MULHER

Influencer que tratava câncer morre após contrair Covid pela segunda vez

Publicados

em


source
Ana Paula Budini
Reprodução Instagram

Ana Paula Rubini

Morreu vítima do novo coronavírus (Sars-coV-2), no último domingo (04), a influencer Ana Paula Rubini , de 30 anos. Ela contraiu Covid-19 pela primeira vez no final de agosto e, no final de setembro, recebeu o resultado positivo novamente para a doença.

À época, a influenciadora digital também estava em tratamento contra um câncer e contava com mais de 133 mil seguidores no Instagram e mais de 400 mil no TikTok. 

Ana compartilhava o seu cotidiano no hospital e já enfrentava um linfoma pela segunda vez quando, no fim de agosto, teve o resultado positivo para a covid-19. “Era só o que faltava. Acabamos de receber o resultado da covid, e sim, deu positivo… faz uns 7 dias que perdi o paladar, mas como tenho quimioterapia recente no corpo, imaginava que podia ser dela. Não vou poder transplantar por enquanto, mas o criador sabe de todas as coisas”, escreveu no Instagram.

Leia Também:  Dia Nacional do Livro: 9 obras escritas por mulheres brasileiras

No final de setembro, Ana Paula também compartilhou o segundo resultado positivo. “Ontem não foi fácil… o teste do covid deu positivo de novo…. sai do outro quarto, pra ala da covid, tive febre novamente e ontem desmaiei. Foi uma noite horrível! Porém o tratamento [para o câncer] não vai parar”. 

Após o óbito, a família publicou um vídeo emocionante no TikTok com a legenda “nossa princesa descansou” para informar o falecimento da influenciadora. Ana deixa o marido e sua filha de 10 anos.

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Açaí: mitos e verdades sobre o consumo da fruta para a saúde

Publicados

em


source

Alto Astral

undefined
Reprodução: Alto Astral

Açaí: mitos e verdades sobre o consumo da fruta para a saúde

O açaí é uma das primeiras opções que vem em mente quando pensamos em uma sobremesa refrescante e saudável, já que é uma fruta extremamente saborosa e fonte de substâncias positivas para o organismo. Apesar disso, é preciso esclarecer alguns mitos e verdades para entender melhor os benefícios desse alimento tão popular e adorado no nosso país.

Nativo da Amazônia, ele é rico em vitamina E, fibras, cálcio, magnésio e potássio, além de possuir grande poder antioxidante. Estudos apontam que consumir 100 gramas de polpa de açaí duas vezes ao dia estimula a redução de glicemia, insulina e colesterol ruim. Para tirar algumas dúvidas, Jefferson Oliveira Domingos, fundador do Villa Roxa, empresa especializada em açaí e alimentação saudável, explica os mitos e verdades sobre o fruto. Confira!

Mitos e verdades sobre o açaí

Açaí: mitos e verdades sobre o consumo da fruta para a saúde
Foto: Shutterstock

Açaí rejuvenesce

Verdade! Além de conter uma alta dose de antioxidantes, o fruto é capaz de retardar o envelhecimento . Pesquisas indicam que o açaí é 33 vezes mais eficaz do que o vinho tinto ou a manga nesse sentido. Para completar, ele também possui a capacidade de combater células cancerígenas.

Leia Também:  Veja como montar seu altar em casa

É muito calórico e engorda

Mito! A polpa em si não impacta no peso (100 gramas de açaí têm apenas 60 calorias). Ou seja, é um produto de baixo teor calórico. Na verdade, o que pode engordar é o xarope de guaraná que é acrescentado ao fruto para que fique mais doce. Esse tipo de consumo é maior no Sudeste, onde as pessoas costumam também adicionar frutas, paçoca, leite condensado, leite em pó e outros acompanhamentos.

Ajuda no controle do diabetes e colesterol

Verdade! O diabetes mellitus tipo 2 pode ser controlado e prevenido com a ajuda da fruta, pois ela é rica em lipídios e fibras e pobre em carboidratos. Outra vantagem é o baixo índice glicêmico, que evita os picos de glicemia. Também contém propriedades hipocolesterolêmicas, que atuam na redução do colesterol e melhoram o equilíbrio entre colesterol bom (HDL) e ruim (LDL).

Poderosa fonte de ferro

Mito! Apesar de seus pontos positivos, a quantidade de ferro encontrada em 100 gramas do fruto é somente 1,5 mg. Essa é uma concentração baixa se comparada a outros alimentos como o feijão, que possui quase 6 mg em uma xícara.

Leia Também:  Virtudes e pecados dos signos: saiba mais sobre a sua personalidade

Boa opção para antes da atividade física

Verdade! Por conter diversas vitaminas e minerais, o alimento garante uma dose extra de energia durante o exercício. Por outro lado, é bom se lembrar de não exagerar nas porções e consumi-lo sem o xarope de guaraná. Caso queira incrementar a refeição, uma ótima dica é bater a polpa com uma banana e adoçar com mel .

Pode transmitir Doença de Chagas

Verdade! A má higienização do fruto após a colheita pode fazer com que transporte ovos de barbeiro – inseto que transmite a doença. Por isso, é essencial confiar na procedência do produto comprado.

Para evitar que isso aconteça, ele deve ser colocado de molho em uma composição que retira todas as impurezas. Depois, passar por três tanques de lavagem para que seja feita a despolpa. Feito isso, deverá ser congelado a uma temperatura de 45° negativos. Essa fase só pode ser realizada após o processo de limpeza e higienização, eliminando o risco de transmissão da doença.

Leia bem o rótulo e dê sempre preferência para o açaí pasteurizado !

Consultoria: Jefferson Oliveira Domingos, fundador do Villa Roxa | Texto: Gabriel Gameiro/colaborador/ SportLife | Edição: Giovane Rocha, Milena Garcia e Renata Rocha

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA