Momento +

Tempo quente e seco não favorece o avanço do plantio de soja em MT ficando longe do ideal para os trabalhos na terra ganharem ritmo

Publicados

em

Setembro terminou marcado por chuvas irregulares e temperaturas muito altas em Mato Grosso, numa combinação que não favoreceu o avanço do plantio da safra 2020/21 de soja.

Até quinta-feira (1°), apenas 1,6% da área estimada para o Brasil estava semeada de soja, contra 0,7% uma semana antes, 3,1% no mesmo período do ano passado e 4,5% na média de cinco anos, de acordo com dados da AgRural.

Embora Paraná e Mato Grosso – os dois estados que normalmente dão a largada no plantio brasileiro – tenham recebido algumas pancadas de chuva, os volumes foram pequenos e localizados, ficando longe de o ideal para os trabalhos ganharem ritmo.

No Paraná, onde as precipitações foram ligeiramente mais significativas, o plantio evoluiu um pouco melhor, mas mesmo assim há atraso em relação ao ano passado e à média de cinco anos.

Em Mato Grosso, que também está atrasado, produtores que plantam algodão na segunda safra, e que por isso contam com janela mais curta do que aqueles que cultivam milho na safrinha, avançaram com a semeadura da soja mesmo sem umidade.

Leia Também:  Polícia Federal utilizará drones nas eleições de 15 de novembro para flagrar crimes eleitorais como boca de urna e transporte de eleitores

A maioria, porém, tem preferido esperar. O problema é que os mapas de previsão continuam mostrando tempo quente e seco na primeira quinzena de outubro.

A área estimada para a primeira safra de milho da temporada 2020/21, o “milho verão”, estava 31% plantada até quinta-feira (01) no Centro-Sul do Brasil, de acordo com levantamento da AgRural.

O número representa avanço de cinco pontos sobre os 26% de uma semana antes, está em linha com a média de cinco anos, mas é inferior aos 38% do mesmo período do ano passado.

Chuvas nos estados do Sul, especialmente Paraná e Santa Catarina, favoreceram o avanço dos trabalhos, mas maiores volumes seriam bem-vindos nos três estados da região e principalmente no norte do Rio Grande do Sul.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento +

Em função da pandemia motoristas de Mato Grosso devem ficar atentos com relação ao prazo para a renovação de sua CNH

Publicados

em

Motoristas de Mato Grosso devem ficar atentos quanto o prazo para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Em decisão motivada pela pandemia do novo coronavírus, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece o prazo indeterminado de validade para as CNHs que venceram a partir do dia 19 de fevereiro de 2020.

Portanto, os motoristas que estão com o documento enquadrados nessa situação, não precisam de urgência para realizar a renovação do documento, que continua válido em todo território nacional e será aceito durante abordagem de fiscalização de trânsito.

Já os habilitados que estão com a CNH vencida antes do dia 19 de fevereiro de 2020, estes sim deverão providenciar a renovação do documento, pois está irregular. Nesses casos, a renovação pode ser feita de forma presencial, através de agendamento prévio do atendimento no site do Detran-MT(www.detran.mt.gov.br) ou pelo aplicativo MT Cidadão, que pode ser baixado no aparelho celular.

O Detran reforça ainda que as CNHs renovadas terão o prazo de validade de 5 anos, uma vez que a Lei Federal n° 14.071 de 13 de outubro de 2020, que altera esse prazo de validade, ainda não entrou em vigor no Brasil.

Leia Também:  Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios aponta que o desemprego no Brasil cresceu 33,1% e já atinge 13,5 milhões de brasileiros

Para abrir o processo de renovação de CNH pelo aplicativo MT Cidadão o condutor não poderá possuir impedimentos e/ou bloqueios em sua CNH. O documento deverá estar com vencimento de no máximo um ano.

Como fazer

O cidadão deve entrar na loja playstore da Google e IOS e procurar pelo aplicativo MT Cidadão. Após baixar e fazer o cadastro, o usuário deve acessar a sua conta, ir em “Meus Documentos”, depois em “CNH” e irá aparecer seu nome, categoria da sua CNH, validade, número de registro e quantidade de pontos.

Logo abaixo, na guia “Solicitações”, deverá escolher a opção desejada, no caso específico: “Renovação da CNH”.

Ao clicar em “Renovação”, deve conferir seus dados, escolher a unidade do Detran-MT para abrir o processo de renovação e se deseja pegar a CNH na unidade escolhida ou receber pelos correios. O aproveitamento da imagem será feito automaticamente.

Após confirmação, será aberto um campo para a emissão do boleto para pagamento da taxa de renovação da CNH, que é de R$ 132,36.

Com o pagamento da taxa o condutor deverá comparecer a Clínica Médica indicada no RENACH para realizar os procedimentos do exame de aptidão física e mental.

Leia Também:  Depois de quatro jogos sem vitória no Brasileirão Palmeiras vence o Atlético GO com dois gols de Luis Adriano em Goiânia neste domingo

No próprio aplicativo MT Cidadão o condutor poderá consultar o status de auditoria e emissão da sua CNH e aguardar a entrega pelos correios, caso tenha optado pelo o envio do documento em casa.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA