Momento +

Polícia Civil investiga morte de honmem de 28 anos encontrado sem vida com mãos e pés amarrados em matagal de cidade do interior

Publicados

em

A Polícia Civil de Tangará da Serra MT iniciou nesta sexta-feira as investigações para apurar a morte de um homem, cujo corpo foi encontrado com tiros na cabeça, em um matal atrás do prédio onde funciona a Prefeitura do Municipio.

O corpo de Luiz Henrique Oliveira de Souza, 28, foi achado em uma área de vegetação próximo à Prefeitura de Tangará da Serra. naestaquinta-feira (6). Ele estava com mãos e pés amarradas e tinha marcas de tiros.

Segundo informações, populares viram o corpo e acionaram a Polícia Militar. Os agentes foram ao local e constataram a veracidade dos fatos.

O homem foi identificado e vestia apenas calça. Ele foi encontrado com as mãos amarradas e tinha um tiro na cabeça, o que caracteriza execução.

Informações da polícia dão conta de que a vítima tinha várias passagens criminais por tráfico e porte de arma de fogo.

Pelos sinais do corpo, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estima que ele tenha sido morto na noite anterior. Foi realizado os procedimentos no local e o corpo encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Leia Também:  Sem vencer no Campeonato Brasileiro São Paulo vai ao Mineirão em BH e perde para o Atlético Mineiro um dos candidatos ao título nacional

A Polícia Civil da cidade investiga o caso e nenhum suspeito foi preso até fechamento desta matéria.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com diáriodaserra)

Momento +

Governo de MT prorroga até nove de julho prazo para recadastramento de mais de 37 mil aposentados e pensionistas do Estado

Publicados

em

O Governo do Estado, por meio do Mato Grosso Previdência (MT Prev), prorrogou até o dia 09 de julho de 2021 o prazo para o recadastramento de aposentados e pensionistas no Censo Previdenciário.

A medida se fez necessária tendo em vista que 10.547 inativos ainda não fizeram a atualização cadastral e podem ter o benefício suspenso.

No total foram convocados 37.196 beneficiários. O Censo Previdenciário cumpre a Lei Federal nº 10.887/2004, que determina a sua realização, no mínimo a cada 5 (cinco) anos, abrangendo todos os aposentados e pensionistas.

A pendência documental ou a ausência de realização do recenseamento até 09 de julho, acarretará a suspensão do pagamento no mês de julho, até posterior regularização, considerando o ciclo mensal da folha de pagamento.

Entre as pessoas que ainda não se recadastraram, a maioria reside nos estados de Mato Grosso (9.240) e Mato Grosso do Sul (545). Entre as cidades com alto número de ausentes estão: Cuiabá (4.064), Várzea Grande (978), Rondonópolis (445) e Cáceres (303)

Como fazer

Para realizar o Censo, os segurados podem optar tanto pelo atendimento presencial, que está sendo realizado na Controladoria Geral do Estado (CGE) em Cuiabá, como pela internet.

Leia Também:  Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar inicia ações na rede escolar

O agendamento para atendimento presencial deve ser feito via telefone 0800.647.3633 ou pelo site www.mtprev.mt.gov.br.

Na opção online, basta acessar o site do MT Prev, informar o CPF, clicar na opção “Censo Online” e anexar os documentos obrigatórios.

O beneficiário deve providenciar todos os documentos solicitados, devidamente atualizados, antes de iniciar o seu recenseamento. A atualização da certidão de nascimento ou casamento pode ser solicitada por meio do site www.registrocivil.org.br, ou pelo site da Anoreg MT (app.anoregmt.org.br).

Para as dúvidas ou dificuldades no cadastro, além do telefone do MT Prev (65 3363-5300), há um WhatsApp exclusivo para o Censo: (65) 9 9959-0350 e o e-mail [email protected]

 

 

Otavio Ventureli(da redação com secommt)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA