Momento +

STF apresenta palestra sobre fake news e livro do Projeto Liberdades em eventos nesta quarta-feira (3)

Publicados

em

O Supremo Tribunal Federal (STF) realiza, nesta quarta-feira (3), dois eventos que envolvem o tema desinformação: a palestra “Fake News e liberdade de expressão”, com participação de uma juíza alemã e ministros da Corte, e a apresentação do livro e da cartilha “Liberdades”, que integra o Programa de Combate à Desinformação.

Palestra

A palestra “Fake News e liberdade de expressão” será proferida pela juíza do Tribunal Constitucional Federal alemão Sibylle Kessal-Wulf e pelo ministro Luís Roberto Barroso, com abertura do presidente do STF, ministro Luiz Fux. O evento tem transmissão ao vivo pela TV Justiça e pelos canais oficiais do STF e da Embaixada da Alemanha no YouTube, a partir das 10h.

Também participam do encontro o ministro Mauro Campbell, corregedor-geral eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e o embaixador da Alemanha no Brasil, Heiko Thoms. A apresentação é da professora Karina Nunes Fritz, secretária-geral da Associação Luso-Alemã de Juristas, sediada em Berlim, que congrega acadêmicos de línguas alemã e portuguesa.

Leia Também:  UBS Parque Ohara funcionará até 18h nesta quinta-feira (18)

Livro e cartilha

As duas publicações que serão apresentadas nesta quarta-feira integram o Projeto Liberdades, parceria entre o Supremo e o Instituto Justiça e Cidadania (IJC), em comemoração aos 200 anos da Independência do Brasil.

O livro traz artigos escritos pelos 11 ministros do Tribunal e pelos advogados Marcus Vinicius Furtado Coêlho, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e Pierpaolo Bottini, sobre as várias liberdades constitucionais. Já a cartilha, voltada para o público jovem, tem ilustrações em grafite inspiradas nos artigos.

O projeto integra o Programa de Combate à Desinformação, criado em agosto de 2021 e que prevê medidas educativas e a difusão de informações oficiais e confiáveis sobre o Tribunal.

O evento ocorre às 18h, no Salão Branco do STF, seguido da exposição dos 14 painéis em grafite, pintados em maio por artistas urbanos em frente ao Tribunal, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, cada um representando um tipo de liberdade. O Instituto Justiça e Cidadania também fará uma homenagem ao STF com a entrega da estátua Dom Quixote e do acervo digitalizado das sessões plenárias.

Leia Também:  PL sofre mudanças em Mato Grosso com a sáida de WF da presidência do Partido com mandato até agosto de 2024

SP//CF

Fonte: STF

Propaganda

Momento +

Sinal Vermelho em Lucas do Rio Verde: como usar o sinal diante de situações de violência doméstica

Publicados

em

 

Os casos de violência contra a mulheres e vulneráveis  têm chamado atenção nos últimos dias no municipio de Lucas do Rio Verde em Mato Grosso. Com objetivo de acabar com esse tipo de crime  a campanha nacional do Sinal Vermelho, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Assistência Social e Habitação, realizaram uma reunião na última quarta-feira (16)com comerciantes e forças de segurança para encontrar  maneiras de como agir e evitar as situações de violência contra a mulher.

Durante a  reunião para tratar da campanha Sinal Vermelho  a primeira-dama e secretária de Assistência Social e Habitação, Janice Ribeiro,  destacou a importância  de as empresas participarem da campanha e a  preparação dos colaboradores  para ajudar as vítimas quando necessário.A Campanha ensina que as mulheres devem fazer o sinal “X”  com batom vermelho, ou à lápis, ou riscar um X em qualquer  palma da mão ou em um pedaço de papel, o que for mais fácil, para que a pessoa treinada reconheça que aquela mulher foi vítima de violência doméstica e, assim, acione a Polícia Militar.

Leia Também:  Família de Carlinda comemora evolução da propriedade com a chegada da ATEG

Em apenas uma semana já foram registrados 3 casos de estupro no munícipio de Lucas do rio Verde.   Na última quarta-feira um homem de 33 anos  foi preso  em Lucas do Rio Verde no bairro Jardim das Palmeiras em Mato Grosso  por suspeita de cometer o crime de estupro contra a enteada e uma sobrinha.   As investigações apontam que ele cometia o abuso contra a enteada de 16 anos,  desde os 12 anos e a sobrinha que tem 13 anos foi abusada uma vez pelo homem. O delegado Paulo Cesar Brambila Costa, responsável pelo Núcleo de Proteção a Mulher, Criança e Idosos explicou que foram realizados procedimentos necessários junto ao Poder Judiciário para o suspeito fique em prisão preventiva para a finalização das investigações. De acordo com a polícia  o suspeito teria feito ameaças contra os familiares das vítimas.  O homem não possui passagens pela polícia e foi conduzido à delegacia.

A campanha Sinal Vermelho é um meio alternativo e seguro de denunciar o agressor, e a proposta da campanha é a união de toda a sociedade para ajudar a combater esse tipo de crime que muitas vezes poderia ter outro final,  com um pequeno sinal a mulher pode conseguir salvar a vida.

Leia Também:  Sugestão de Pauta: Prefeito entrega reforma do espaço cultural ‘Casa de Bem-Bem’ nesta quarta-feira (17)

Por Cássia Santos

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI