MULHER

“Me livrei de dois relacionamentos tóxicos: amoroso e alimentar”

Publicados

em


source

As consequências de viver um relacionamento abusivo são muitas e normalmente não se limitam às barreiras do aspecto romântico da vida da vítima. A paulistana Katia Camargo, de 43 anos, viveu um casamento que influenciou diretamente sua relação com o próprio corpo e com a comida. Katia chegou aos 117kg na época e seu namorado boicotava todas as suas tentativas de perder peso argumentando que gostava do corpo dela como estava.


antes e depois
Arquivo pessoal

Katia começou a fazer exercícios no horário do almoço para que seu namorado não a incomodasse


“Quando eu tava começando a focar na dieta parece que ele sabia e queria me levar nos lugares com comidas que eu não podia comer, ele também ficava me ligando quando eu estava na academia. Por isso, comecei a fazer academia no horário do almoço, quando ele não ficava me perturbando”, conta Katia.

Katia também começou a se sentir prejudicada profissionalmente pelo excesso de peso. “Eu trabalho com construção civil. Então, na hora de subir uma escada, a sensação era que eu ia infartar. Detalhes como esses começaram a atrapalhar a qualidade do meu trabalho e, consequentemente, o meu desempenho”, explica.

Leia Também:  Quais os problemas emocionais que a pandemia pode causar em nossos filhos?

Foi aí que se interessou pelo método 5S de Estilo de Vida Saudável, que combina 5 segredos para o emagrecimento e uma mudança nos hábitos alimentares: dieta, acompanhamento nutricional, uso de nutracêuticos, gorduras boas e tratamentos estéticos. 

Motivação para mudar

Uma semana antes de iniciar o tratamento, ela havia levado os resultados de seus exames ao cardiologista e, naquela consulta, teve a motivação que precisava para mudar.

“O médico me questionou até qual idade eu achava que conseguiria chegar levando aquela vida sedentária. Fiquei sem resposta. Ele me disse que, se continuasse naquele ritmo, a minha expectativa de vida era de mais 10 anos. Daí, eu pensei que 10 anos era pouco tempo para eu fazer tudo aquilo que planejei para a minha vida. Foi nesse momento que decidi mudar de vida”, conta.

A engenheira chegou a cogitar realizar uma cirurgia a bariátrica, entendendo que seria a única solução, mas achava que era um processo muito sério e invasivo. Segundo ela, seu objetivo não era ser magra, porque não acredita que esse seja seu biotipo, mas sim melhorar sua saúde e ter uma melhor relação com a alimentação e seu corpo.

Leia Também:  Mulheres trans e bolsonaristas: elas disputam prefeitura no Espírito Santo

Sete meses de tratamento e menos 45kg

Katia passou por um processo que nomeou de “desintoxicação alimentar”, que foram os primeiros três meses do tratamento, até que ela começou a ver comida com outro olhar. “Me lembro como se fosse hoje. No primeiro dia do tratamento, quando fiz um dia de alimentação saudável, comecei a passar mal a ponto de precisar ser socorrida por uma ambulância. No hospital, fizeram uma bateria de exames, e não havia nada de errado. Tudo não passou de uma crise emocional por não ter seguido os meus velhos hábitos alimentares”, relata a paulistana.

Em sete meses de tratamento, com acompanhamento nutricional e o suporte de outras mulheres que estavam passando pelo mesmo processo em um grupo de Whatsapp, Katia perdeu 45kg dos 117kg que estava pesando no início de tudo.

Após um ano do fim do tratamento, ela afirma que se livrou de dois relacionamentos tóxicos. “Hoje, ao olhar para trás, vejo que passei por três estágios: sofrimento, raiva e perdão. E agora consigo ter força suficiente para saber o que é bom para mim nos dois sentidos, amoroso e alimentar. E afirmo feliz que é libertador”, finaliza.

Fonte: IG Mulher

Propaganda

MULHER

Bilhete de criança que riscou carro viraliza: “Como ficar bravo?”

Publicados

em


source

No último domingo (13), em Curitiba, um menino de 7 anos desequelibrou de sua bicicleta e bateu em um carro, deixando um pequeno risco. Esse menino, chamado Benício, decidiu escrever um bilhete de desculpa e deixar o número de contato do seu pai para que o dono do carro pudesse entrar em contato e pagar o conserto.

bilhete
Twitter/Reprodução

Marcel, pai de Benício, se colocou a disposição para pagar o conserto do carro

Marcelo Martins, dono do carro, ao ver o bilhete decidiu compartilhar em seu Twitter com a legenda “Como ficar bravo com essa criança?”, o post acabou recebendo mais de 360 mil curtidas de 35 mil compartilhamentos.

Após o alcance inesperado, Marcelo também postou um print do seu contato com Marcel, pai de Benício pelo Whatsapp. “Sempre vemos seu carro aqui na frente, meu filho ficou bem chateado com o ocorrido”, disse Marcel.

Leia Também:  Noivos são criticados por convidarem avó com Covid-19 para casamento

O dono do veículo fez questão de tranquilizar o pai e a criança, repondendo: “Tadinho! Diga para ele que está tudo bem e que quedas acontecem!”.

Ao G1, pai de Benício afirmou estar orgulhoso da atitude do garoto. “”Eu fiquei muito orgulhoso, porque a gente tenta educar para isso. Que ele seja responsável pelas ações dele no futuro, que aprenda com os erros”, disse.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA