Momento +

Último boletim oficial da Secretaria de Saúde desta quinta aponta que Mato Grosso registrou 53 mortes por Covid 19 nas últimas 24 horas

Publicados

em

Mato Grosso ultrapassou 10 mil óbitos devido à Covid-19 nesta quinta-feira (6). Ao todo, são 10.042 mortes desde o início da pandemia, 53 nas últimas 24 horas, entre a tarde de quarta e a tarde desta quinta.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), são 370.236 casos confirmados, 1.602 novas confirmações no intervalo de um dia.

Dos 370.236 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.629 estão em isolamento domiciliar e 349.973 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 444 internações em UTIs públicas e 323 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 83,15% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (78.487), Rondonópolis (27.148), Várzea Grande (25.119), Sinop (19.436), Sorriso (12.868), Tangará da Serra (12.152), Lucas do Rio Verde (11.499), Primavera do Leste (10.174), Cáceres (7.907) e Alta Floresta (7.091).

O documento ainda aponta que um total de 320.874 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 511 amostras em análise laboratorial.

Leia Também:  Com jogos em Brasília e Cuiabá edição da Copa América 2021 começa neste domingo; Brasil x Venezuela se enfrentam as 18 horas no Mané

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento +

Protesto de enfermeiros de MT nas proximidades da Arena Pantanal na noite deste domingo marcou estreias de Colômbia x Equador

Publicados

em

Cerca de 150 enfermeiros promoveram um protesto, na noite deste domingo(13),  próximo a Arena Pantanal, em Cuiabá, pouco antes da primeira partida pela Copa América, entre Colômbia x Equador.

Os profissionais reivindicam o Projeto de Lei 2.564/2020, que tramita no Senado Federal e institui o piso salarial nacional para a categoria e estabelece a carga horária de 30 horas semanas.

Com faixas e cartazes, os profissionais entoaram cânticos para chamar a atenção dos senadores. O protesto teve início às 19 horas, uma hora antes do confronto entre Colômbia e Equador pelo grupo A da Copa América.

“A nossa reivindicação é sobre o PL (Projeto de Lei) e o piso salarial. Essa manifestação não é contra o governo, não temos nenhuma bandeira nós só estamos reivindicando o nosso piso salarial. A nossa pretensão é alcançarmos o número de 1.500 enfermeiros”, disse o presidente do sindicado dos enfermeiros, Arlindo Cesar Ferreira dos Santos.

De acordo com o Conselho Regional dos Enfermeiros (Coren), a média salarial dos enfermeiros em Mato Grosso, atualmente, é de R$ 2,8 mil, dos técnicos de enfermagem é de R$ 1,6 mil e dos auxiliares é de R$ 1 mil.

Leia Também:  Com jogadores servindo as suas Seleções na Copa América Flamengo consegue derrotar o América mineiro no Maracanã pelo Brasileiro

O PL tramita no Senado Federal, com apoio da maioria dos senadores. Embora tenha recebido parecer favorável da relatora senadora Zenaide Maia, e tramite com pedido de urgência para votação, assinado pela maioria dos parlamentares, o projeto não entrou em pauta.

Devido à manifestação, o trânsito na região chegou a ficar engarrafado, mas logo se normalizou com a chegada de agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O confronto 

Colômbia e Equador se enfrentaram neste domingo  na Arena Pantanal. O jogo contou com estrelas do futebol mundial como Quadrado, da Juventus, e o zagueiro Arboleda que defende o São Paulo.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA