Momento +

Relatório de Força Tarefa MT indica que ex-Secretário de Segurança fomentou briga entre o MP e o Judiciário no caso grampolândia

Publicados

em

Um relatório da Força Tarefa da Polícia Civil que cuida das investigações da chamada grampolândia pantaneira, aponta que o ex-secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, além de obter informações privilegiadas junto ao Ministério Público Estadual (MPE) no início das investigações em 2017, também buscava fomentar uma briga entre o MP e o Judiciário para atrapalhar as investigações.

As informações constam no relatório da perícia feita no celular de Jarbas apreendido durante sua prisão no mesmo ano por obstrução de justiça.

Para a Força Tarefa, os diálogos recuperados comprovariam que Rogers Jarbas buscava articulações políticas, trazendo para si a responsabilidade de dar suporte ao grupo político, de forma a blindar o governo.

Em um dos diálogos, em um grupo de whatsapp denominado Sem Arapongagem, Jarbas, o ex-governador Pedro Taques e demais ex-secretários, comentam uma reportagem sobre a declaração do então desembargador do Tribunal de Justiça, Orlando Perri, que criticou o MP por não ter denunciado o ex-secretário de Justiça e Direitos Humanos, Airton Siqueira.

“Nesse momento o investigado envia mensagem, segundo ele, quanto mais esta fala do Perri for noticiada, melhor, diz. E que no mínimo a associação do MP irá se manifestar, que o inquisidor ficará puto”, completa.

Leia Também:  Só Bafão: De prato quente cheio de comida na cara a tapa no rosto, estas foram algumas das ocorrências registradas pela PM em VG MT

“E continua afirmando que existe uma pequena crise instalada, e isso fará com que use energia com MP e menos com a gente”, disse Jarbas se referindo a membros do grupo.

Nesse momento o governador Pedro Taques diz que o MP não vai fazer nada, são medrosos. Já Jarbas acredita que a associação do MP falaria: basta cutucar, diz.

O ex-secretário de Comunicação, concorda, mas diz que não tem acesso para tal articulação. Solte nos sites, o resto resolvo, afirma Rogers Jarbas.

“Fica evidente que este grupo foi criado para tratar de assuntos relacionados à investigação especial dos grampos ilegais, que o investigado e os membros do grupo agiam para articulação de forma que prejudicasse a investigação. Aparentava ter confiança nas ações do Ministério Público”, pontua o relatório das conversas.

Já em outro diálogo, Jarbas conversa com o então governador Pedro Taques por Whatsapp, informando que Representação já esta na PGJ. Perri já despachou, diz. Taques pergunta qual seria o documento. Estou tentando saber, lhe aviso.

Leia Também:  Boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde MT indica que adolescente e mais 19 pessoas morreram de Covid 19 nas últimas 24 horas

 

 

Otavio Vetureli(da redação com assessoria)

Momento +

Com a brilhante vitória deste domingo diante do Grêmio na Arena em Porto Alegre Palmeiras fica mais perto de conquistar a Copa do Brasil

Publicados

em

O Palmeiras,  fez um jogo quase perfeito em sua primeira exibição na final da Copa do Brasil de 2020. Fora de casa, o verdão venceu oi Grêmio em grande atuação do time de Abel Ferreira. E é justamente o “quase” que impede de considerar o time como o provável campeão.

Em um jogo controlado em grande parte dos 90 minutos, o Verdão abriu o placar em um lance de bola parada e por erros de finalização desperdiçou grandes oportunidades para aumentar uma vantagem que, se concretizada, poderia ser praticamente irreversível.

Mas não foi. Além dos erros de Luiz Adriano e Rony, depois de ótimas jogadas de Raphael Veiga, os palmeirenses perderam espaço após a expulsão infantil de Luan.

Com um a mais, o Grêmio foi pra cima e pressionou. A desorganização e o nervosismo atrapalharam os donos da casa, que pararam também na ótima marcação palmeirense. Gustavo Gómez, sempre ele, teve a companhia de Marcos Rocha, Felipe Melo e Matías Viña em alto nível na linha defensiva do Verdão.

Leia Também:  Atual campeão paranaense Athletico inicia temporada perdendo para o Cianorte fora de casa neste sábado pela primeira rodada do Estadual

Uma vitória fora de casa em um primeiro jogo de final de campeonato é um excelente resultado. O Palmeiras volta de Porto Alegre com moral e uma semana livre para treinar, já que o clássico contra o Corinthians será disputado com a garotada.

Mas a vantagem ainda é mínima. E o Grêmio merece atenção. O Verdão entra em campo no próximo domingo, às 18h, no Allianz Parque, podendo empatar. Uma vitória gaúcha por um gol de diferença, porém, leva a decisão para as cobranças de pênaltis.

É só lembrar a Libertadores de 2019, quando o Palmeiras venceu em Porto Alegre e foi eliminado no Pacaembu no jogo de volta, para imaginar que o Grêmio de Renato Gaúcho pode causar problemas. No Allianz Parque, por exemplo, o retrospecto favorece o time gaúcho, que se acostumou com disputas importantes nos últimos anos.

Ou seja, vale o alerta do lado paulista como disse Abel Ferreira na coletiva Mas vale a confiança também. É a hora de Weverton, Gustavo Gómez e companhia fazerem valer o hino do clube. Se ninguém passar pela defesa alviverde, desta vez com uma atuação perfeita por completo, o título será palmeirense.

Leia Também:  Prorrogado prazo para licenciamento de veículos em Mato Grosso

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA