o prefeito Kalil Baracat, cobrando do Governo Federal a liberação de novos lotes de vacina principalmente a CoronaVac/Butantan que foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, para crianças de 3 anos acima.

Para o público-alvo de 5 a 11 anos na Escola Estadual Adalgisa de Barros estarão disponíveis a 1ª e 2ª doses. Já para aqueles com 12 anos acima, que serão vacinados no Ginásio Fiotão, estarão disponíveis a quatro doses já autorizadas até o momento desde o início da campanha de vacinação iniciada em 2021, lembrando que a quarta doses somente para pessoas com 40 anos ou acima e com o intervalo de quatro meses ou 120 dias após ter recebido a terceira dose.

Leia Também:  Programa Sementes do Bem instituído pela Prefeitura de Várzea Grande MT incentiva população a colaborar com a arborização da Cidade

Segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, na medida em que fique comprovado a necessidade de outras medidas, como o Plantão Extra – Vacina VG, para atender aqueles que trabalham ou tem dificuldades de irem a uma das 21 Unidades Básicas de Saúde que semanalmente vacinam, a ordem do prefeito Kalil Baracat é promover este tipo de ação. “Nós vamos facilitar, na medida do possível, o acesso das pessoas as vacinas, porque nos preocupa o fato de até o presente momento existirem pessoas sem nenhuma das doses de imunizantes contra a COVID 19, ainda mais agora quando se percebe o aumento de casos em todos os países”, frisou o secretário de Saúde.

Tanto o prefeito Kalil Baracat como o secretário Gonçalo Barros frisaram que a vacinação contra a COVID 19 no Brasil foi iniciada em 17 de janeiro de 2021 e mesmo passado mais de um ano de efetiva vacinação, toda a população não foi vacinada e inclusive algumas pessoas sequer tomaram a primeira dose, sendo que para aquelas pessoas acima de 12 anos, já está se aplicando a quarta dose.

Leia Também:  Com crescimento econômico em alta MT tem a segunda menor taxa de desemprego no País superado apenas por SC

“Já tem previsão de vacinar criança a partir dos 3 anos de idade com a CoronaVac/Butantan que apresentou resultados considerados excepcionais pelos cientistas e médicos”, disse Kalil Baracat, sinalizando que países espalhados em diversos continentes já estão vacinando crianças com as várias vacinas que estão disponíveis no mercado.

No Brasil se encontram disponíveis a CoronaVac/Butantan/SinoVac; Pfizer/BionTech; AstraZeneca/Oxford e Janssen. “Nós temos feito um esforço hercúleo para que as pessoas compreendam que a COVID 19 é uma doença nova e que a única opção para se salvar vidas são as vacinas disponíveis e os estudos em curso pela ciência e medicina que ainda estão coletando resultados, exames, enfim tudo que for relativo a COVID 19 para se ter mapeado todo o desenvolvimento da doença, suas manifestações e os tratamentos que deram resultados o que em média dura mais de 20 anos de estudos”, explicou Gonçalo Barros.

Momento +

Sinal Vermelho em Lucas do Rio Verde: como usar o sinal diante de situações de violência doméstica

Publicados

em

 

Os casos de violência contra a mulheres e vulneráveis  têm chamado atenção nos últimos dias no municipio de Lucas do Rio Verde em Mato Grosso. Com objetivo de acabar com esse tipo de crime  a campanha nacional do Sinal Vermelho, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Assistência Social e Habitação, realizaram uma reunião na última quarta-feira (16)com comerciantes e forças de segurança para encontrar  maneiras de como agir e evitar as situações de violência contra a mulher.

Durante a  reunião para tratar da campanha Sinal Vermelho  a primeira-dama e secretária de Assistência Social e Habitação, Janice Ribeiro,  destacou a importância  de as empresas participarem da campanha e a  preparação dos colaboradores  para ajudar as vítimas quando necessário.A Campanha ensina que as mulheres devem fazer o sinal “X”  com batom vermelho, ou à lápis, ou riscar um X em qualquer  palma da mão ou em um pedaço de papel, o que for mais fácil, para que a pessoa treinada reconheça que aquela mulher foi vítima de violência doméstica e, assim, acione a Polícia Militar.

Leia Também:  ANVISA recomenda suspensão da obrigatoriedade do uso de máscara em aeroportos e aviões

Em apenas uma semana já foram registrados 3 casos de estupro no munícipio de Lucas do rio Verde.   Na última quarta-feira um homem de 33 anos  foi preso  em Lucas do Rio Verde no bairro Jardim das Palmeiras em Mato Grosso  por suspeita de cometer o crime de estupro contra a enteada e uma sobrinha.   As investigações apontam que ele cometia o abuso contra a enteada de 16 anos,  desde os 12 anos e a sobrinha que tem 13 anos foi abusada uma vez pelo homem. O delegado Paulo Cesar Brambila Costa, responsável pelo Núcleo de Proteção a Mulher, Criança e Idosos explicou que foram realizados procedimentos necessários junto ao Poder Judiciário para o suspeito fique em prisão preventiva para a finalização das investigações. De acordo com a polícia  o suspeito teria feito ameaças contra os familiares das vítimas.  O homem não possui passagens pela polícia e foi conduzido à delegacia.

A campanha Sinal Vermelho é um meio alternativo e seguro de denunciar o agressor, e a proposta da campanha é a união de toda a sociedade para ajudar a combater esse tipo de crime que muitas vezes poderia ter outro final,  com um pequeno sinal a mulher pode conseguir salvar a vida.

Leia Também:  Com crescimento econômico em alta MT tem a segunda menor taxa de desemprego no País superado apenas por SC

Por Cássia Santos

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI