MULHER

Garrafas na decoração: 7 opções criativas para reaproveitar os objetos

Publicados

em


source

Alto Astral

undefined
Reprodução: Alto Astral

Garrafas na decoração: 7 opções criativas para reaproveitar os objetos

A tendência de decoração handmade (“feita à mão”), que preza por reutilizar materiais de modo artesanal, tem feito cada vez mais sucesso. Além de ser uma ótima maneira de reciclar objetos, seu lar ainda ganha um toque exclusivo e personalizado. Você já pensou em utilizar garrafas na decoração ? Aquelas vazias de bebidas destiladas, vinhos, sucos, cervejas e até azeite são ótimas para você usar toda a sua criatividade e criar peças lindas – como luminárias, display de álcool em gel e árvore de Natal . Inspire-se!

Inspirações para apostar em garrafas na decoração

Vaso de flores

Garrafas na decoração: 7 opções criativas para reaproveitar os objetos
Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

Todo mundo concorda que as flores trazem mais vida e delicadeza à decoração, certo? Para fugir do óbvio e ainda economizar na compra do vaso, que pode ser bem caro dependendo do modelo, você pode aproveitar uma garrafa de vinho usada. Pintar o objeto de acordo com a paleta de cores do ambiente deixa o resultado ainda mais charmoso.

Leia Também:  Finanças para mulheres: "Qualquer conhecimento pode ser monetizado"

Candelabro

Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

Que tal substituir as flores por um conjunto incrível de candelabros? A ideia é econômica, mas faz toda a diferença na decoração de um jantar especial a luz de velas ou entre os enfeites de Natal , por exemplo. Se você souber desenhar, vale até investir em uma pintura temática no exterior das garrafas.

Lustre

Garrafas na decoração: 7 opções criativas para reaproveitar os objetos
Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

As opções de lustres com garrafas são muito modernas e ‘diferentonas’, podendo ser adaptadas para todos os ambientes. Você pode apostar em modelos variados do item ou, então, compor um conjunto com todos iguais. Para completar o DIY (“faça você mesma”), a dica é utilizar uma lâmpada de filamentos aparentes, como as das imagens acima.

Abajur

Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

Seguindo a onda da iluminação, as garrafas também podem ser aproveitadas na criação de lustres incríveis. Para baratear ainda mais os custos da decoração, uma boa ideia é adquirir os famosos “pisca-piscas” de Natal e inseri-los dentro delas. A cúpula neutra garante um toque extra de sofisticação à decor .

Saboneteira

Garrafas na decoração: 7 opções criativas para reaproveitar os objetos
Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

Você também pode aproveitar uma garrafa usada de vodka ou uísque, por exemplo, para criar uma nova saboneteira moderninha para o seu banheiro. Para isso, basta remover a tampa e adicionar um “pump” próprio de sabonete líquido. Outra sugestão é aproveitar a decoração como display de álcool em gel , produto indispensável no atual cenário de pandemia.

Leia Também:  De micropigmentação à descoloração: conheça métodos para valorizar a sobrancelha

Copos

Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

Os copos feitos a partir de garrafas de bebida são ideais para shots e drinks personalizados, montando seu próprio minibar em casa. Além de baratinhos, eles são opções resistentes e cheias de estilo para compor a mesa, até mesmo no dia a dia.

Relógio

Garrafas na decoração: 7 opções criativas para reaproveitar os objetos
Fotos: Reprodução/Pinterest | Arte: Larissa Sericava

Para fechar a lista com chave de ouro, não poderia faltar essa inspiração inovadora de relógio de garrafas. Para fazer o seu, basta separar 12 garrafas da sua preferência (podem ser todas iguais ou de diferentes bebidas, contanto que tenham aproximadamente o mesmo tamanho), uma tábua de madeira e ponteiros simples. Em seguida, cole cada item em seu devido lugar. Também é possível personalizar relógios comprados prontos. Aproveite!

Texto: Redação Alto Astral e Milena Garcia | Edição: Renata Rocha

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Amor e Limites: Criança também tem depressão

Publicados

em


source
Apesar de não ser tão comum quanto nos adultos, a depressão infantil existe e pode ser diagnosticada a partir dos 5 anos
FreePik/freepic.diller

Apesar de não ser tão comum quanto nos adultos, a depressão infantil existe e pode ser diagnosticada a partir dos 5 anos


A depressão infantil costuma ser diagnosticada a partir dos 5 anos de idade. Apesar de não ser tão comum quanto a depressão em adultos, o problema existe. Por isso é bom que os pais fiquem atentos. 

Para crianças pequenas, geralmente as causas da depressão são problemas familiares. Problemas que não são delas, mas que atingem as crianças de uma forma que elas não compreendem e que podem causar vários transtornos. Dentre esses transtornos está a depressão .


A criança tem dificuldade em lidar com sentimentos. Ela não sabe se expressar sobre o que esta sentindo, por esse motivo a depressão em crianças se manifesta através de sintomas físicos. 

Problemas conjugais, financeiros, excesso de cobrança dos pais sobre a criança, falta de contato próximo entre pais e filhos, morte de um ente querido, até mesmo de um animal de estimação, nascimento de um irmão e maus-tratos são exemplos de situações que acontecem dentro de um lar e que podem causar depressão em uma criança.

Leia Também:  Numerologia do nome: veja o que o nome do seu filho revela sobre os talentos dele

 Depressão é um transtorno de humor – tristeza. Pais devem estar atentos ao que acontece com seus filhos diariamente:

 – mudança de humor

– alteração do sono

– baixa auto-estima

– falta de concentração para executar tarefas

– dores abdominais

Você viu?

– variação de peso

– isolamento

– cansaço

– falta de prazer na execução de tarefas que antes eram prazeirosas como brincar, jogar, ficar com amigos

– dores de cabeça

– tristeza

– irritabilidade

– manha

Todos os comportamentos ou sintomas acima, juntos ou separados, podem significar que seu filho tenha depressão. Mas não é tão simples; os sintomas devem permanecer por pelo menos um mês e devem ser analisados como um todo na mudança de comportamento da criança. 

A depressão pode ser chamada por diversos profissionais diferentes, por outras nomenclaturas como, transtorno, comportamento anormal, hiperatividade, desordem e outras denominações que significam uma mesma coisa: seu filho tem um problema e você tem que ajuda-lo a resolver.

Leia Também:  Hare Krishna é uma religião? Conheça a filosofia com origens hindus

Quando uma criança é diagnosticada com depressão, ela terá que ser tratada por um profissional, algumas vezes com medicamentos e também com terapia, mas a ajuda de pais, amigos e professores nesse momento é fundamental para estimular essa criança a inserir-se novamente em seu meio social e sentir prazer nisso.

Com acompanhamento médico, terapêutico e ajuda de quem esta próximo a criança pode se recuperar completamente em um período de tempo que vai depender de cada um, da assimilação que a criança tem do que esta sendo tratado. Como qualquer doença, para a depressão infantil, prevenção é o melhor remédio.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA