Momento +

Polícia Civil investiga barracão usado por criminosos em Lucas do Rio Verde

Publicados

em

A Polícia Civil vai investigar um barracão no bairro Primaveras 2, em Lucas do Rio Verde (MT), que tem sido usados por criminosos para furtarem casas. O espaço, localizado na rua Jeniparaná, tem tirado o sono dos moradores da via.
Confira a reportagem na íntegra: 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Corinthians retira três pessoas do jogo contra o Galo por covid-19

Momento +

100 mil hectares de vegetação já foram destruídos pelo fogo no Pantanal de Mato Grosso em 20 dias de queimadas

Publicados

em

Ao menos 100 mil hectares já foram destruídos no Pantanal pelas queimadas que há quase 20 dias atingem a região no município de Poconé, em Mato Grosso.

Do total de queimados, aproximadamente 35 mil são na área da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), a maior do país, com 108 mil hectares.

Até esta terça(11), o bioma, que também abrange parte do vizinho Mato Grosso do Sul (MS), registrava 6.388 focos de calor, um aumento de 259% se comparado ao ano passado (1.778), conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Esta é a maior quantidade já registrada pelo Inpe desde 1998, quando o monitoramento começou a ser realizado.

O número também supera, por exemplo, a quantidade registrada em 2018, com 358 focos de incêndio. Ao todo, o Estado contabiliza 11.770 pontos de queimadas, o que representa um crescimento de 9% em relação a 2019, com 10.768 ocorrências. Ainda não se sabe a origem do fogo no Pantanal mato-grossense, mas acredita-se que tenha sido causado pela ação humana.

Leia Também:  Infecção pelo coronavírus de 22 jogadores adia Treze x Imperatriz pela série C e Goiás e São Paulo em Goiânia pela série A do brasileirão

“Neste ano, a seca está sendo bem mais severa”, afirma a gerente de pesquisa e meio ambiente do Sesc Pantanal, a bióloga Cristina Cuiabália. “Existe uma perda em massa de grupos que não têm chance de fuga, como insetos, animais vertebrados lentos, como o tamanduá-bandeira e répteis”. A bióloga diz que o incêndio também destrói ninhadas de diversas aves que se reproduzem nesta época do ano, como as araras. “Para avifauna, é uma grande perda, uma geração a menos no ciclo dos grupos”, cita.

O combate às chamas é feito por uma força-tarefa formada pelo Corpo de Bombeiros (CB), brigadistas do Ibama, Sesc Pantanal e as Forças Armadas, que atuam dentro da operação “Pantanal”.

Segundo informações do Ministério da Defesa, no Estado, estão sendo empregados o Super Cougar (UH-15) da Marinha, o Black Hawk (UH-60) e o Amazonas (C-105) da Aeronáutica para voos de reconhecimento, lançamento de água e transporte de brigadistas, fuzileiros navais e bombeiros militares. “Dois aviões Air Tractor do Corpo de Bombeiros auxiliam com o lançamento de água. As ações contam, ainda, com o apoio de maquinário, caminhões pipa, entre outros meios terrestres”, informou.

Leia Também:  Polícia Civil investiga morte de homem de 29 anos assassinado a tiros em sua própria casa em Nova Mutum MT

 

Otavio Ventureli(com DC)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA